Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Como informar ao parceiro a respeito da gravidez não planejada

Nem sempre é fácil para as mulheres informarem a seus parceiros a respeito da própria gravidez, ainda mais se não foi algo planejado, que não estava no plano do casal e principalmente quando não existe um casal, mas existe a gravidez. Muitos pensamentos negativos podem passar pela cabeça das mulheres nesse caso, que podem sentir-se desamparadas e com previsões negativas as respeito do futuro.

Refletindo sobre esse tema, elaborei algumas dicas que podem fazer com que esse momento de informar o parceiro sobre a gravidez, principalmente em situações controversa, fique menos ansiolítico, minimizando as consequências negativas. É importante lembrar que a forma como lidamos com o fato e conversamos sobre ele com o outro é muito importante, assim como também é importante preparar-se adequadamente para a situação. Dito isso, vamos às dicas.

1) Tenha certeza de que você está grávida

Essa dica é muito importante, pois informar ao parceiro a respeito de uma falsa gravidez traz grandes consequências negativas para o relacionamento, principalmente porque pode criar expectativas no parceiro, e também em você mesma, que quando não atingidas podem mudar completamente a dinâmica da relação.

Essa notícia, dependendo de como está a situação no momento e o desejo de cada um em ter um filho, pode ser vista como negativa, tanto para a mulher quanto para o homem, criando assim um problema desnecessário no relacionamento (quando for um alarme falso). Por outro lado, o parceiro pode gostar da ideia e, após saber que não era realmente verdade, ele pode sentir-se completamente frustrado, afinal, começou a preparar-se para ter um filho.

É importante realizar um exame de sangue para ter a comprovação que você está realmente grávida. Leve em consideração os outros sintomas, como a falta da menstruação e até mesmo os teste de gravidez da farmácia, mas tenha em mente que eles não são completamente fidedignos, ou seja, eles têm maior probabilidade de dar um resultado falso.

2) Não crie expectativas antecipadamente

Ao ter certeza da gravidez, é imprescindível que você evite criar expectativas quanto a reação do parceiro ou sobre a opinião dele a respeito disso. Em algumas situações adversar, é comum que as mulheres comecem a acreditar que o parceiro irá perceber esse momento como negativo e que ele irá ficar insatisfeito com a gravidez e assim por diante.

Fazendo isso você estará apenas ficando cada vez mais ansiosas, e o pior de tudo é que essa ansiedade é gerada por pensamentos que podem não ser realmente verdade. Evitar esses pensamentos é uma forma de evitar também maiores conflitos internos.

3) Evite tomar decisões precipitadas

A gravidez envolve sempre duas pessoas. Nesse momento, existem duas pessoas que são responsáveis pelo que ocorreu, sendo também responsáveis por essa nova vida. Portanto, a partir de agora é preciso livrar-se dos pensamentos individualistas e começar a pensar também no outro. As decisões a partir de agora, principalmente as decisões que envolvem a gravidez e o bebê, precisam ser conversadas entre ambos os responsáveis, que terão que necessariamente entrar em um consenso do que fazer a partir de então.

Por isso, evite tomar qualquer decisão precipitada antes de contatar o parceiro e conversar com ele sobre a situação, fazendo também os planejamentos para o futuro. Lembrando que você não tem como saber qual será a reação dele sem contar para ele.

4) Caso não exista um relacionamento, não se desespere

Quando ocorre a gravidez mas não existe um relacionamento sério entre você e o pai da criança, isso não é um motivo para desespero. Ter um bebê com essa pessoa não significa necessariamente que você terá uma relação amorosa com o pai da criança ou que vocês precisam casar ou morar juntos. Isso significa que você irá se tornar mãe e ele pai e que ambos tem responsabilidade para com esse bebê.

A forma como vocês vão lidar com isso, se terão um relacionamento, se irão cria-lo separadamente e até mesmo com quem a criança irá ficar é uma decisão que vocês deverão fazer juntos e principalmente deverão experimentar de acordo com as novas experiências.

Esse não é um momento para importar-se com a opinião de outras pessoas que não são você e o pai da criança. É o momento para você pensar racionalmente e decidir junto com o mesmo quais serão seus planos para o futuro. Focar no seu bem estar e no bem estar da criança é o melhor que você pode fazer.

