Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Padrasto não é pai! Compreenda isso

Existem mulheres que passam pela experiência de não dar certo com o pai dos seus filhos. Quando isso acontece, muitas seguem a sua vida e acabam relacionando-se com outra pessoa, sendo que a boa relação entre os filhos e o padrasto é fundamental. Contudo, muitas mulheres cometem o erro de querer “apagar” o papel do pai no dia a dia, uma vez que o padrasto assume essa função. Porém, lembre-se de que padrasto não é pai!

Por que as mulheres acabam agindo assim?



É claro que existe quem tente transformar o padrasto em pai dos seus filhos de forma consciente, já que acham que o atual companheiro é o ideal para ajudá-la a educar e a cuidar. Porém, existem aquelas que agem dessa forma inconscientemente.

As mulheres sabem que infelizmente não é tão fácil encontrar um homem que esteja verdadeiramente disposto a assumir os filhos de casamentos anteriores e, quando acham um, algumas ficam tão felizes com a família que foi formada que esquecem que há mais uma pessoa nesse jogo: o pai da criança.

E a criança? Como fica nisso tudo?

Apesar de a mãe estar muito feliz por ter encontrado alguém que goste dela, dos filhos e queira dividir a responsabilidade diária com ela, é essencial não se esquecer de que a criança sabe que esse não é o pai dela e, por mais que ela goste do padrasto, ama o pai e pode não gostar de ter alguém tentando “tomar o lugar dele”. Esse tipo de atitude equivocada da mulher pode gerar conflitos internos na criança e mesmo atrapalhar a relação com o padrasto.

Não cometa esse erro na sua casa

Para que você tenha harmonia em sua casa e promova uma relação saudável entre seu filho e seu companheiro, deixe claro logo no início da relação que o seu filho tem um pai e que ele continuará fazendo parte da vida dele.

  • Nunca, em momento algum, peça que o seu filho chame o padrasto de pai. Isso pode causar muita confusão na cabeça da criança, magoá-la e fazer com que ela crie antipatia ou aversão pelo seu companheiro.

O padrasto pode castigar a criança?

Já que o padrasto assumiu a casa e ajuda na criação do seu filho, ele pode dar conselhos, falar para o seu filho que determinada atitude está errada e que aquilo não é legal. Porém, colocar de castigo, por exemplo, é algo para ser feito apenas se houver, realmente, uma identificação e uma relação familiar muito forte, o que costuma acontecer apenas com padrastos e enteados que convivem há muitos anos.

Há casos em que o filho vê o padrasto como “pai substituto” ou “segundo pai” e, nessas situações, um corretivo é recomendado. Porém, se a relação não estiver nesse nível, não se deve forçar. Para evitar mal entendidos, explique tudo isso ao seu companheiro e deixe seu filho livre para construir uma convivência confortável.

Baixe GRÁTIS o nosso e-book Mulheres em Julgamento. São mais de 200 páginas e 20 casos pra você! CLIQUE AQUI!

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.