Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Passe Livre

Espaço da Leitora Alexandre Chollet

1

Hoje teremos um post da leitora Tati Pimenta.

“Até quando estar disponível?

O que mais falamos deles e o que eles mais ouvem de nós é que OS HOMENS SÃO TODOS IGUAIS!

Com certeza eles sempre se defendem argumentando: ‘Mas eu sou diferente’!

Afff, não tenho um pingo de paciência, aliás, desisto da conversa quando ouço a frase de praxe!

Geralmente o que acontece: você se arruma, vai a um lugar descolado, rola uma paquera legal, logo você já está nos beijos e abraços, e pouco depois na cama do cara. Depois da noite perfeita, onde ele foi o ‘super-homem’ em todos os sentidos, vocês trocam telefones e se despedem com algumas palavras afetuosas.

Daí você passa o dia seguinte aguardando uma mensagem que não chega. Algumas ansiosas de plantão já disparam SMS, torrando a paciência e espantando-os de vez; outras deixam o cara a vontade, querem mas não pegam no pé, e aguardam o próximo final de semana chegar.

Mas chegou a sexta-feira e nada dele procurar. Sábado você decide enviar uma mensagem perguntando se ele tem compromisso a noite, mas como ele não responde, você envia mais duas ou três. Ele sequer deu ao trabalho de responder!

Quando você se dá conta nem você saiu: já são 23h, e a essas alturas você tem certeza que ele já está nos braços de outra!

Ofendida, envia mensagens de baixo nível, achando-se proprietárias do digníssimo; não percebem que eles jamais retornarão, afinal, sua atitude demonstra que você não passa de mais uma, igual a todas as outras…

‘ Espera aí Tati, você inverteu a história, estávamos falando que eles são todos iguais, e não nós… lembra-se’?

Essa é a questão, quando nos referimos à problemas de relacionamentos, as histórias são parecidas e se repetem, sejam com homens ou mulheres!

Um dia eu estava na casa de uma amiga e presenciei uma briga por algo insignificante, onde ela não me poupou de ouvir os desaforos direcionados ao esposo, que também ouviu calado.  Mesmo ela sendo a amiga, assim que nos deu as costas, cochichei que eu não sabia como ele a aturava tudo aquilo.

Ele, um pouco conformado com sua situação, simplesmente me respondeu que, depois de tanto tempo, não iria esvaziar seu saco para dali um tempo enchê-lo novamente, e com outra mulher tão ou quanto insuportável. Que a essa altura da vida, não tinha esperança que amar ou se apaixonar por alguém , afinal, os casamentos têm o mesmo desfecho… será?


Infelizmente nos dias de hoje muitos relacionamentos são assim! Este amigo adotou uma parte do provérbio: ‘Senhor, dai-me a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar’! – e ignorou sua continuação, que ‘roga por coragem para mudar com as coisas que podemos, e sabedoria para as distinguirmos’!

Com certeza, a paixão passa, a rotina vem, porém, o casal inteligente pode optar por uma rotina gostosa!

‘Ok, Tati, não esquecerei esta dica, mas para chegar ao casamento eu preciso primeiramente encontrar um namorado’!

Sim, precisa mesmo, ainda mais para melhorar esse humor!

Mas para que desesperar-se? Só por que você tem quase trinta anos, todas as suas amigas já se casaram, e a maioria já é mãe?

Não compreendo porque o ser humano insiste em complicar tudo, por que não aceitar sua condição? Não existe liberdade melhor que aquela de ir e vir sem dar satisfações a alguém. Você pode aproveitar enquanto o namorado não chega, e sair fazer novas amizades, ou então curtir as velhas mesmo, viajar, conhecer novas culturas, ir ao cinema com as amigas… Ops, foi mal. Me esqueci que elas já tem compromissos com seus namorados.

Mas não é isso que acontece. Se conselhos fossem bons, vocês estariam comprando e eu ficando rica! É como aquele velho ditado: ‘Quem esta fora quer entrar, quem está dentro quer sair’!

Eu por exemplo, admito que por conta das minhas decepções, optei pela ‘solteirice’ há mais de um ano.

Foi um período doloroso demais, estar só e ser obrigada ouvir a dor gritando em meu peito, e ainda não ter como fugir dela! Levou tempo, mas aos poucos eu aprendi a aproveitar desses momentos para aprender mais de mim. Acredita que descobri que mesmo no 220V, eu consigo meditar e praticar mais de uma hora de ioga por dia? Penso que se não fosse essa prática, eu teria surtado! Foi quando aprendi que mesmo só, ninguém está sozinha no mundo, e que se eu olhar a minha volta, ninguém melhor que eu para ser minha melhor companhia!

Quando você se ama primeiro, se valoriza, não deixa qualquer um invadir sua integridade! Uns confundem e blefam quando as mulheres passam dos trinta elas ficam insuportavelmente seletivas. Algumas ficam mesmo, mas não podemos generalizar!