5) Você pode pedir ajuda para ele para descobrir se está grávida

Você não precisa necessariamente desvendar a fundo essa história sozinha. Ao perceber os primeiros sinais, você pode conversar com o possível pai do bebê, informando o que está acontecendo e principalmente conversando sobre as suas suspeitas para que ele te auxilie a realmente descobrir se há uma gravidez ou não.

Ele pode te levar para fazer o exame de sangue e pegar o resultado junto com você. Assim vocês passam a lidar juntos com a situação, onde cada um aceita a sua parcela de responsabilidade e ainda faz com que ambos sintam que precisam lidar com a situação juntos. Dessa forma, nem você nem ele vão sentir-se completamente carregados de responsabilidade e irão saber lidar melhor com a situação.

6) Não precisa ser uma conversa ruim

No momento de contar sobre a gravidez para o pai da criança, principalmente em situações onde não existe um relacionamento ou não houve um planejamento prévio, isso não significa que precisa ser uma conversar ruim ou uma briga, assim como também não significa que você irá comunicar para ele de uma forma negativa ou sem importância.

É importante que você comunique ele, após realizar o exame de sangue, e tenha uma conversa sincera e verdadeira com ele, demonstrando a responsabilidade de ambos e deixando claro que vocês podem conversar juntos a respeito do que fazer a partir de então.

Esse não é o momento para procurar culpados ou fazer cobranças. Você precisa mesmo é resolver com o pai do bebê como serão as coisas a partir de agora e quais serão seus planos. Provavelmente ambos terão que refletir um pouco sobre o assunto.

7) Esteja aberta à reação dele

Como já foi falado, não temos como saber qual será a reação dele, ele pode ficar feliz e contente com a notícia, ao mesmo tempo que pode ficar chateado (mesmo que momentaneamente) ou até mesmo frustrado consigo mesmo. Essas reações são completamente comuns, afinal você também ficou surpresa e também teve a sua reação.

É importante que você esteja aberta à reação dele e não o julgue pelos momentos iniciais de receber a notícia. Você precisa focar-se no que ele irá fazer após essa notícia e quais soluções vocês irão pensar juntos. Ele pode sentir-se na obrigação de cuidar tanto de você quanto do bebê como ele pode também ficar conturbado e querer fugir da situação. Então é preciso saber como lidar com a mesma e sempre lembrando que a responsabilidade é de vocês dois.

8) Você também pode confortá-lo

Como você está lidando com esse assunto a mais tempo que ele, afinal você descobriu antes e foi a fundo para saber a veracidade, você pode também estar mais apta para confortar e apoiar o pai da criança nesse momento. É muito provável que nesse momento você tenha mais raciocínio logico que ele e maior estabilidade emocional para lidar com a situação.

É claro que isso depende de cada um, mas é importante estar atenta a essas situações e principalmente a essas possibilidades.

9) A responsabilidade não é somente sua

Ter em mente que a responsabilidade não é somente sua é também uma forma de tirar um grande peso de suas constas. Assim você sente que consegue lidar melhor com a situação. Contar para o outro a respeito desse assunto é dividir o seu fardo, que também passa a ser fardo do outro. Juntos, vocês conseguirão pensar melhor em todas as possibilidades do futuro, podendo fazer com que você sinta-se melhor com a situação, fazendo ainda com que você sinta que terá o outro para te auxiliar.

Evite culpar-se ou tentar lidar com a situação de maneira isolada. Isso fará apenas com que você sofra e tenha  mais conflitos do que o necessário.

10) Não transforme isso em um problema

A gravidez não é um problema, independe da situação. Ela é consequência de um ato seu e deve ser vista dessa forma. Por mais que seja surpresa no início, você com certeza irá aprender a lidar com a situação e irá também aprender a lidar com essa nova fase de sua vida. Conseguir modificar o pensamentos iniciais negativos é a melhor forma de ter forças para lidar com os próximos desafios da vida.

Assim você fica cada vez mais apta a tornar-se mãe e passa a ser um exemplo de vida para o outro ser. Conhecer mais a fundo sobre a gravidez, o parto e principalmente sobre os cuidados com a criança é também desenvolver-se como pessoa ser alguém melhor.

Tenha em mente que ocorrerá uma mudança significativa em sua vida e que provavelmente será uma mudança com consequências positivas. Independente da situação, saiba que você tem a capacidade de lidar com ela.

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.