Meu casamento está desgastado. Devo tentar novamente ou me arriscar em uma aventura?

Receba dicas por e-mail

Conselhos

Publicidade

Pesquisar

Curta!

Posts indicados

Conteúdo Protegido

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

Cérebro Masculino postado por

Meu casamento está desgastado. Devo tentar novamente ou me arriscar em uma aventura?

“Bem, geralmente não faço isso, mas dada minha situação não tenho muito com quem falar e minha cabeça está cheia de dúvidas. Conheci a sua página e decidi desabafar com uma pessoa que não nos conhece e que será imparcial nos seus comentários, mas que em compensação também não conhece os detalhes dos acontecimentos e muito menos as pessoas envolvidas, mas que conhece bem a cabeça dos homens e isso pode ser muito útil na minha situação.

Primeiramente, casei há quase três anos e em novembro do ano passado resolvemos nos separar, pois não estávamos mais dando certo, brigávamos demais e sempre pelos mesmos motivos: falta de grana, de cumplicidade, companheirismo… Mas enfim,
não era a primeira vez que nos separávamos e todas as outras vezes eu continuava “fingindo” para as outras pessoas que ainda éramos casados e felizes. Porém dessa vez foi diferente. Um dia no trabalho uma pessoa comentou alguma coisa sobre meu marido e eu respondi meio sem pensar que não tinha mais marido e confirmei isso para várias outras que ouviram minha declaração e me senti muito bem com isso, meio que aliviada por não ter mais que mentir para todo mundo. Esse rapaz para quem eu falei me deu conselhos e disse que isso já havia acontecido com ele e que em breve a gente ia voltar.

A partir desse dia percebi que essa pessoa para quem eu havia falado a respeito da minha nova situação me olhava diferente e sempre me perguntava se eu havia voltado para meu marido. Chamava-me para sair, para conversarmos, que assim ele me contaria seus problemas e eu os meus para ele… E que eu deveria curtir um pouco a “solteirisse”. Eu sempre negava os seus convites para sair, mas sempre levei na esportiva, na brincadeira. Sempre o considerei meu amigo e nunca iria imaginar que havia segundas intenções por parte dele, pois ele é casado.

Até que um dia, teve uma festinha e conversamos bastante, ele me disse que parecia coisa do destino e que a gente tinha que se conhecer de qualquer jeito dada as condições em que fui trabalhar na empresa e me falou da sua vida, da filha que ele teve quando era bem jovem e que morava com ele pois a mãe não quis ficar com a criança, de uma prima que é apaixonada por ele (que tenho toda certeza que ele ficou com ela quando já estava casado), fiquei sem saber o por que dele me falar dessas coisas, se era meio por insegurança ou sei lá… E quando estávamos indo embora, a gente acabou se beijando e fomos parar no motel. Acabei ficando insegura e não me soltando direito e nem tirando a roupa, pois apesar de sentir uma forte atração por ele, até então ele não passava de um amigo. Mas o beijo foi maravilhoso e não saia da minha cabeça. Passaram-se vários dias até a gente se ver de novo e ele não saia do meu pensamento. Virou uma “paixonite”. Sempre fomos muito discretos, apesar de trabalharmos praticamente juntos e vire e mexe um ter que falar com o outro. Mas ele sempre me olha diferente e outro dia quando a gente finalmente teve oportunidade de ficar a sós ele me perguntou se eu havia me arrependido do que tinha acontecido e se a gente nunca ia sair de novo, daí eu disse que nunca é uma palavra forte demais… Mas ele nunca toma maiores atitudes, não pede meu telefone, não marca alguma coisa concreta, sabe? Eu tenho uma mente muito criativa e sei que se ele realmente quisesse alguma outra coisa ele arrumaria um jeito de me procurar. Sei que ele não é fiel à mulher dele, pois ele é muito “baladeiro” e sempre sai sozinho com os amigos. Mas as atitudes dele me parecem diferentes do que eu esperava de um homem que não presta. Quando a gente se vê, ele põe a mão no coração e me olha de um jeito diferente. Sou bonita e divertida e sei que vários outros caras me admiram, mas não entendo o que se passa na cabeça
dele. Não quero nada sério com ele, apenas viver uma aventura, algo novo, diferente… Ele faz meu coração bater mais rápido e sinto
aquele friozinho na barriga quando o vejo, sonho acordada com ele e isso tudo é bom demais, me sinto viva e por mais que eu goste do meu marido, sinto desejo pelo outro.

