Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

silencio


Esse instante de silêncio
E desse instante fiz meu momento
Com teu amor e teu carinho
Eu feliz por um momento
Na madrugada sonolenta
Senti teu corpo sobre o meu
Sonhei, fantasiei delírios
E você partiu ao amanhecer.
Fiquei tão só tão oprimida
Na madrugada para refletir
Sentindo pena de mim mesma
Que sem você
Não consegue viver
E sem pensar no meu sofrer
Você se foi com o amanhecer.
Não voltará esse meu sonho
E a fantasia terminou
Possuo agora esse vazio
Que me torna sem valor
Não voltará esse momento
Aquele instante que terminou
O sol nasceu nesse meu mundo
Mas a madruga em mim ficou.


• Quantas mulheres passam ou já passaram por momentos como esse?
Quantas de nós vivemos momentos de amor e instantes depois de abandono?
Muitas não é verdade?
Isso aconteceu há algum tempo atrás com uma mulher que vamos chamar de Maria.
Maria era casada, tinha um bom emprego, uma casa organizada, um marido trabalhador, pai zeloso e rude. Sim, o marido de Maria apesar de dar a ela todas as condições materiais que ela e sua família necessitava, não dava a Maria o que tanto ela desejava, ele não sabia dar o encantamento, o tremor, o formigamento, a tontura, o prazer que faz quase desmaiar. E Maria começou a desejar outro.
Esse outro, quando olhava Maria a incendiava por dentro, era um olhar que penetrava nela, ela se sentia despir, sentia ser única, sentia o coração bater descompassado, a boca salivava, a nuca esquentava, e Maria começou a desejar o que não poderia ter, porque aprendera que era pecado.
Pecado?
Maria, resolveu esquecer aquela palavra, porque as sensações que aquele estranho produzia nela era única, sua voz a dominava, quando ele falava ela bebia o som que ele produzia, e ela decidiu esquecer o pecado e ter aquele homem nem que fosse por uma noite apenas.
Inventou uma desculpa para o esposo, beijou os filhos, acarinhou o cachorro, deixou a janta no forno e partiu.
Ligou o carro, abriu o portão automático e saiu sem olhar para trás. Parou três quarteirões de sua casa e ligou para o outro, ouviu sua voz afirmativa e sorriu, não tinha mais como desistir, seu corpo já estava desejando aquilo e ela apenas obedeceu a seus instintos.
Entregou o volante para aquele homem, e pela primeira vez observou seus braços peludos e firmes fazendo cada curva e sorrindo em tempos em tempos para ela, foram por caminhos conhecidos, mas naquele momento tão estranhos para Maria, tinham outras cores, e mesmo que inconscientemente ela ainda lembrou-se de tudo que poderia perder por apenas aquele momento.
O carro parou, a atendente sorriu amarelo, Maria pensou em quantas vezes aquela moça repetia aquele mesmo sorriso sem graça, e quantas vezes Maria veria aquele sorriso ainda, talvez uma única vez, pensou.
Uma longa escada levava até o quarto, Maria subiu degrau por degrau, ainda haveria tempo para desistir, voltar atrás, voltar à sua vida familiar sem riscos, mas ela não parou, não se deteve e estremeceu quando a porta do motel se abriu.
O quarto era lindo, cheiroso, espelhado, e Maria teria a noite que tanto desejava ter, a noite que nunca pode ter com aquele que estava em sua casa, acariciando seu cão, vendo TV, enquanto nos comerciais lia as principais noticias do dia.
O outro poderia amá-la agora, ela estava pronta, sempre esteve.

O que achou do artigo?

comentários

Sara Mel

Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    É verdade Su, infelizmente a traição não é mais uma característica apenas masculina, hoje muitas mulheres optam pela traição para manterem um casamento estável e terem ao seu lado às escuras o prazer que muitas vezes não conseguem no casamento. Acho isso muito triste.
    beijuss e obrigada por curtir o CM

    Parabéns amiga…como sempre foi perfeita na sua criação…amei o poema e o vídeo…o texto foi escrito maravilhosamente bem, mas essa Maria que pimentinha viu…só não gostei da atitude dela…mas infelizmente é o que está ocorrendo com certa frequência hoje em dia, pela falta de dialogo entre os casais, tendo em vista a busca da satisfação mutua na relação…

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.