Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Marjorie estava há muito tempo distante de todos. Não querendo mais lembrar o que a fizera matar uma parte de si, não querendo mais comentar sobre o assunto que tanto a fizera sofrer.
Estava agora vivendo uma espécie de refrigério em seu coração. A mudança acontecera quando resolveu aceitar o fato que sua vida não poderia mais ficar congelada naquele passado.
Era uma manhã de primavera quando ela resolveu recomeçar outra vez, e levar para a vida a metade dela própria que conseguira sobreviver depois do terremoto que passou por sua vida.
Abrir o coração para outras possibilidades seria um dos caminhos que trilharia agora. Quando o relógio a despertou ela sentiu uma vontade insana de continuar na cama, porém uma voz interna e saudável ordenou que lutasse.
Uma guerra se vence lutando corajosamente cada batalha.


Vestiu os chinelos, colocou o café na velha cafeteira, e se banhou. A água morna limpou os últimos suores, os cabelos agora molhados e cheirosos davam a ela a leveza no rosto que há muito não via. Vestiu um jeans apertado e colocou uma camiseta confortável e pensou como as pequenas coisas ainda poderiam lhe dar prazer.
Na televisão passava alguém que cantava um louvor que a acalmou ainda mais.
Saborear uma xícara de café com leite hoje era tão importante como a sensação de estar viva. Agradeceu a Deus e partiu para mais um dia de trabalho.
Da janela do seu carro voltou a ver a vida pulsante que a tanto tempo tinha deixado de observar, o sol já brilhava forte prometendo mais um dia de calor. E ela que dizia não gostar dele hoje agradecia por ter nascido mais um dia, por estar ali iluminando seu caminho.
Marjorie queria agora ressuscitar também seu coração.
Estacionou o carro, pegou sua bolsa e caminhou rumo a mais um dia. Dessa vez estava na contra mão do fluxo, as pessoas passavam por ela, umas sorriam outras nem a viam, Marjorie enfrentou dois olhos negros que se encontraram com os seus. Nenhuma palavra foi dita, nenhum sorriso. Apenas a energia daquele homem em meio à multidão que passava por ela.

Sara Mel
08/12/2012
[email protected]
http://twitter.com/Sarammel
http://www.facebook.com/profile.php?id=100001624131488
http://textosdasara.blogspot.com/

O que achou do artigo?

comentários

Sara Mel

Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.