Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

mulher triste homem dormindo

Namoro há 5 anos. Foi bem conturbado devido à rigidez dos meus pais. Por insistência do namorado, que não aguentava mais me ver nessa situação, fomos morar juntos há 6 meses. Ele também vem de uma família complicada e é bem reservado.

Nos conhecemos pela internet e como morávamos em cidades diferentes, ele acabou vindo morar na casa dos tios aqui na minha cidade. Durante o namoro, eramos muito grudados o tempo todo.

Ele nunca tocou no assunto de casamento e mesmo morando juntos, eu quero casar. Sinto-me incomodada por não usarmos nem aliança.

Quando fomos morar juntos, arrumei um emprego para ele na mesma empresa que trabalho, com a esperança que ele pudesse crescer na vida, já que não teve muitas capacitações. Sendo bem pressionado pelo gerente, acabou se demitindo sem pensar que agora eu teria que sustentar os dois e a casa.

Ele não se interessa em arrumar outro trabalho e nem fala em enviar currículos. Passa as noites jogando no computador até às 5 da manhã e acorda às 13h. Isso me frustra, pois eu tinha planos de nos mudarmos para um local melhor, comprei móveis e foi tudo em vão. Nem comentei nada para os meus pais.  Quando toco no assunto, ele diz que se eu arrumar algo, ele volta a trabalhar e que é só uma fase ruim.

No namoro ele me incluía em tudo, ouvia a minha opinião, tinha um cuidado e zelo, ainda prometeu que isso não seria nem a metade do que ele faria se morássemos juntos e que eu veria quem ele é verdade. Eu vi mesmo: uma pessoa que quer tudo do seu jeito e do seu tempo, que briga por qualquer coisa, até se peço para ele baixar o som do computador quando tento dormir ou para abrir uma lata de milho.

Estou com uma autoestima muito baixa, com raiva e triste e tenho medo de mim mesma, pois quando surto não consigo me controlar. Meu cabelo tem caído, sinto ciúmes compulsivo, pois não gosto nem da ideia dele jogando com outras meninas enquanto trabalho ou durmo e acabo ficando p. da vida.

Eu o amo demais e sabia que haveriam mudanças quando viemos morar juntos, mas já é demais. Não tenho amigos e nem com quem conversar.

O que posso fazer?

 


 

Cara leitora,

Obrigado por enviar a sua dúvida.

Dividir o teto com alguém é extremamente difícil. Temos que nos acostumar com as manias do outro, aguentar mau humor, desorganização, etc. Mas sabemos que um relacionamento é para ser vivido nos momentos bons e também nos ruins e nos esforçamos.

No entanto, um relacionamento existe para nos fazer bem. A pessoa que está ao nosso lado deve nos trazer felicidade e prazer, ao invés de tristeza, estresse e depressão. Quando o relacionamento parte para este lado devemos reavaliar a situação e se ainda é interessante continuarmos.

Claro que eu acredito que devamos tentar primeiro, mas se a pessoa não demonstra mudança, as coisas complicam. Ele não te trata bem, não ajuda na casa, não se mexe para procurar emprego ou colaborar e deixa tudo nas suas costas. Você está depressiva, até pensa em se machucar (e outras coisas que retirei do texto para evitar uma exposição maior, mas que você sabe), não tem amigos e nem felicidade. Desistiu dos seus sonhos que eram casar, mudar para uma casa melhor e ter um bom relacionamento. Será que tudo isso vale a pena?

Sei que o ama, mas acima de tudo, antes de amar ao próximo, temos que NOS amar. Você deseja que ele se senta do mesmo modo que você? Provavelmente não, então por que querer isso para si?

Converse com ele, dê um ultimato. Diga que merece ser bem tratada e que ele precisa se mexer, pois a casa é responsabilidade dos dois – é natural, em momentos difíceis, um cuidar de tudo sozinho, mas o outro deve ao menos correr atrás. Também que quer que o relacionamento volte a ser como era no começo.

Os dois precisam ser a mesma pessoa que fez o outro se apaixonar. Dê uma olhada no site Morando Juntos, tem vários artigos com dicas sobre o tema.

E conte tudo aos seus pais e eles irão te ajudar. Compartilhe o que tem sentido. Não há motivos para guardar tudo para si. Ninguém aguenta tanto peso sozinho.

Te desejo toda a sorte.

O que achou do artigo?

comentários

Alexandre Chollet

Consultor de relacionamentos. Escreve sobre relacionamentos e comportamento humano e dá treinamentos para pessoas que desejam melhorar sua vida, seja no aspecto pessoal, profissional ou de relacionamentos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Se não tem amigos, nem com quem conversar, essa deveria ser a primeira coisa que deveria providenciar… Arrumar amigos não é tão difícil assim… Esse cara é bem folgado, mesmo. A segunda coisa que deveria fazer é tirar ele da tua casa. A casa é sua, né? Depois, se quiser continuar namorando, boa sorte, mas sugiro que exija dele uma prova de que ele mudou. Massss eu não recomendo casamento com um cara assim… Mulheres se casam na esperança que o homem mude, e geralmente não muda, então… se somente namorá-lo, caso queira se separar dele, é muito mais simples. Não tem que dividir casa, preparar a papelada, advogados…

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.