Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Tenho uma colega de trabalho que ou é lésbica ou bissexual. O fato é que ela já deu em cima de mim várias vezes. Já comentei com várias pessoas sobre o modo que ela me trata, e todo mundo concorda que ela, realmente, deu em cima de mim.

Sou heterossexual. Porém, ela é esperta e nunca dá em cima de mim de uma maneira óbvia, ela sempre usa indiretas. Então, não posso dizer a ela: “Para de dar em cima de mim!”.

Porque eu tenho certeza que ela seria sonsa e diria que não estava dando em cima de mim de jeito nenhum, e ainda se faria de vítima.

O que eu faço para essa insuportável se tocar que quero que ela pare de me incomodar sem que eu tenha que ser grossa? Afinal, se eu for grossa com ela, corro o risco dela me denunciar por assédio moral, ou ela dizer que não está dando em cima, contar para outras pessoas o ocorrido, e aí meu filme queimaria na empresa, ou, no mínimo, ela poderia ficar com raiva e tentar me perseguir.


Cara hétero;

Se você relaciona o modo como ela te trata com o fato dela estar dando em cima de você, muito provavelmente, ela está sendo muito educada e atenciosa. Afinal, se existisse alguma “ultrapassagem de sinal”, atiramento ou grosseria, da parte dela, você não precisaria sair perguntando por aí se ela está, realmente, dando em cima e já teria, no calor do momento, mandando ela para locais impublicáveis.

Apesar de serem muito competitivas entre elas, mulheres são, naturalmente, seres mais educados, gentis, preocupados, atenciosos e amáveis no trato com suas pares, quando comparados aos homens. No entanto, todo esse conjunto de atos e sentimentos nobres, muitas vezes, costumam ser uma forma de “negociar aceitação” onde não está embutido o sentimento real, puro e verdadeiro de solidariedade fraternal, tendo em vista que só basta aparecer um “macho interessante na jogada”, para as afins se degladiarem.

Outrossim, nos dias atuais, assim como deveria acontecer desde sempre, homens e mulheres não devem levar o flerte de alguém do mesmo sexo como algo ofensivo. Não se sentindo agredido, insultado, provocado ou ultrajado por isso. Mas sim, devem ter a mesma elegância e bom humor ou deselegância e mal educação do(a) paquerador(a), sem cometer excessos desabonadores. Afinal, não há motivo para destratar alguém que está sendo educado com você, assim como não há razão em ser cordial com pessoas que ultrapassam o limite de forma deselegante, agressiva e precipitada. E, isso vale, também, para flertes de indivíduos de sexos opostos.

Por tudo isso, ao manter o mesmo nível de tratamento na resposta ao flerte, sem cometer excessos, não há motivo para se preocupar em ter acertado ou não, muito menos quando a reação deriva de uma ação educada e quase imperceptível como está sendo a da sua colega de trabalho.

Pedro Ivo Genú

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Pedro, agora eu entendo como os homens se sentem diante de uma mulher que não desiste nunca. kkkkkkkkkkkkkkk “João de Deus”, boa ideia, obrigada pela dica. Eu já havia pensado em uma coisa parecida. kkkkk

    Oh minha filha, sabe o que eu faria? Quando ela chegasse perto, eu falava do meu namorado ou falava de algum homem que eu achasse bonito. O tempo inteiro, indiretamente eu ressaltaria o meu interesse por homens e ficaria o longe o quanto possível dela. Não se trata de se ofender com uma paquera homossexual, francamente eu acho que qualquer tipo de paquera no serviço é desagradável, gera fofoca etc. Vc pegue uma revista com Rodrigo Santoro e mostre pra ela e fale assim: "Olha que lindo! Parece com meu ex namorado." Coisas assim pra ela ver que o que ela quer não é a sua praia.

    Hello hétero;
    Fico feliz que já tenha resolvido seu problema.
    Relaxa, que tem mulher que não desiste nunca, e quando digo nunca….
    uhuhahuauhahuauhahuhuahuahuhauhauuhahaahuhauhauahuahuahuahuahuauauahuah

    *depois que eu DISSER.

    Gostei do texto. Na verdade, o que é irritante é que ela NÃO SE TOCA que eu não quero nada com ela. Eu sempre sou educada com ela (nunca fui grossa), e tento ser o mais FRIA possível. Acho que ultimamente ela tem percebido que realmente eu não quero nada com ela (nem amizade). Essa pergunta eu fiz ao Cérebro Masculino na época em que ela ficava enchendo o saco. Acho que o segredo é ser o mais fria possível, de preferência, e, se tiver oportunidade, falar sobre os homens com quem eu já fiquei/namorei, e dizendo, de acordo com o contexto de alguma conversa: — Não tenho preconceito contra os homossexuais, mas eu definitivamente sou 100% heterossexual e isso nunca vai mudar. Quero ver ela continuar enchendo meu saco depois de eu dizer isso. kkkkk

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.