Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

felicidade

Na última quarta-feira, dia 20 de março, comemoramos o dia internacional da felicidade. E, um pensamento que permeia a mente de todo ser humano é: “O que é a felicidade?”.

Várias vezes você já se pegou pensando no que fazer para ser feliz, e, em algumas oportunidades, se questionou, se, realmente, era feliz. Se aquilo que você, eventualmente, sente é algo passageiro, fugaz, ou, sólido e duradouro.

Conceitualmente, a felicidade é um estado momentâneo de alegria. Algo que, geralmente, é, intercalado por “momentos comuns”, indiferentes ao seu ser, e, “momentos de tristeza”, ocasiões na qual o ser humano tem seu “eu” afetado de forma negativa.


Porém, na realidade, a felicidade é muito mais um “estado de espírito” do que um sentimento momentâneo, passageiro. A felicidade plena e inquestionável vai além de qualquer fato concreto, ultrapassa qualquer unidade de tempo, não se abala com nenhuma intempérie. Pois, a felicidade humana deve nascer e residir, de forma autopoiética, no próprio indivíduo e não ser vinculada a alguém, a alguma coisa, ou, a algo sobrenatural.

Mesmo que não se esteja fazendo o que quer, nem, deixando de fazer o que não quer, ações e omissões que são paradigmas de felicidade, o ser humano deve saber que, ao possuir ações, sempre, direcionadas para a sua evolução, ele está aproveitando, ao máximo, o que a vida tem a lhe oferecer e, ao mesmo tempo, contemplando-a nos seus mínimos detalhes, enquanto percorre o caminho do seu crescimento como indivíduo.

Portanto, não devemos possuir essa relação estreita com a felicidade por sermos pessoas conformadas com o nosso destino, mas sim, porque, gostamos daquilo que fazemos e possuímos. Sendo, assim, pessoas virtuosas, altruístas, solidárias e autoconfiantes caminhando, com tranquilidade, na busca dos nossos objetivos que vão se materializando no decorrer da nossa jornada.

Pedro Ivo Genú

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Bem , tem muitas pessoas que querem viver em torno de uma tal pessoa , e acaba esqueçendo de se amar em primeiro de viver a sua propria vida e no fim depois de tudo, cuidando demais da tal pessoa e tals acaba deixando para tras esqueçendo da sua propria vida de se cuidar e te ter sua propria felicidade 🙁

    Como eu falei Tici: A felicidade deve ser autopoiética.
    🙂

    Ao meu ver as pessoas têm o péssimo hábito de achar que as outras pessoas estão sempre felizes e acabam querendo fazer tudo que os outros fazem em busca da felidade que os outros têm, mas o problemas é que muitas vezes tudo não passa de imagem, de exterior. Muitas vezes as pessoas ditas mais felizes são completamente tristes/infelizes quando ninguém está olhando.
    A verdadeira felicidade deve sempre vir de dentro para fora, se a gente tenta ser feliz de fora para dentro a coisa não funciona.

    Adorei o texto.
    Beijos, Tici

    A recíproca é verdadeira.
    Poucas pessoas pensam assim. Infelizmente, Diva Castelo Branco…
    🙂

    De você Pedrinho só boas lembranças, mulher também pensa assim viu? Ou será que eu sou a evolução?

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.