Outro dia ele me perguntou se meu marido não tinha pedido ainda para voltar e eu disse que sim, mas que ainda tinha dúvidas e pedi um tempo para dar a resposta. Ele me disse que era para eu curtir esses dias e aproveitar bastante e não voltar logo para meu marido não ficar achando que me tem a qualquer momento, e que era para eu pensar e voltar para ele se eu quisesse e que provavelmente a gente ia voltar. Eu insinuei que a gente poderia sair naquele dia, mas fomos interrompidos e não pudemos mais conversar. Esperei a tarde toda por uma resposta e quando eu já estava indo embora o encontrei no corredor e ele insinuou se a gente ia sair mesmo e disse que não, pois ele não falou nada antes e eu já havia arrumado outro programa. Além do mais eu sabia que ele ia sair com uns amigos, o ouvi conversar ao telefone e marcar algum programa, não queria dar a impressão de oferecida ou desesperada.

Estou muito confusa e meu ex-marido está mil amores comigo. Não sei se volto para ele ou se me aventuro com o outro. Mas será que o outro realmente quer alguma coisa comigo? Por mais tímido e inseguro que um homem seja, quando ele realmente quer ficar com uma pessoa ele vai atrás, ainda mais que já dei pistas de que estou afim. Não quero ser direta e perguntar se vai rolar ou não. Mas às vezes dá vontade. Ele me deu o telefone dele, mas como tinha muita gente por perto, levei na brincadeira e não anotei. Queria mesmo era que ele pedisse o meu, já que ele é casado e não quero ficar dando em cima de um homem casado descaradamente. E assim eu saberia se ele realmente quer ficar comigo.

Já pensei em várias possibilidades, mas enfim, são só especulações. E agora, o que faço? Continuo esperando uma atitude dele ou parto para uma coisa mais direta? Será que estou sendo apressada demais? E que o melhor seja realmente esperar, pois o tempo é quem vai responder as minhas dúvidas. Como saber o que ele sente por mim? O que as atitudes dele podem me dizer? Não quero trocar o amor certo do meu marido por uma aventura qualquer… Pois se eu voltar com meu marido, não quero mais ter nada com o outro. Mas fica aquela sensação de que será que assim vou ser feliz? Será que não posso estar desperdiçando minha felicidade com uma pessoa que já me fez sofrer muito e que agora se diz arrependido e que vai mudar, pois me ama? Será que ele realmente vai mudar? Ou está apenas com medo de me perder definitivamente já que mudei minhas atitudes com relação a ele?
Acho que a pessoa mais indicada para me dar alguma indicação do que as atitudes significam é você. Tenho medo de estar enganada ou tomar alguma atitude precipitada. Minha intuição me diz para esperar e ver no que vai dar, meu coração me diz que quer aquele homem de qualquer jeito… Mas que ele é casado, e investir meu tempo tentando conquistá-lo poderia ser em vão, pois ele nunca largaria a mulher para ficar comigo. E se largasse, iria me trair como faz com ela. E virar amante dele não está nos meus planos.
Obrigada por me ouvir e perder um pouco do seu tempo em raciocinar em cima dos problemas de umas mulheres meio malucas que ficam ainda mais malucas quando o assunto é o sexo oposto. Realmente, muito obrigada, pois não sei o que fazer. Se fosse alguém me pedindo um conselho nessa situação, diria para ela esquecer os dois e ser feliz sozinha, pois nenhum dos dois merece seu tempo ou amor.

Abraços,
Aguardo retorno

Carismática”



Olá Carismática,

Tudo bem? Obrigado por ter enviado um e-mail. Vamos aos comentários.

