7 ERROS NA HORA DA CONQUISTA

Descubra nessa vídeo-aula gratuita quais são os 7 erros mais comuns que as mulheres cometem quando querem conquistar um homem.

Atualmente, ter um relacionamento que perdure por anos não é fácil. Por mais que um casal esteja junto há algum tempo, mesmo assim, algumas vezes ainda caem na dúvida sobre tudo isso irá durar e por quanto tempo.





Pesquisa sobre relacionamento

Segundo economistas, da Universidade da Virgínia, é possível descobrir como prever o divórcio só com 2 perguntas, mais precisamente, se o relacionamento irá acabar em 6 anos.

Participaram deste estudo, mais de 3.600 casais heterossexuais que tinham que responder a algumas perguntas. As duas questões em questão compunham um grande questionário.

Depois da coleta de dados, os economistas analisaram as respostas e conseguiram fazer uma previsão dos casais que tinham mais chance de se separaram e se manterem juntos nos anos seguintes.

Primeira Questão

A primeira pergunta feita para cada uma das pessoas seria qual era o grau de felicidade que ainda teria em sua vida, caso o relacionamento terminasse.

Os participantes tiveram que responder em escalas de 1 a 5, que correspondiam a muito melhor, melhor, igual, muito pior e pior.

Esta é a questão original:

Mesmo que seja muito improvável, imagine por um momento como diversas áreas da sua vida mudariam se você se separassem. Como você acha que sua felicidade, em geral, ficaria?

1) Muito pior

2) Pior

3) Igual

4) Melhor

5) Muito melhor

Segunda Questão

Depois disso, os entrevistados responderam a segunda pergunta que também era relacionada ao grau de felicidade que acreditavam que o companheiro tivesse após a separação.

As pontuações desta questão era igual a da primeira.

E como você acha que ficaria a felicidade do seu parceiro nessa mesma situação?

Alguns anos depois

Houve uma análise e um acompanhamento dos casais entrevistados nos próximos 6 anos após o estudo e percebeu-se que 7% deles se separaram. Os economistas também perceberam que entre quem se separou, a segunda questão foi a que pesou mais, em relação a quem respondeu de forma mais certeira em relação a felicidade do parceiro.

Mas, quem não tinha certeza quanto a felicidade do parceiro, após uma suposta separação, o número de divórcios foi maior, chegando a 8,6%.

Com base nestes números, os cientistas perceberam que quanto maior a dificuldade em saber qual é ou será o nível de felicidade do parceiro, mais chances o casal tem de se separar. Quem está nesse grupo conta com a taxa a mais de 12% do que os outros entrevistados.

O que pesou mais

Os economistas entenderam que a lacuna em saber mais sobre a felicidade do outro está ligado ao fato de que o ser humano tem o costume de superestimar o quão bem o outro está do que o que está acontecendo na realidade. Sabe-se que quando o marido superstima a separação pode ser até de 13,1% e quando é a mulher, o número chega a 14,5%.

A mesma questão pode levar a uma pessoa a não pensar em agradar o parceiro, o que mostra grandes problemas de comunicação, entre os dois. Esse é um dos fatores que causa grandes problemas e pode acabar com uma relação.

O que achou do artigo?

comentários

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

7 ERROS NA HORA DA CONQUISTA

Descubra nessa vídeo-aula gratuita quais são os 7 erros mais comuns que as mulheres cometem quando querem conquistar um homem.