Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

ciumenta

Dizem que sem ciúmes não há grande afeição, ou seja, que quando, realmente, gostamos de alguém, sentir ciúmes é algo inevitável. Será mesmo que, obrigatoriamente, sentimentos nobres, como o amor, devem ter, como consequência, estados de irritação, raiva, dor e descontrole emocional? Lógico que não. Sentimentos bons, não causam sensações ruins. Logo, se deduz que o ciúme não guarda nenhuma relação direta com o amor ou o gostar. Ele nasce da falta de confiança em si ou no outro.

Não há porque se alongar no assunto quando se trata da falta de confiança no parceiro. Pois, sem confiança não deve haver relacionamento. A partir do momento que esta é dilapidada, o relacionamento deve, sumariamente, cair por terra. A não ser que se queira tentar brincar de mulher maravilha ou super-homem, pois precisarão ter poderes sobre humanos para suportar tudo que virá pela frente. Em outras palavras, quando a falta de confiança é, exclusivamente, no outro, o problema se resolve executando aquele velho contrato onde você entra com o pé e ele com a bunda.


Muito diferente e mais complicado é quando a origem da desconfiança reside dentro de você. Esta faz com que se sinta muito ameaçada por outras mulheres e produza um grande temor de perder seu parceiro, mesmo sem motivo evidente. Sem muita escolha, para diminuir sua dor, você começa a exigir coisas que passam a limitar e restringir e a liberdade do seu parceiro. Começa a sentir compulsão de verificar constantemente suas dúvidas, bisbilhota computador, telefone, segue o parceiro ou contrata alguém para fazê-lo… Passando, assim, a externar o pior hospede da sua mente, o maior de todos os males para um relacionamento: O ciúme.

Este não possui, apenas, o poder de extinguir relacionamentos, mas também, principalmente, de destruir ou atrapalhar a vida daquele que o sente. Pois, tem-se o foco da própria vida desviado para cuidar da vida do outro no intuito de diminuir a dor causada pelo sentimento de ameaça e perda, fruto da baixa autoconfiança.

A cura para esse mal reside em trabalhar a autoconfiança, reforçar a autoestima, valorizar a autoimagem, dependendo do caso, com auxílio de profissionais. Pois, só quem confia em si, pode confiar nos outros. Enquanto se esta burilando estes aspectos da personalidade, tente transformar essas energias negativas geradas pelo ciúme em atividades como exercícios físicos, trabalho e lazer.

Pedro Ivo Genú

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.