Obs: peço que entenda tudo que eu escrevi como se estivesse falando em tom ameno, assim como falo em todos os meus posts. Algumas frases podem parecer agressivas ao olhar de alguns que não sabem a maneira que eu sempre respondo. Se tiver dúvidas, ouça alguma resposta que fiz via áudio. É dessa maneira que sempre respondo :)

Primeiramente, você já deveria estar cansada do relacionamento e realmente querendo acabá-lo, pois, pela primeira vez, contou pra todo mundo que tinham se separado e ainda se sentiu aliviada por isso. São sinais que ao menos de um tempo, você precisava.

A grande maioria das pessoas que recomendam que você “curta”, estão dizendo para você ir pra farra, sair com diversas pessoas, etc. Eu não recomendo isso para ninguém, quando quero falar algo do tipo, digo para que a pessoa aproveite um tempo sozinha para se reencontrar, poder sair com amigos, organizar a cabeça e fazer coisas que pessoas comprometidas geralmente não fazem. Nunca utilizo a palavra curtir, pois ela já se associou à farra. E foi o que seu colega recomendou.

Esse colega tem todos os indícios de ser um cafajeste, pegador, sacana e galanteador. Ao contrário do que muitos pensam, esses são os mais carinhosos, românticos, atenciosos e calmos com as “vítimas”. Todas acham que os cafajestes não estão nem aí, não ligam e te tratam mal, certo? Nada disso, isso é coisa do passado. Aqueles caras que chegam bêbados em casa, batem na mulher e saem e pegam todas estão ultrapassados. Que mulher quer um cara assim? Os cafajestes de hoje são os mais romântico e carinhosos possíveis, tratam as mulheres como princesas. (Outro segredo: sabe aquela mulher que “domina” a relação, que trata o namorado mal e acabam mandando em tudo? Aí você pensa: “os bonzinhos só gostam de mulheres assim. Eu que trato os homens bem, só consigo safados”, não é verdade? Pois saiba que se o cara não for um pega-ninguém sem amor próprio nenhum, depois de deixar sua amada em casa, vai pegar outra ou pra balada).

Mas por que os cafajestes tratam as mulheres tão  bem se não querem nada sério? Simples, porque sabemos que a maioria dos homens não são assim (muitos inclusive consideram uma falta de masculinidade). E as mulheres que gostam de homens com essas características são geralmente as mais certinhas, que são as ideais para mantermos algum tipo de relação amorosa, seja de namorada ou amante. Para amante, essas são as perfeitas, pois acreditam em tudo que falarmos. E como conquistar uma mulher certinha ou romântica? Sendo do mesmo jeito que ela, ou tratando-a mal? Já notaram que a maioria das certinhas tem namorados safados e traidores? E mesmo assim, elas nunca acreditam quando alguém fala isso? Por que? Porque eles a tratam tão bem, tão carinhosa e apaixonadamente que na cabeça dela é impossível ele fazer algo de mal para ela.

Esse papo de “destino” é balela e é mais velho que perguntar “você vem sempre aqui?”. E incrivelmente, as mulheres ainda “caem” nessa. Segredo masculino: 90% dos homens que comentam sobre o destino estão falando da boca pra fora e querem conquistá-las rapidamente para algum objetivo, que geralmente é sexo. O mesmo vale para atitudes como por a mão no coração ou demonstrações exageradas de carinho de homens que são pegadores.

Ele está conseguindo o que quer. Deixar-te ansiosa, querendo sair com ele, e até convidando-o para isso. É outra tática de mestre, utilizada por quem entende do assunto.

Eu vejo que, às vezes, você age como se relacionamentos fossem joguinhos, quer sair com o cara, mas não convida diretamente e não toma iniciativas, ele pergunta se vocês nunca mais vão sair, e fala que “nunca” é uma palavra muito forte. Acredito que se você quer algo, deve ao menos demonstrar isso, sem joguinhos ou enrolações, pois no seu caso, essas atitudes podem dificultar.

