Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Colorindo

Sexo Tati Daniel
Salvador Dali: A jovem virgem auto-sodomizada por sua própria castidade (1954)

Não me conforme quando ouço as pessoas (principalmente mulheres) dizendo que sexo não é ‘tão’ importante assim na relação que estão.



Hein? Que? Como? Essas pessoas gozam? Sim, porque quando casada, nós gozávamos em cinco minutos e eu achava isso bárbaro, mas só até experimentar as delícias da vida de uma solteira…hehe

Então refazendo minha última pergunta: essas pessoas pensam que gozam? Seria a única explicação, porque se duas pessoas se entregam de verdade e chegam ao orgasmo pleno (entenderão melhor se lerem A função do orgasmo, de Wilhian Reich) jamais dispensam momentos como esse.

Eu vejo a minha volta marido dispensando mulher por futebol, prolongando o happy hour preferindo a companhia de amigos, trocando o playgroud de casa pela montanha russa da rua;  por outro lado as mulheres não são diferentes, elas estouram o cartão de crédito em compras, mergulham-se ansiosamente em guloseimas, e até frequentam casas de swing e mentem os maridos que foram para a 25 de março! ahhh, já ouvi de algumas que colocam em suas camas o jardineiro, o eletricista ou o consertador de máquinas de lavar… e seus maridos nunca desconfiariam…

Eles/elas estão errados?

Não julgo nem acredito que exista certo ou errado, só penso que chegaram a um ponto da vida em que não tem graça mais colorir com quem se está, seja pelo motivo que for, e estar com alguém por estar é triste demais.

Seja por comodismo, por reconhecimento, pelos filhos, por status social ou estabilidade financeira… é tão muito por tão pouco!!!

E o que nos resta depois? A culpa, a ânsia, a cólera, o desgosto, a ansiedade, a inveja pela grama do vizinho… mas não nos damos conta de que o que colhemos hoje é o fruto do que plantamos ontem. Pior, somos tão mesquinhos que não somos capazes de enxergar e admirar nosso jardim!

Todas as escolhas que nos dão geram com certeza consequências, boas ou não, mas penso que viver é isso, é se arriscar, é lutar pelos sonhos, é tentar ser feliz da forma mais sincera…conosco.

Eu, nesta data festiva, estou aproveitando para refletir mais uma vez minhas escolhas.

Apesar do ano não ter sido tão bom, foi um ano bom… melhor enxergar assim… Eu já errei muito, mas acertei tanto, então porque insistir em reforçar os erros se podemos tomá-los como lição? Não adianta chorarmos por leite derramado, então nos resta ajoelharmos com humildade, limpar a sujeira,e levantar com a caneca vazia.

Assuma-se; arrisque-se, você jamais saberá se poderia ser diferente se não tentar. Claro que o conselho serve para tudo aquilo que deseja na sua vida, mas as coisas materiais se vão, portanto, dê valor às coisas que ficam… e se as coisas que ficam, ou melhor, que hoje estão, não colorem mais sua vida, ou melhor, elas a apaga, então você leu meus votos na hora certa. Mais uma vez estamos enterrando um ano, e com ele, nossas tristezas, problemas, coisas que queremos deixar para atrás… enfim, uma nova oportunidade de recomeçar, e diferente! Você já passou por tantas e poucas, diria que chegou a hora de ser feliz, ou acha que não merece?

Que você se ame o suficiente para isso… e que 2014 venha com muitas pinceladas coloridas, e quem sabe, com alguém para definitivamente surpreender…

O que achou do artigo?

comentários

Tati Daniel

Mulher bombril, mãetorista, consultora sensual e graduanda em psicologia

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.