EMAGREÇA JÁ!

Busca

Facebook

Instagram

Nosso livro

Artigos relacionados

Conteúdo Protegido

Cérebro Masculino postado por

Desconfiança acaba relacionamento?

Eu namoro com um menino, que é irmão da minha amiga( que desde que começamos a namorar não é tão minha amiga assim mais…), há 1 ano e 4 meses, antes de namorarmos ficamos por 2 anos, ele só me enrolava.. fez muitas palhaçadas comigo, e também não nego que dei o troco em todas as palhaçadas.. Quando sai do colégio, no segundo ano e entrei na faculdade, ele ficou no colégio e começou com conversinha pra mim, detalhe de que quando ficávamos ele era super grosso comigo, parecia mesmo que não queria nada, só que quando eu entrei na faculdade comecei a ficar com um menino, que fisicamente lembra muito ele, mas como eu amava mesmo era meu namorado, que na época não era meu namorado, eu acabei tudo com o menino e comecei a namorar com ele, depois de um mês “namorando” ele veio finalmente realizar meu sonho de vir na minha casa conhecer meus pais e namorarmos sério, então hoje namoramos sério… Depois de 3 meses que namorávamos ele descobriu que eu tava fazendo farra na faculdade, tava bebendo e ficando com esse menino, mas acontece que eu tinha acabado tudo com ele um mês antes de namorarmos sério… desde então, ele é muito desconfiado, acha que estou mentindo, as vezes eu até omito alguma coisa com medo de sua reação, por que tudo pra ele é motivo de briga, sei que ele gosta de mim, pq sempre fazemos as pazes depois.. eu tô com medo de acabar a relação, pois eu mesma já tive essa vontade, aí eu coloco na balança, o meu amor por ele é muito maior, pode parecer amor demais, exagerado, mas não vejo minha vida sem ele, até pq todos os nossos amigos são os mesmo, por termos nos conhecido no primeiro ano do ensino médio, os nossos melhores amigos são os mesmos… Se acabar vai ficar uma situação muito chata, e ao mesmo tempo eu não quero acabar, e nem vou.. mas tenho medo de que ele continue assim, ou pior.. eu dou umas cortadas.. falo que assim a gente não vai dar certo, mas não adianta..
Ele tá no cursinho e eu no segundo ano de faculdade, e na maioria das vezes só saio com ele, quando não é com ele é com algumas amigas no shopping, nenhum lugar que possa dar desconfiança pra ele… mas ele implica até com as minhas calças que nem estão mostrando o “cofrinho”, e ele insiste em dizer que está! O que eu faço pra reduzir essa desconfiança?! O que eu faço com meu orgulho de não correr atrás quando estou certa?! E o pior que a gente faz planos, e nossas famílias se adoram…
Acham que eu devo correr atrás sempre, mesmo quando estou certa?!
Alguém já passou por história parecida? Sabe no que isso vai dar?!

Pucca.

Cara Pucca

Em primeiro lugar, parece que você vê os relacionamentos como sendo uma briga, uma disputa. Namoro não é uma competição, logo no começo você fala que ele fez muitas palhaçadas e você “deu o troco”. Você realmente se sentiu bem com isso? Ficou realizada? Não sei o que você quis dizer com palhaçadas e dar o troco, mas provavelmente inclui ficar com outras pessoas. Se ele ficou com outra na sua frente, e você “deu o troco”, você acha isso correto? Na verdade, você fez uma coisa que você não queria, se usou para causar o mal para uma pessoa pela qual você era apaixonada. Isso está extremamente errado. A maneira de resolver “palhaçadas” do outro é se abrindo, conversando com ele, e se não funcionar, decidindo se você aceita, ou esquece-o de vez e segue em frente. Vingança só traz coisas ruins para todos.

Depois que se perde a confiança, é extremamente difícil reconquistá-la. Um homem que se sente traído, não esquece disso facilmente. Como você falou que tinha tido um relacionamento com o colega de faculdade antes de namorar com o atual (se você não estava ficando ou de rolo com este último), o que parece que falta é uma conversa sincera. Falar que vocês não tinham nada sério, e que você não via futuro nisso, pois ele sempre foi grosso e nunca demonstrou interesse em namoro, mas por você ser apaixonada por ele, tanto que quando tentou superá-lo, por não conseguir tirá-lo da sua cabeça, escolheu alguém parecido fisicamente, que a lembrasse dele. Quando percebeu que não conseguia esquecê-lo e é ele quem você ama, acabou tudo para ficarem juntos, pois é ele quem você sempre amou e ainda ama. Falta uma conversa séria sobre isso para encontrarem a solução.