E tem a recomendação desse colega de trabalho, de não voltar pro marido rapidamente para ele não achar que te tem na mão. Acho que essa frase vai para o hall das frases mais sem sentido que já ouvi. Você tem um marido, quer voltar pra ele, e não vai para ele não achar que te tem na mão? E é pra esposa estar onde? No pé? No joelho? Hehehe. Um casamento é baseado no amor, e quem ama o suficiente para casar, deve estar disposto a tudo para o relacionamento dar certo. É mais uma balela para você não voltar com teu marido e o colega ter mais tempo para sair com você.

Sobre desejar outros homens. Bem, se você ama uma pessoa, você pode achar outras pessoas bonitas e atraentes, mas não deseja carnalmente, ao menos que seja praticante de swing ou realmente tenha uma vida amorosa mais liberar, mas não parece ser o caso, pois você fala que se voltar pro marido, não vai sair com esse. Então você deve pensar se ainda ama seu marido, se o desejo por esse outro é só temporário, ou se vai se repetir por outros. Deve pensar se ama o suficiente para voltar o casamento e tentar reconstruí-lo. Sim, vai ter de reconstruí-lo, pois uma separação, mesmo que temporária, é sinal que o relacionamento está extremamente desgastado. E esse tempo que ficam separados não resolve os problemas, na verdade os esquece e eles voltarão mais fortes. Recomendo ler meu artigo http://cerebromasculino.com/2009/09/30/razoes-para-nao-dar-um-tempo-em-relacionamentos/ .

E para finalizar, você primeiro fala que só quer uma aventura com esse, e depois pergunta se ele quer algo com você. São duas coisas contraditórias. Quem só quer aventura, não se importa se a outra pessoa quer algo, e aventura, pode ter como certo que esse homem quer.

Ah sim, as perguntas:

  1. Continuo esperando uma atitude dele ou parto para uma coisa mais direta?
  2. Será que estou sendo apressada demais? E que o melhor seja realmente esperar, pois o tempo é quem vai responder as
    minhas dúvidas.
  3. Como saber o que ele sente por mim? O que as atitudes dele podem me dizer?
  4. Não quero trocar o amor certo do meu marido por uma aventura qualquer… Pois se eu voltar com meu marido, não quero
    mais ter nada com o outro. Mas fica aquela sensação de que será que assim vou ser feliz? Será que não posso estar desperdiçando minha felicidade com uma pessoa que já me fez sofrer muito e que agora se diz arrependido e que vai mudar, pois me ama? Será que ele realmente vai mudar? Ou está apenas com medo de me perder definitivamente já que
    mudei minhas atitudes com relação a ele?

Respostas:

1-      Isso depende do que você está sentindo e do que quer. Você quer ser uma amante de um cara casado, e que você ainda precisa correr atrás? Se sim, tome a iniciativa, seja direta. Se quiser uma aventura, é a opção perfeita.

2-      Se tem essa dúvida, talvez tenha sido apressada até em beijar outro homem e pensar em algum relacionamento. Tempo para si mesma, associado de reflexões, é a melhor solução para resolver suas dúvidas.

3-      Sinceramente, de acordo com as atitudes dele, todos os indícios mostram que ele é um cafajeste e você será apenas mais uma de suas conquistas, e pode, no máximo, chegar ao posto de amante fixa. E nessas frases você já respondeu a pergunta perfeitamente: “Mas que ele é casado, e investir meu tempo tentando conquistá-lo poderia ser em vão, pois ele nunca largaria a mulher para ficar comigo. E se largasse, iria me trair como faz com ela. E virar amante dele não está nos meus planos.”

4-      Você não pode tomar uma decisão tão importante se ainda tiver dúvida. Porém essas perguntas só podem ser sanadas realmente se você tentar de novo, pois algumas pessoas mudam apenas no começo e outras mudam definitivamente. A única maneira de saber é estando juntos novamente. Agora o que deveria se perguntar é:  Você quer isso? Ama o suficiente para tentar novamente Se sim, o que tem a perder além de tempo? Caso responda não a alguma dessas perguntas, talvez seja melhor não tentar.

