Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Os 5 maiores erros cometidos em um relacionamento amoroso

Em todos os aspectos de nossas vidas, somos passíveis de cometer erros e isto não difere em nossos relacionamentos. Os erros nos relacionamentos, dependendo de sua intensidade e gravidade, não necessariamente são as causas do relacionamento não funcionar, mas podem fazer com que o relacionamento não seja tão bom quanto poderia e até mesmo deixar dúvidas sobre o futuro do mesmo.

O interessante dos erros é que podem ser percebido e mudados ao longo do tempo em que vamos cometendo-os ou ficando cientes deles, sendo passíveis então do perdão quando modificados. Alguns erros podem trazer mais problemas para o relacionamento do que outros. Só o fato de saber sobre os erros já pode ser o suficiente para não cometê-los. Por isso, separamos esta lista com 5 erros cometidos em um relacionamento.

#1 A falta de comunicação

A comunicação é a peça essencial para o convívio humano e principalmente para o futuro de uma relação. A mulher que não está aberta ao diálogo com o parceiro pode fazer com que o mesmo se feche, criando assim uma barreira na comunicação entre os dois. Os integrantes de um relacionamento precisam sentir-se confortáveis para falar dos mais diferentes assuntos um com o outro, de uma forma sincera e verdadeira.

A falta de comunicação pode ocorrer quando, com o tempo, o parceiro nos conta algo e temos reações negativas ao que ele contou. Por exemplo: Um dia seu parceiro lhe conta que deu carona para um amiga de trabalho porque a mesma estava em um dia ruim, com muitas dificuldades e ele resolveu ajudá-la. Você pode reagir de maneira negativa por motivos de ciúmes e até mesmo focar em outros aspectos da história de seu parceiro, com perguntas como “Mas quem é ela?”, “Ela é bonita?”, “O  que vocês fizeram no carro?” entre outras perguntas do gênero.

Estes comportamentos podem fazer com que o parceiro sinta-se reprimido e se arrependa de ter contado a história, sendo que ele a contou com intuito de lhe mostrar o quanto ele é solidário com o próximo, mas foi entendido errado.

Comportamentos assim, aos poucos, podem fazer com que o parceiro pense sempre antes de contar algo para você pois fica imaginando uma reação negativa de sua parte, assim como, pode levar o parceiro a se omitir e deixar de contar alguns acontecimentos por ter o mesmo receio, mesmo acontecimentos supérfluos. Este exemplo pode ocorrer com ambos os parceiros.

#2 A má comunicação

A comunicação em um relacionamento é tão importante que precisamos continuar falando dela. Além da falta de comunicação, relacionamentos onde os integrantes demonstram ainda ter comunicação, mas esta é feita de uma forma negativa, pode também interferir no futuro do mesmo. É preciso saber como comunicar as coisas ao parceiro, de forma que consigamos transmitir para o outro o que sentimentos e pensamos.

A má comunicação significa que não estamos nos comunicando de uma forma saudável e tratamos o parceiro com descaso. A má comunicação serve para demonstrar que algo está errado na relação, mas este algo não foi trabalhado entre os integrantes. Assim tratamos o parceiro de forma negativa para que este perceba que algo está errado, no lugar de simplesmente conversarmos sobre o que estamos pensando ou sentindo. Desejando apenas que o parceiro descubra o que está errado.

Dentre da má comunicação, entra também a diminuição ou extinção completa das palavras de carinho trocadas entre os integrantes e até mesmo de palavras positivas como o “obrigado” e o “por favor”. Alguns casais chegam até a trocar xingamentos, que a longo prazo pode tornar-se muito doloroso.

A má comunicação, portanto, está relacionada ao modo de tratar o parceiro e das palavras utilizadas para se comunicar com o mesmo. É preciso repensar estes comportamentos para que possamos tratar o parceiro de uma forma mais positiva, gerando assim sentimentos positivos nele e não o contrário.

#3 A Adivinhação

Eu costumo chamar de “adivinhação” aquele erro comum que cometemos que significa deixar de fazer ou falar algo para o outro, pois “adivinhamos” que ele reagirá de determinada maneira. Ou seja, é quando a pessoa acredita saber o que o outro irá pensar sobre algo sem antes mesmo consultá-lo sobre este algo. Isto pode ser tanto para coisas boas quanto para coisas ruins.

Por exemplo, se você decide sozinha comprar algo para a casa onde os dois moram – digamos que você quer trocar de televisão -, então você, sem consultar o parceiro, compra uma televisão nova pois sabe que o parceiro gosta de televisão e que ele quer uma televisão maior. Na verdade você está apenas adivinhando que ele irá gostar, quando ele pode não gostar pois este não é o momento para isto. Desta forma, uma atitude positiva pode ser vista como negativa pelo outro, pois cometemos o erro da adivinhação.

O mesmo pode ocorrer com comportamentos que julgamos negativos, mas que o parceiro pode julgar positivo. Por exemplo, quando deixamos de fazer algo pois pensamos que o parceiro não irá gostar. Mas se tivéssemos feito ele teria gostado naquele momento. Isto significa que tentamos novamente adivinhar.

Este processo está presente em quase todos os nossos comportamentos que cometemos ou deixamos de cometer. É preciso, portanto, sempre conversar com o parceiro sobre o que pretendemos fazer para que possamos ter certeza da reação que ele terá, sem tentarmos adivinhar o que irá acontecer, pois nós “adivinhamos” na verdade, de acordo com o que nós gostaríamos ou não que acontecesse.

#4 Esperar sempre pelo outro

Este é um erro que acontece mais pelo lado da mulher. Ele acontece quando queremos algo mas não comunicamos e esperamos que o parceiro faça, mesmo que não tenhamos pedido. Neste erro geralmente acontece a fala “Ele deveria saber disto” ou “Ele deveria ter feito isto pois era nosso aniversário” e etc. É quando esperamos que o outro tome uma atitude que nós desejamos que aconteça, sem que tenhamos conversado sobre esta atitude.

Além de desejarmos que o outro faça – sem comunicar – que ele deveria fazer, acontece também de deixarmos de fazer algo pela crença de que “o homem é quem deveria fazer isto”. Desta forma ficamos esperando comportamentos do outro, que na verdade nós mesmos poderíamos realiza-los. Para deixar de cometer estes erros é interessante repensar sobre as crenças de “gênero” e principalmente sobre o que desejamos que irá acontecer (sem que o outro saiba) e o que sabemos que irá acontecer (pois o outro está ciente), assim fica possível até mesmo evitar frustrações.

#5 Pensar somente em si

Estar em um relacionamento significa partilhar os momentos da vida. Para partilhar não podemos portanto pensar somente em nós. É preciso pensar no outro. Desta forma é preciso também pensar nas necessidades do outro e algumas vezes colocar estas necessidades à frente de nossas próprias.

  • Isto significa que deixaremos de fazer somente o que queremos e gostamos para fazer também o que o outro quer e deseja.


É importante também que o casal consiga encontrar um meio-termo que possa satisfazer ambos, mas isto nem sempre será possível. Às vezes se faz necessário abrir mão de algumas coisas. Desta forma, conseguiremos deixar de cometer o erro de pensar somente em nós mesmos (que é um processo natural) e aceitar e pensar também no outro.

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.