Ele dizia que amava.

Publicidade

Pesquisar

Curta!

Instagram

Conselhos

Posts indicados

Conteúdo Protegido

Está no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!

Cérebro Masculino postado por

Ele dizia que amava.

Fui casada a 1 ano e 8 meses, e estou separada a 4 meses, meu ex marido dizia o tempo todo que me amava, morávamos numa casa cedida pelo meu pai e em uma briga e outra, eu pedia para ele sair de casa, ele sempre dizia que apesar das humilhações ele não teria coragem de sair e me deixar.

Certa vez ele resolveu sair de casa, e com 15 dias me pediu para voltar, pois sentia a minha falta e estava sofrendo muito, eu o aceitei e com apenas 1 mês ele alugou 1 quarto na mesma rua onde nasci e fui criada e saiu de casa mais uma vez, desta vez levou alguns móveis que possuía antes da nossa união.

Eu já estava desconfiada que ele houvesse encontrado alguém, ao qual após saber quem era,eles me disseram que eram apenas amigos. Esta suposta amiga por ter traído seu marido, separou-se tambem e após 2 semanas eles passaram a desfilar pela rua, antes não davam as mãos, com um tempo assumiram de vez o relacionamento, tanto que ela dorme com ele algumas vezes, pois ela tem uma filha de 3 anos e sua mãe toma conta da criança o tempo todo.

Nos primeiros dias da separação ele me ligava para pedir alguma coisa que havia deixado aqui na minha casa, sempre atendia como se fosse uma pessoa qualquer e nunca o questionei sobre a “amiga”. Depois, do nada me pediu o computador que me dera de presente de aniversario, a partir dai passei a rejeitar as suas ligações, me mandava mensagens para atendê-lo, mas eu nunca o respondia.

No dia 16 de Agosto foi a nossa audiência de dissolução de União Estável, e ele simplesmente me pediu como indenização 2 mil reais pela reforma que ajudou a fazer na casa, até hoje estou a espera da carta judicial(intimação), para que o mesmo prove a quantia que solicitou e enfim nos separamos!

Queria entender o seguinte, se o mesmo saiu de casa, tem outra pessoa que disse que é melhor do que eu e a ama, porque essa cobrança e talvez esta raiva da mim? Ah esqueci de dizer que nesse meio tempo encontrei um paquera muito bonito por sinal, e que meu ex no mesmo dia que soube ficou me ligando dai então foi quando pediu para devolver o computador!!


Olá V.,

Olha, sinceramente até eu gostaria de saber a resposta à sua pergunta, mas para não deixar você a ver navios, creio que podemos juntos chegarmos à algumas hipóteses.

A começar que essa coisa de dizer que ama é algo que, ao menos pra mim, deveria funcionar como data festiva, ou seja, apenas em certas ocasiões e de maneira esporádica, mesmo porque as palavras não tem sentido se não estiverem inseridas em um contexto e o contexto do relacionamento é (ou teoricamente deveria ser) construído no respeito, companheirismo, lealdade. Aposto que o rei Charles dizia que amava a princesa Daiana, e infelizmente a história não teve um final feliz. Enquanto o amor, para ele não há definição, mas de certo que a congruência dos elementos citados contribuem e muito para que ele aconteça.

Brigas, brigas e mais brigas, isso denota claramente que em algum momento do tal amor, ele já não estava sendo o mesmo amor para um e para outro. As pessoas acabam voltando o olhar para si e deixando de enxergar o casal como uma produção de um sentimento nobre e que é muito mais gostoso de ser vivenciado no plural. Nesse sentido o desencontro é certo, o desagradável é inevitável e ficar junto passa a ser algo insustentável. É hora de separar os varais, as opiniões, as coisas concretas e as vontades.

Se o que aconteceu não foi tão trágico assim, há uma tendência das pessoas em sentir que o relacionamento meio que não acabou, isso é uma tentativa de lidar melhor com o luto pelo rompimento. O problema acontece quando nesse processo, as pessoas não conseguem identificar exatamente o que sentem e o que querem e podem tomar atitudes precipitadas, achando que ambos devem ficar juntos quando é certo que “juntos” não é viável para a saúde mental de ambos.

Creio que o momento de vocês seja esse, o de adequação a essa nova etapa, e como não há receita para que isso ocorra da melhor maneira possível, as pessoas vão batendo a cabeça, ou coração ou querendo coisas da outra de volta como se isso fosse mudar alguma coisa.

Em termos práticos se ele tem direito sobre algo, ok. É dele. Se não tem direito, então é seu e ponto final. Mas parece também que apesar do término de vocês ter realmente ocorrido, algumas coisas não foram tão bem conversadas, e na verdade talvez nem seja preciso isso. Afinal de contas o que temos agora senão uma separação? Então cabe a você lidar com isso a sua maneira e a ele ao menos tentar lidar com isso de modo que não haja sofrimento.

Até mais!!

Márcio Oliveira

[email protected]
Meu Blog: As Palavras

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano VIP.

Siga o Cérebro Masculino nas redes sociais clicando AQUI e saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.

Siga o CM nas redes sociais: Clique AQUI!


Márcio Oliveira

Márcio Oliveira

Psicólogo,consultor de relacionamentos e quase Mestre pela USP-SP. Meio NERD, completo romântico, mas não abre mão de um intenso beijo na boca e um alinhamento entre coração, corpo e mente.
Márcio Oliveira

4 Comentários

  • "…algumas coisas não foram tão bem conversadas, e na verdade talvez nem seja preciso isso"
    Penso não concordar com sua pontuação. Quando eu fazia análise, aconteceu-me algo parecido, e meu psicanalista reforçava muito na época, a questão do 'fechamento', que nosso inconsciente necessita de um ponto final para as coisas fluírem e tal… Sei lá, sou leiga, posso estar falando besteiras, mas acredito que quando a poeira abaixo, o melhor é sempre colocar os pontos nos is!

  • Thaily

    Complicado hein?!
    Acho que o que está faltando aí é uma boa conversa pra colocar tudo em pratos limpos… ;)

  • Olha vc já deu uma olhada profunda para vc e se perguntou ñ o que ele ainda sente mais o que vc ainda está sentindo? Pois se ele ainda se importa e talvez vc também pq ñ passar por cima de orgulhos e mágoas e se dá uma nova chance enquanto ainda há tempo e ao invéz de querer ter razão optar por ser feliz… Eu vivo uma situação parecida a diferença é que eu deixei passar 5 anos para passar por cima de orgulhos que hoje eu vejo eram bobos e de mágoas que só hoje enxergo que com diálogo podiam ser superadas.
    Pois o tempo, pode fazer coisas que podem separar duas pessoas para sempre causando arrependimento e muito sofrimento.

  • Jane

    Melhor explicação que esta, impossível.
    Que história interessante, já ouvi falar muito de casos de brigas e uma das pessoas sempre falar em mandar o outro embora ou sair de casa..E uma hora isso realmente acontece…As vezes é do pior jeito deixando mágoas.
    Com certeza parece mal resolvido, que se ele saiu de casa e já está com outra parecendo que está super feliz, não vejo porque ficar com raiva da ex ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>