Espero ter ajudado e peço desculpas pela demora na postagem da resposta. Mas isso ocorre ao grande envio de e-mails que tenho recebido.

Um beijo,

Doutor Neurônio.

AJUDE A MANTER O CÉREBRO MASCULINO NO AR.  VISITE OS SITES PARCEIROS!

Siga o Cérebro Masculino no twitter: http://twitter.com/CerebroMasc e saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.

Envie você também sua história para [email protected] ou em www.cerebromasculino.com/contato que terei o maior prazer em ajudá-la.

AGORA TENHO MSN: [email protected] NÃO É  UTILIZADO PARA SOLUÇÃO DE DÚVIDAS. Estas devem ser enviadas para o e-mail.

Alexandre Chollet

Alexandre Chollet

Coach, escritor e blogueiro.

Fundador do CM, do Homem de Verdade e cofundador do Morando Juntos, além de ser autor de outros blogs. Escreve sobre relacionamentos e comportamento humano e dá treinamentos para pessoas que desejam melhorar sua vida, seja no aspecto pessoal, profissional ou de relacionamentos.
Alexandre Chollet

8 Comentários

  • Emanuele

    Ola, tenho 17 anos me casei quando tinha 13 anos porque fiquei gravida do meu marido ele tinha 16 anos hoje ele tem 20 anos, nosso casamento sempre foi de brigas por eu queria briga com ele, ele sempre foi louco por mim e eu não sabia por que agente vivia terminando e voltando todo mundo falava que amor de ioiô, no dia 05/07/2012 terminei com ele pra fica com outro porque não queria trair ele… só que machuquei muito ele pois ele era louco por mim e troquei ele pra fica com a ladrão e acabou sofrendo muito, eu acabei quebrando a cara ficando com o outro porque eu não aguentava mais paga droga pro meu Disk namorado… eu não aguentei mais e terminei com ele, fiquei solteira e quando me toquei meu marido já tava amigado com outra e ela tinha uma fama tao grande de rodada que mexeu muito comigo pois ainda sentia algo por ele eu nunca deixei de amar ele apenas queria curti minha vida de adolescente… um certo dia ele estava online no face e ele começou a teclar comigo, falou que ainda me amava que só estava com a menina pra tenta me esquece só que ela não estava conseguindo, e ela acabou pedindo pra gente se encontra no shopping pra conversamos eu acetei, quando ficamos cara a cara eu tava quase chorando pois eu me lembrava que eu tinha perdido ele… ele chegou a falar pra gente fugir eu acetei logico.. só que antes ele tinha que manda a menina embora, quando fui ver ele terminou com a menina e voltou comigo, só que sempre brigamos por causa da menina… ele jurou pra mim que não estava me traindo, mais um certo dia eu vi uma mensagem no celular dele de um garota que morava em Marituba falando que gostava dele que amava etc… eu perguntei o que era isso ele falou que se eu quisesse fica com ele teria que ser assim, eu falei que não ia aguenta dividi ele com outra ele falou então não fica mais comigo, só que eu falei pra ele que eu o amava então ele falou fica ai mais fica na tua e não mexe mais nas minha coisas… poise ele me trai e eu sei mais fingo q não vejo e não sei de nada só pra ilidi meu coração, eu queria sabe de vocês o que devo fazer?

    beijos e abraços!

    boa tarde.