Você também disse que omite algumas coisas por medo da reação dele, pois tudo é uma briga. Acredito que ele tenha motivos para desconfiar se você faz isso. Não se deve esconder nada do parceiro, pois um namoro inclui confidências, ter o parceiro como melhor amigo, e a confiança é a base de absolutamente tudo. Se você tivesse comentado sobre o cara da faculdade, essa desconfiança provavelmente não existiria. Geralmente a desconfiança é a consequencia da insegurança. Passe segurança pro parceiro, que a desconfiança vai diminuindo até desaparecer.

Sobre a pergunta sobre o orgulho. Desculpe-me pela palavra forte que vou usar, mas para mim o orgulho é o sentimento mais idiota que existe, pois a única pessoa que perde com orgulho é você mesma. Deixando claro que orgulho é diferente de amor-próprio. Orgulho é você querer se acertar com seu namorado, e por estar certa, não tomar a iniciativa de fazerem as pazes. Vamos pensar um pouco: você quer se acertar com ele, já disse que não quer acabar e não imagina a vida sem seu namorado, então, você ter orgulho e esperar ele vir atrás causa prejuízo para quem? Para os dois, para a pessoa que você ama, e para si mesma. Você mesma está se prejudicando por ter orgulho. Por exemplo: você quer ligar, fica com saudades, chora de tristeza, perde a oportunidade de estar com seu amor, e tudo isso poderia ser evitado com uma ligação com estas palavras: “nós precisamos conversar”. A conversa, acompanhada de esforço e vontade é a solução de todos os problemas.

No seu texto também tem uma parte falando que você “corta” seu namorado e fala que assim não vai dar pra continuar, porém não adianta. E nem vai adiantar! Quando um ser humano é repreendido por algo, seu instinto natural faz com que tente se justificar fazendo contra-acusações. Faz parte do ser humano. Mas experimente fazer isso: Chega pro seu namorado, dá um beijo nele e fala: “Amor, precisamos conversar”. Quando vocês dois sentarem, você fala: “Você sabe que te amo muito né? E não imagino a minha vida sem você, mas o nosso namoro anda bastante conturbado e isso tem me deixado triste. Temos muitas brigas por um motivo só. Desconfiança”. Aí você fala o que falei lá no segundo parágrafo. Depois você pede pra ele confiar mais em você, que você não estaria com ele se realmente não o amasse, e por estar batalhando para solucionar o problema ao invés de tomar o caminho mais fácil, que seria acabar, é a maior prova que poderia dar pra ele. Acho muito difícil isso não funcionar.

Uma das maiores virtudes que uma pessoa pode ter é, quando tem um relacionamento que tem tantos problemas que chega a beirar o insuportável, ter um amor tão grande que prefere enfrentar os problemas e procurar uma solução. Você tem isso. Parabéns. Desejo toda a felicidade do mundo e espero sinceramente que tudo se resolva.

Fica um pedaço traduzido de uma música que acho que tem tudo a ver com o que você está passando:

And I keep hoping – e eu continuo esperando (esperar de esperança)
And I still believe in love (e ainda acredito no amor)

I believe in faith and trust – eu acredito em fé e confiança
I’m gonna find a way – eu vou achar um modo
There are better days still ahead of us – ainda temos dias melhores pela frente
I keep hoping – eu continuo esperando

A música é I Keep Hoping, de Foreigner.

Doutor Neurônio – www.cerebromasculino.com

Alexandre Chollet

Alexandre Chollet

Alexandre é coach, escritor, blogueiro e DJ.

Fundador do CM, do Homem de Verdade e cofundador do QPT, além de ser autor de mais dois blogs. Escreve sobre relacionamentos e comportamento humano e dá treinamentos para pessoas que desejam melhorar sua vida, seja no aspecto pessoal, profissional ou de relacionamentos.
Alexandre Chollet

Latest posts by Alexandre Chollet (see all)