Eu por exemplo, não sou seletiva, sou seleta, e a diferença entre ambos é que na primeira eu junto um bando de homens e faço uma seleção dos que ‘prestam e não prestam’, enquanto na segunda, eu não preciso dessa junta, simplesmente bato o olho e logo reconheço o que eu busco!

Eu não vou ficar desesperada enquanto ‘ele’ não aparece. Aproveito do pouco tempo comigo para pedalar, entrar em contato com a natureza, ler bons livros, confraternizar com a família, rir com os amigos… e essas coisas, Mastercard nenhum compra!

É isso que todas deveriam fazer: coisas que gostam!

Mas tudo bem se você não está neste clima. Então coloque sua melhor roupa, dê aquela investida no cara mais descolado do bar, e novamente termine a noite na cama dele – ou na sua. Mas depois não vá reclamar que suas histórias com os homens só se repetem e que só aparecem cafajestes que lhe tratam como qualquer uma!

Veja bem, eu não estou sendo preconceituosa, não tem nada demais transar no primeiro encontro, e sei que muitos namoros começam assim. Mas quantos acontecem? E quando acontecem, quanto tempo duram?

Por conta de uma miscelânea de ofertas femininas – e tem para todos os gostos – que os homens deixaram no passado o estilo saudoso de galantear uma dama! Antigamente o sexo era a última coisa que acontecia num relacionamento, enquanto hoje, inverteu-se a ordem natural: os encontros iniciam-se na cama, e se o casal for compatível, ou se o cupido flechar o coração de ambos, daí eles irão se conhecer melhor para ver se rola algo mais sério!


Eu sinto falta desse galanteio, es mesmo não encontrando, acredito que em algum lugar ainda exista homens assim!

Mas tentando simplificar onde quero chegar, encontrei aqui mesmo no CM postagem que orienta a entender as diferenças de funcionamento do cérebro masculino e feminino para se viver melhor uma relação. Isso me fez lembrar que o que mais ouço dos homens é que nós, representantes do sexo feminino, devemos nos dar mais o respeito, que eles gostam do desafio de encontrar mulheres diferentes, que se dão o valor; claro que gostam de mulheres fáceis também, mas estas são para trepar uma noite, ou por um período determinado.

É bastante contraditório este dito, porque se nos damos respeito, acham que estamos nos fazendo de difíceis e já desistem, afinal, para que investir tanto tempo somente em uma, se na fila já tem umas seis – e de pernas já abertas?

Se eu estou a fim de transar e ele também, para quê vou reprimir minhas vontades e fazer doce? Para ele não me achar fácil?

É muito particular essa decisão, transar ou não transar no primeiro ou segundo encontro? Da próxima vez que você conhecer uma pessoa legal, você poderia começar se preservando, comece não saindo com todos as amigos da turma, a menos que, assim como eles, você também queira sexo sem compromisso. Mas depois não reclame dos rótulos que receberá, porque chega um momento que essa entrega desenfreada cansa, ou então nos apaixonamos…

Pensem: por acaso nós confiamos, investimos em relações mais sólidas, com homens namoradeiros? Pois o mesmo ocorre com eles!

Então a dica que deixo é: se preservem mais, invistam um tempo conhecendo mais a pessoa com que está se relacionando. Nunca pensamos nisso, mas só a convivência nos mostra se o que sentimentos é forte o suficiente para tolerar as diferenças de ambos. Eu concordo que o sexo é muito bom e necessário, mas transar com alguém por quem temos grande apreço, é muito melhor!

Para uma relação dar certo, além da química, o casal precisa ter afinidades; ilusão pegar o primeiro que aparece na frente por medo de ficar sozinha para sempre. Aliás, para sempre é tempo demais, então aproveite esse tempo para deletar da sua vida essa discriminação absurda, só assim atrairá um homem legal e do jeito que busca!

Reflitam e jamais se esqueçam: os homens só são “todos iguais” para mulheres que não conseguem tomar decisões diferentes!

 Tati Pimenta”

 Imagem: Google Imagens

O que achou do artigo?

comentários

Alexandre Chollet

Consultor de relacionamentos. Escreve sobre relacionamentos e comportamento humano e dá treinamentos para pessoas que desejam melhorar sua vida, seja no aspecto pessoal, profissional ou de relacionamentos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Obrigada pelo carinho Sara mel…
    De fato eu passo a maior parte do dia conversando, ou até brigando, comigo mesma!
    No fim dá td certo,afinal, eu e eu temos que nos entende, já que não tem como fugir de mim!!!rsrs
    Bjs querida, aparecerei sempre que me permitirem sim!!!
    😉

    Muito bom!

    Olá Tati…
    muito legal teu texto!
    Uma parte que achei interessante é o diálogo que você trava consigo mesma hehehehe…já fiz isso algumas vezes tentando responder algumas questões que me perturbavam e sempre deu certo.
    Continue participando do CM
    beijuss da Sara Mel 🙂

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.