  • Olá, tenho 25 anos e meu marido também, no dia 07/maio/2011 irá fazer dois anos que casamos depois de 3 anos de namoro. O namoro era maravilhoso ele me dava atenção, passeava comigo e tinha muito fogo uma paixão ardente em nois, era tão bom ele me encantava, durante o namoro minha sogra faleceu e ele ficou diferente, sofreu, morou só discutiu e encerrou relações com a única irmã, o pai morava em outro estado, foi um momento dificil, depois de 2 anos desse ocorrido engravidei, foi um choque ñao tinhamos nada ele nem trabalhava, minha família arrumou as coisas com o que pode e hoje moro em uma casinha de favor da minha avó, alguns móveis que minha família deram, faço minhas refeições na casa da minha mãe e ele na casa do pai dele. Bom desde que engravidei e logo com 3 meses casamos no civil e depois disso ele ficou mais distante de mim, durante minha gravidez ele não me procurava, eu vivia na casa da minha mãe e ele não ia nem me visitar. Arrumou umas amizades estranhas gays, lésbicas, drogados e outros ele se dedicou muito a esses amigos principalmente em festas, eu sofri muito nesse tempo não sei porque ele fez isso comigo, ele construiu uma família e até hoje não dá valor, passamos por muitos momentos dificies eu sempre trabalhei e ele ficou um ano sem trabalhar e nem ia atrás, durante esses quase dois anos de casamento nos separamos duas vezez. Hoje estamos juntos mas estamos por um fio, ele está trabalhando passo o dia inteiro sem vê-lo, o pouco tempo que ele tem que é a noite ele não se dedica a família temos uma filha de 1 ano e 5 meses e ele não brinca com ela, não passeia não a leva para visitar o pai dele, mal dá atenção e eu é como se não existisse, ele dá atenção aos amigos, faz morão no final de semana até à madrugada, e quando não está com os amigos fica horas e horas no computador jogando, mal nos falamos e quando nos falamos é com grosseria, dormimos todos os dias um ao lado do outro mas nem nos tocamos é cada um para seu lado, ás vezes no meio da noite uma vez por semana ele me procura para ter relações mas sem nenhum romantismo como era antes no tempo de namoro.
    Eu preciso de ajuda não sei o que fazer gosto dele, queria ter um casamento feliz, queria que aquela paixão e toda a atenção voltasse, eu não aguento mais essa situação estar casada com umfantasma converso com ele ele joga toda a culpa disso tudo em mim, não reconhece que está errado. Eu quero uma solução e não sei nem por onde começar.
    Me orientem,
    Obrigada

  • Olá, tenho 25 anos e meu marido também, no dia 07/maio/2011 irá fazer dois anos que casamos depois de 3 anos de namoro. O namoro era maravilhoso ele me dava atenção, passeava comigo e tinha muito fogo uma paixão ardente em nois, era tão bom ele me encantava, durante o namoro minha sogra faleceu e ele ficou diferente, sofreu, morou só discutiu e encerrou relações com a única irmã, o pai morava em outro estado, foi um momento dificil, depois de 2 anos desse ocorrido engravidei, foi um choque ñao tinhamos nada ele nem trabalhava, minha família arrumou as coisas com o que pode e hoje moro em uma casinha de favor da minha avó, alguns móveis que minha família deram, faço minhas refeições na casa da minha mãe e ele na casa do pai dele. Bom desde que engravidei e logo com 3 meses casamos no civil e depois disso ele ficou mais distante de mim, durante minha gravidez ele não me procurava, eu vivia na casa da minha mãe e ele não ia nem me visitar. Arrumou umas amizades estranhas gays, lésbicas, drogados e outros ele se dedicou muito a esses amigos principalmente em festas, eu sofri muito nesse tempo não sei porque ele fez isso comigo, ele construiu uma família e até hoje não dá valor, passamos por muitos momentos dificies eu sempre trabalhei e ele ficou um ano sem trabalhar e nem ia atrás, durante esses quase dois anos de casamento nos separamos duas vezez. Hoje estamos juntos mas estamos por um fio, ele está trabalhando passo o dia inteiro sem vê-lo, o pouco tempo que ele tem que é a noite ele não se dedica a família temos uma filha de 1 ano e 5 meses e ele não brinca com ela, não passeia não a leva para visitar o pai dele, mal dá atenção e eu é como se não existisse, ele dá atenção aos amigos, faz morão no final de semana até à madrugada, e quando não está com os amigos fica horas e horas no computador jogando, mal nos falamos e quando nos falamos é com grosseria, dormimos todos os dias um ao lado do outro mas nem nos tocamos é cada um para seu lado, ás vezes no meio da noite uma vez por semana ele me procura para ter relações mas sem nenhum romantismo como era antes no tempo de namoro.
    Eu preciso de ajuda não sei o que fazer gosto dele, queria ter um casamento feliz, queria que aquela paixão e toda a atenção voltasse, eu não aguento mais essa situação estar casada com umfantasma converso com ele ele joga toda a culpa disso tudo em mim, não reconhece que está errado. Eu quero uma solução e não sei nem por onde começar.
    Me orientem,
    Obrigada

