Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Parece que ele não gosta de mim, mas não termina a relação

Você já teve a impressão de que o seu namorado/marido não gosta mais de você, como se ele estivesse na relação apenas por obrigação? Parece que ele não sente mais prazer em estar com você, mas mesmo assim vocês estão juntos? Conheça o motivo de continuarmos em uma relação mesmo sem gostar da parceira.

1) Estamos à procura de outra parceira

Nós homens, muitas vezes preferimos continuar com a relação atual e, ao mesmo tempo, procurar uma parceira que nos agrade mais. Isso ocorre quando a relação não tem mais jeito, quando ela já terminou emocionalmente, mas não oficialmente.

Muitas vezes, não terminamos o relacionamento pois temos ainda alguns benefícios que não sentimos vontade de abrir mão. Esses benefícios variam de acordo com cada pessoa. Em alguns casos, nós esperamos encontrar outra parceira, para termos os mesmos benefícios (e outros) e aí sim terminamos a relação.

É claro que não é sempre que isso ocorre, mas pode ser isso que está segurando ele em um relacionamento.

2) Nós também temos medo de ficar sozinhos

Ficar sozinho não é fácil para ninguém, e às vezes, terminar uma relação pode significar passar um período sem ter relações e sem ter alguém. Muitos de nós temos medos de ficar sozinho, o que faz com que continuemos em um relacionamento, mesmo não gostando mais da parceira.

Geralmente, relacionamentos assim tem muitas brigas, pois não temos medo de perder, apenas não queremos ficar sozinhos.

3) Ficamos incertos com o término

Existe a possibilidade de nós estarmos em dúvida quanto ao termino da relação. Ou seja, ao mesmo tempo em que queremos que a relação chegue ao fim, nós queremos também que ela continue.

Às vezes deixamos de gostar da parceira, mas mesmo assim queremos estar com ela pois estamos acostumados com o esse relacionamento, com a rotina e a convivência. Dessa maneira, optamos por continuar na relação, mesmo sem sentimentos pela parceira.

4) Estamos esperando a inciativa da parceira

Existem momentos também que nós homens esperamos que a parceira termine tudo, quando na verdade nós é que queremos que ela chegue ao fim. Isso explica porque continuamos na relação e explica ainda porque temos alguns comportamentos ruins no relacionamento, como tratar a parceria de modo inadequado, brigar por coisas bobas, parando de nos importar com a relação.

Nós acabamos fazendo com que a relação perca a qualidade, fazendo também com que a parceira não queira mais continuar no relacionamento, mesmo ainda gostando da gente.

5) E o que a mulher pode fazer quanto a isso?

Se a sua relação não tem mais qualidade, se o seu parceiro não demonstra interesse por você e você está sofrendo por isso, é importante tentar entender os motivos por trás desses acontecimentos. Caso você julgue necessário, você pode por um fim no relacionamento.

Isso pode parecer algo radical, mas a verdade é que você precisa prezar para o seu bem-estar e para a sua saúde psicológica. Um relacionamento ruim traz muitas consequências psicológicas e dores que às vezes levarão de muito tempo para serem realmente curadas.

Então, para evitar problemas sérios, é melhor terminar um relacionamento disfuncional e sofrer momentaneamente pelo seu fim, do que sofrer eternamente por um relacionamento fracassado.

Mas é claro que sempre existe a alternativa, que é reconquistá-lo e recomeçar tudo do zero. Caso você deseje fazer isso, dá uma olhada nesse artigo: Como reconquistar interesse dele

O que achou do artigo?

comentários

Cérebro Masculino

O Cérebro Masculino é um blog feito para ajudar as mulheres a entenderem como funciona a cabeça dos homens.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.