Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Entenda como diminuir o seu ciúme

O ciúme esta presente em diversas relações e geralmente tem consequências negativas. O ciúme em certo grau é considerado comum e em alguns casos até pode ser benéfico para a relação, mas o ciúme em excesso pode ser considerado até mesmo patológico e em muitos casos leva a perda da qualidade da relação e ao término da mesma. Este sentimento pode trazer sofrimento tanto para quem convive com o ciumento quanto para quem sente ciúmes, sendo visto como um sentimento negativo. Pensando nas consequências negativas deste sentimento, elaboramos 5 reflexões para fazer você entender e diminuir o seu ciúme, visando um desenvolvimento psíquico e melhora nas relações.


1. Aprenda a confiar

As relações tratam-se de convivência e interação entre as pessoas, sendo, portanto, incertas. Não temos como predizer com absoluta certeza o comportamento alheio, tampouco se ele será fiel ou não em um relacionamento. Com este pensamento, então podemos pensar que a relação é uma aposta incerta.

É preciso aprender a confiar, primeiro em si e depois no outro. O confiar em si significa confiar nas próprias escolhas e nos próprios julgamentos, pois se você escolheu este parceiro então ele deve ser de confiança. Neste quesito entra também a confiança em suas atitudes para com o parceiro e na sua motivação para manter o relacionamento saudável.

Além de confiar em si, é preciso também aprender a confiar no outro. Isto significa acreditar que o outro irá prezar para a relação continuar saudável (assim como você), por causa de objetivos em comum. Confiar no outro, no entanto, não é crer que ele não sentirá atração por outras mulheres ou que não deseja ter relações com outras, é acreditar que ele saberá (você também deve saber) a diferença entre reprimir estes desejos e deixá-los fluir, pensando em um bem maior que é a qualidade da relação e o sentimentos por você, que são mais fortes.

É preciso também passar confiança para o outro. A melhor maneira de deixar o outro confiante sobre seu relacionamento é demonstrar-se confiante e confiável através de comportamentos positivos em relação ao parceiro, pois é mais comum confiarmos em quem confia em nós assim como é mais comum o outro confiar em nós quando confiamos nele.

2. Aprenda a lidar com este sentimento

Lidar com o ciúme não é fazer com que ele deixe de existir, mas sim saber como se comportar perante este sentimento. O sentimento do ciúme é considerado negativo, logo, poderá causar comportamentos também negativos, desta forma é preciso tentar transformar este sentimento negativo em um comportamento positivo.

Por exemplo: o sentimento de ciúme pode gerar alguns pensamentos negativos, desconfianças, medos e assim por diante. A partir destes sentimentos você pode começar a se comportar de forma negativa com o parceiro (que para ele será sem explicação), apenas trazendo sentimentos negativos para ele também.

O “lidar com o ciúme” então se refere a não deixar que estes pensamentos negativos se transformem em comportamentos negativos. Algumas mulheres somente ao pensar que o parceiro as traiu, já os trata como se isto realmente tivesse acontecido, ou seja, ele “paga” por algo que não fez. É preciso saber separar o que está no campo da imaginação, do pensamento e o que realmente está acontecendo.

3. Entenda o seu ciúme

O ciúme não deve ser combatido, ele deve ser entendido. Muitas vezes o ciúme tem outros motivos para existir do que somente os motivos que imaginamos. É preciso tentar entender o seu ciúme ao máximo, começando com o que te faz tê-lo. É interessante se perguntar quando se está sentindo ciúme, o que você sente e pensa nesses momentos e principalmente quais os reais motivos dele existir.

Por exemplo: você está sentindo ciúme de seu parceiro porque ele disse que foi na casa de um amigo e este amigo tem uma irmã muito bonita. Logo você começa a pensar que seu namorado tem interesse na irmã do amigo dele e vão aparecendo outros pensamentos negativos. Você pode crer que o motivo do seu ciúme é a irmã do amigo dele, quando na verdade o seu parceiro, lá no início da relação, falou que ia na casa de um amigo e acabou indo em uma festa e somente te contou quando já estava lá. Você pode ter lingado a ida a casa de um amigo com a situação passada, fazendo com que aparecesse este ciúme.

Por isto se faz necessária uma reflexão sobre os motivos reais do ciúme para tentar entender e combater o mesmo, já que ele pode ser completamente infundado, sendo que desta vez seu parceiro foi somente na casa de um amigo mesmo. É preciso encontrar os motivos reais e com fundamentos para o ciúme e não apenas motivos vazios e sem sentidos.

4. Converse sobre o ciúme

Uma boa maneira de amenizar os sentimentos e os pensamentos referentes ao ciúme é conversando sobre ele com o parceiro. Esta conversa deve ser feita de forma verdadeira e somente quando você perceber que este seu ciúme já está extrapolando o comum e o aceitável. Conversar sobre o ciúme não é (como é o mais comum) falar para o parceiro que está com ciúmes de alguém e para ele não sair com este alguém, ou com intuito de que ele mude algum comportamento. Conversar sobre o ciúme é demonstrar para o parceiro que você fica com sentimentos e pensamentos negativos em determinada situação ou com determinada pessoa, mas que isto não significa falta de confiança, isto significa que algo precisa ser trabalhado em você para não ter mais estes sentimentos em relação a esta determinada situação ou esta determinada pessoa.

Esta conversa então é somente para comunicar seus próprios sentimentos e seu entendimento de alguns fatos. Deve ser feita sem cobranças, sem brigas e sem querer insinuar nada, sendo realmente apenas uma forma de você afirmar que algo está te incomodando mas que você está tentando melhorar este “problema”.

5. Entenda a diferença entre seus pensamentos e a realidade

Este é um fator muito importante para evitar problemas na relação quando se trata de ciúmes. Entender esta diferença é fundamental para você saber quando o ciúme é infundado e irracional ou quando você pode ter alguma razão. Achar que seu parceiro gosta de alguém ou que alguém tem segundas intenções com ele é diferente de saber isto. Por isto, sempre que os sentimentos negativos aparecerem, junto com os pensamentos e desconfianças, pergunte-se o quanto isto que você está pensando é real e o quanto isto é imaginação. Quais os fatos reais você tem para este pensamento existir? Qual é a real possibilidade disto ocorrer?

Pensar nisto pode fazer com que sentimentos e pensamentos disfuncionais se desfaçam. É preciso sempre combater e desviar este tipo de pensamento para não se transformarem em comportamentos negativos. É preciso tentar entender até que ponto o ciúme esta sendo criado pelo seu sentimento de medo de perda e até que ponto está realmente acontecendo algo.

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.