  • Sara Mel

    Boa tarde ajss.
    Sim, é muito dificil esquecer uma traição, a mulher acaba ficando com o marido por vários motivos: os filhos, financeiros, a familia, a igreja, a sociedade, e até mesmo por causa do amor que sente ou em muitos casos o sentimento de posso, ou seja: “Este homem é meu”.
    Acaba perdoando, sem verdadeiramente perdoar. Não consegue esquecer e o pune, as vezes para siempre.
    A mulher sofre também com tudo isso, não esquece a humilhação que passou, não esquece as lágrimas que derramou, não esquece o quanto odiou e amou aquele homem por tanto tempo.
    Ai…aquele homem muda, quer reconquistar a mulher, mas e o esquecimento que não vem de jeito nenhum?
    A mulher também precisa mudar, necessita acreditar que o que aconteceu não acontecerá mais, mas não acredita nisso. E o pune de novo, e vai continuar punindo até que se possível for um dia perdoe verdadeiramente.
    Eu vi isso acontecer pouquissimas vezes, e confesso que nesse caso a mulher amava muito mais que o homem.
    Sei que você se fechou, talvez sinta uma enorme vergonha guardada dentro de você, não sei…já que hoje é um homem religioso acredito que saiba que errou e está pagando o preço do erro.
    A pergunta é… Até quando ficará pagando por este erro?
    Sei que quer reconquistar sua esposa, manter a familia, isso é muito bom, mas ela tem que querer também, e isso você terá que perguntar diretamente à ela.
    Faça um convite especial, planeje uma noite diferente onde possa ficar sozinho com ela e converse. Diga tudo o que sente e sinta se verdadeiramente ela ainda te ama e quer “recomeçar”.
    Espero em Deus que sim!
    beijuss da sara:)

  • Ola.

    Sou casado ha 19 anos e viviamos razoalvemente bem até 2000 quando trair minha esposa, hj como o pao que o diabo amassou nas maos dela, ja pedir descupa mais ela fala que nao lembra, mais tudo bem,
    me tornei evangelico em 2005 nao nunca mais trair ela mas ela continua cada vez mais se afastando de mim alegando coisas desde quando nós namoravos, eu nunca fui de conversar na hora (h) mais ela me cobra muito este dialogo só que de tando ela me acabar pra todos enqualquer lugar sem respeito isso ocasionou que me tornei mais fechado ainda, pois tenho vergonha de falar coisas pra reconquistar por que tem uma frase que ela gosta que eu nao gosto é depois que eu falo alguma coisa ela logo fala ( ESSA ALMA QUER RESA) isso me deixa muito triste e sem jeito de falar algo. o que eu devo fazer? alguem pode me ajudar a reconquistar meu amor, mae das minhas filhas lindas. abraços a todos.

  • OLÁ ESTA É A MINHA HISTORIA CONVIVI COM UMA MULHER 28ANOS. QUANDO CONHECI ELA TINHA13ANOS ELA FOI MORA COM MIGO SÓ P/ FICA LIVRE DA MÃE DELA .E FOI MORA COM MIGO SEM GOSTA .
    NESTE MEIO TEMPO TIVEMOS 5 FILHO,MAS DESDE QUE EU CONHECI O CASAMENTO JÁ VINHA DEGASTADO. MAS EU VINHA TENTANDO P/ VER SE DA SERTO,MAS EU SOFRIA MUITO.NOS NAÕ FAZIA MAS SEXO,TODAS AS VEZ QUE EU PROCURAVA ELA ALEGAVA DORES DE CABEÇA.MAS COM ISSO ME EGOTO A PACIENÇA ENTÃO ARUMEI OTRA MAS A MINHA INTENÇÃO ERA FICA COM ESTA COMO AMANTE MAS CABEI LARGANDO A MINHA FAMILHA P/ FICA COM ESTA. MAS ELA TEM 2 FILO QUE NAÕ MORA COM ELA, É SÓ EU E ELA MAS ELA TEM SEUMES DOS MEUS FILHOS POR CONTA DESSO O MEU CASAMENTO ESTA QUASE ACABADO O QUE EU FAÇO POS GOSTO MUITO DELA

