Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Como pensar sobre a traição quando se é traída

A traição pode ser o tema mais complicado de se explorar quando falamos de relacionamentos, pois somente o fato de pensar na possibilidade de ela estar acontecendo já nos traz insegurança e angústia. O tema é tão assustador quanto pensar no fim do relacionamento, já que muitas vezes um pode levar ao outro. Principalmente por ambos os temas serem tão carregados de sentimentos negativos. Pensando na dor da perda pela traição, separamos 5 dicas de como lidar melhor com esta situação.

1.  Não procure culpados

Juntamente com a dor a traição comumente vem pensamentos recorrente de culpabilização. O mais comum é culpar o outro (o autor da traição) pela dor trazida, a quebra da confiança e a decepção. Algumas pessoas tendem a culpar a si mesmas de forma que acreditam que se tivessem feito algo diferente ou tivesse tratado o relacionamento e o parceiro de modo diferente a traição não teria acontecido. O famoso “onde foi que eu errei?”.

O fato é que não devemos buscar culpados pela traição, tampouco procurar erros cometidos para que a mesma acontecesse. Devemos pensar na traição como sintoma de um relacionamento que não estava pronto para o comprometimento e principalmente para a restrição de estar envolvido apenas com uma pessoa. A busca da culpa traz somente mais sofrimento.

2. Não procure por motivos

Procurar os motivos de uma traição quando o outro foi quem traiu é tão ineficaz e doloroso quanto procurar culpados. Os reais motivos da traição – que podem não estar tão aparentes – e os motivos dos comportamentos alheios são passíveis apenas da pessoa saber suas reais motivações, que neste momento não lhe serão explicados corretamente.

Quando buscamos o motivo para esses comportamentos negativos tendemos a criar motivos muito mais profundos – e dolorosos – do que os motivos reais, que nem sempre são tão profundos assim. Essa busca dolorosa nos faz termos pensamentos negativos mais frequentes por razões que “criamos” (afinal não sabemos o real motivo) acrescentando mais dor para este momento.

3. Entenda os sentimentos negativos e saiba se comportar perante eles

Quando a traição é descoberta, é comum que algumas pessoas, principalmente a pessoa que foi traída, comporte-se também de maneira negativa perante à pessoa que cometeu o ato de trair. Como se a traição fosse uma desculpa para cometer outros comportamentos negativos, como agredir o parceiro, trair de volta e até casos mais extremos. A verdade é que o fato de ser traída não dá o direito de comportar-se negativamente para com o parceiro. É preciso perceber e sentir as emoções negativas, mas não usá-las como desculpa para ter comportamentos negativos. Geralmente estes comportamentos são seguidos da fala “Eu agi por impulso” ou “no momento da raiva eu fiz tal coisa”

Nestes momentos de sentimentos negativos mais intensos, é preciso se policiar referente aos comportamentos e atitudes tomadas. A traição traz consigo uma grande dor que foi o outro quem nos causou, mas isto não nos dá o direito de tentar fazer o mesmo com ele. O melhor a fazer nestes casos é trabalhar os próprios sentimentos e emoções pensando que o outro foi quem te feriu e na verdade quem está a perder é ele e não você. Ter a consciência de comportar-se de maneira adequada no comportamento – considerando que você nunca traiu – é a melhor vingança nestes casos. E isso também vale para relacionamentos futuros.

4. Entenda a sua dor

A dor advinda da traição é uma mistura de frustração, decepção e incerteza perante o futuro. Ela é aumentada, pois foi o outro (que costumávamos confiar) quem nos trouxe esta dor que não esperávamos e temíamos. Aliado a tudo isto está o pensamento de que os planos feitos juntos deixarão de existir – a longo prazo esta é a dor que mais perdura.

É preciso entender esta dor e, principalmente, não tentar fugir dela. É preciso sentir e chorar pelo fato e não ficar se esquivando do mesmo. Costumamos dizer que somente o “fraco” chora, mas na verdade o choro é uma reação natural à nossas emoções e sentimentos – positivos ou negativos -, e quando evitamos chorar e fingimos não sentir estas emoções, estamos apenas as adiando para mais tarde. No lugar, devemos passar por este “ciclo” de dor até que se complete para que possamos superá-lo realmente, sem que este tema nos afete negativamente no futuro.

5. Não tenha pressa

A dor e o sofrimento podem ser consideradas um ciclo que contem estágios e etapas até serem completamente superadas. Estes ciclos devem ser vivenciados e sentidos. Dessa forma, não devemos ter pressa para superar a dor tampouco acreditar que ela irá desaparecer de uma hora para outra. É preciso ter paciência e contar com a ajuda do tempo para que os sentimentos negativos e as dores diminuam.

A traição é um daqueles problemas que não são resolvidos rapidamente, pelo menos na questão dos sentimentos. Não queira que tudo volte ao normal muito rápido (em relação ao relacionamento) tampouco finja que nada aconteceu.

6. O fim ou não da relação é uma opção

Muitas pessoas dizem que a traição não tem perdão e que caso aconteça será o fim da relação, mas nem sempre é isto que ocorre. O processo de superar as dores da traição envolve tanto o fim do relacionamento como a continuação do relacionamento após a mesma. Ambos os processos são difíceis e é uma escolha do casal, que caso opte por continuar a relação, esta pode ser a motivação para que a relação melhore no futuro e problemas semelhantes deixem de acontecer.

O processo de superar a dor da traição acontece também para quem cometeu o ato de trair, pois o mesmo também tem consequências negativas para este. Desta forma, refletir sobre as atitudes no relacionamento, sobre os próprios sentimentos e emoções e principalmente não tentar fugir da dor são a maneira de tentar ao poucos superar o ocorrido.

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.