  • olá passei por aqui pois estou em um momento muito delicado,preciso de uma segunda opinião po favor me ajudem.
    Bom perimeiramente quero dizer que eu me envolvir com um homem “enrolado” quando eu o conhecir, ele me disse que estrava passando por problemas no seu casamento,a principio eu desacreditei de tudo pensei que isso é papo comum de homem que quer pular a cerca,saimos varias vezes, e eu comemecei a acreditar que era realmente verdade. e um dia conversando ele me falou que um homem que abandona uma mulher com um filho dele do lado é uma cafageste,bom continuamos a sair,e acontece que eu acabei engravidando mesmo tomando pílula,bom aí veio o grande dilema;comecei a me sentir sozinha e abandonada, entrei em desespero, só chorava,como pode, ser tão frio diante dessa cituação?passaram-se os meses minha pequena nasceu,tive apoio de amigos mais chegados o que me consolava de vez em quando. dái comecei a pensar o homem que disse que,se alguém que abadona a mulher é cafageste ele se tornou um deles. não quero saber como anda a vida dele se ainda é casado ou não. provavelmente deve ter feito as pazes com ela.bom hoje ainda ficamos de vez em quando,ele vem á minha casa ver a filha dele, as vezes tenho vontade de resistir e não deixar o desejo falar mais alto ,mas me sinto muito fraca e vulnerável diante de tudo isso,penso na minha filha. amigos me ajudem eu quero parar de sofrer quero dar um basta nessa situaçõa ás vezes ele fica indiferente comigo outras ele me trata bem.eu penso que se eu desistir dele, depois ele pode recorrer ao direito de ter a filha perto dele tb.não quero uma criança dividida ele dar asistência financeira á menina apenas isso,presença de pai ela quase não tem. o que eu faço .aguardo resposta .bjus!!!

  • Ola!estou casada a quase cinco anos e a dois anos tive uma filha que deu uma revira volta na minha vida desde que ela nasceu parei de trabalhar e estou só cuidando de casa só que eu tenho muita vontade de trabalhar,meu esposo trabalhar muito quase não para em casa e faz faculdade e eu passei alguns mesesna casa da minha mãe em tucurui quando fui ganhar nene e quando voltei pra casa sempre ficava sabendo de algum tititir e isso me deixava chateada,mais eu não acreditava ate que um dia eu pegei ele falando no msn com uma garota que ele tinha conhecido quando eu estava fora e ele conversavão um assunto meio suspeito entao eu passei a desconfia de tudo.E alguns dias em reencontrei um ex-namoro pelo e-mail e andei conversando algumas besteiras com ele mais falei por falar,pois eu jamais imaginaria em algum dia meu marido saber daquela conversa na verdade eu ó queria descontar o que ele tinha conversado com aquela menina,só que por ironia do destino ele puxou o historico do nosso computador e a conversa veio junto e foi um banho de agua fria no meu casamento que já não estava tão bem.apartir de alguns dias não sempre estamos brigando eu sinto que ele não confia em mim, as veses tenho desconfiança que ele anda me traindo estou com a cabeça muito confusar e se continuar assim meu casamento vai acabar e não e isso que eu quero.Oque eu quero na verdade é ficar com ele criar aminha filha com ele mais não sei como falar isso pra ele.Tudo que eu falo pra ele é motivo de briga.As veses tenho medo ate de abrir a boca pra falar alguma coisa,o que eu devo fazer eu sei que as veses eu sou errada mais não sei o que fazer por favor me da uma dica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>