Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Você conhece alguém interessante e troca telefone com ele. De repente, começam a chegar várias mensagens SMS sem muito sentido; ligações telefônicas longas e descompromissadas; um convite para ir a um barzinho só pra tomar um choppinho; uma chegada ao cinema só pra ver um filme que é sucesso de bilheteria, e quando você se dá conta, já está dando uns beijinhos, uns pegas e o negócio já está ficando sério.

É quando chega aquele grande momento em que você escuta a pergunta: “Quer namorar comigo”? Você diz aquele “SIMM” com um sorriso de orelha a orelha. Garanto a você que os próximos quatro meses serão os mais felizes do relacionamento de vocês. A partir do quinto, talvez não.

É incrível como antes de você dizer o “sim”, o cara é capaz de fazer qualquer coisa para te conquistar e te agradar. Ele é capaz de perder o jogo final do Corinthians no Mundial de Clubes só pra ficar com você, mas depois de alguns meses de namoro, ele não vai abrir mão nem de uma partida do XV de Piracicaba X Ituano.


Isso acontece devido a um fenômeno muito comum presente em todos os namoros chamado “Esfriamento do Relacionamento”. As causas? Ainda desconhecidas.

Leonardo Mansur: Geralmente, as coisas não “mudam” depois do sim. A verdade é que vem a tona, o que é completamente diferente. Os exemplos mostrados ao longo do texto me parecem de alguém que não age de forma verdadeira a princípio… E como resultado, não consegue segurar esse mesmo comportamento no decorrer do relacionamento. Claro que isso é apenas uma de tantas possibilidades. A seguir, comentarei sobre cada tópico.

Os indícios? São fáceis de identificar:

Aversão ao telefone Ele_nao_esta_tao_a_fim_de_voceSe no início você passava horas conversando ao telefone com ele, após o quinto mês ele nem vai querer chegar perto do telefone. Vai dar a desculpa que “odeia telefone e sempre odiou” e nem vai lembrar das primeiras ligações que passou mais de duas horas falando “não sei lá o que” com você.

Leonardo Mansur: O nível de afeição que uma pessoa sente pela outra não é, não foi, nem nunca será medido pelos minutos passados em um celular. Uma causa desse comportamento no início pode ser a própria falta de conhecimento que ainda existe sobre o casal. Se utilizando desse recurso para perceber se combinam ou não, se dá certo namorar, etc. Uma prova disso é que, apesar de você passar mais tempo falando com “X” no telefone, por vezes (e isso não é raro) você pode gostar mais de “Y”.

Pedro Ivo Genú:  Telefone é feito apenas para dar recado ou uma conversa rápida que não dure mais de cinco minutos. Portanto, mantenho-me coerente do início ao fim e não tenho problemas com esse tipo de cobrança.

Porém, tem dias que estamos sem vontade de falar nada. Não adianta dizer que não tem nada a ver com vocês, que isso, definitivamente, vocês não entendem.  Por isso, quando o telefone toca, por respeito, consideração e para não ter encheção de saco no outro dia, atendemos e batemos aquele papo rápido.

Alexandre Chollet: Na verdade, ele pode ter sempre odiado mesmo, mas fazia um esforço. Ou talvez porque no começo vocês tivessem mais assuntos, pois estavam se conhecendo e para conhecer alguém, deve-se conviver e conversar com ela. 

Também o que pode ocorrer é o fato de que não é mais novidade e a paixão acabou. Mas isso não significa que ele deixou de gostar de você, muito pelo contrário. É como quando um homem compra um videogame novo. No início, joga sem parar, fica viciado, pensa o tempo todo no console. Depois de um tempo, essa euforia acaba e ele joga menos, não passa mais o dia todo pensando em jogar, etc. Mas isso não significa que não goste mais do videogame, apenas que sua vida voltou ao normal e  o aparelho usa o tempo permitido a ele, não todo o tempo. O mesmo ocorre num relacionamento, no início havia a euforia, querendo falar o tempo todo, depois o casal volta à sua vida normal de trabalho, estudo e deveres e se relaciona no tempo disponível, tornando assim, um relacionamento saudável.

Viagens a um Comer_Rezar_AmarNo início, tudo é tão lua de mel que o sonho dos dois será fazer uma viagem juntos. Depois esse sonho poderá ser apenas seu, porque dependendo do cara (se tiver fama de pegador), ele pode lamentar cada carnaval que estiver “amarrado” com você. Não que ele não goste da sua companhia, mas isso pode acontecer pelas saudosas lembranças de pegação que ele e os amigos dele costumavam fazer em carnavais passados. Mas se isso acontecer, sai fora dessa, tá?

Leonardo Mansur:  Ele só irá lamentar se você não for uma boa namorada. Principalmente se for daquele tipo que gosta de brigar por tudo, que é só o cara olhar de lado que a confusão já está garantida uahauha Se não for o caso, ótimo. É válido então buscar uma programação que combine com o casal (carnaval, no meio da folia, nem sempre será a melhor escolha).

Pedro Ivo Genú: Viajar, sem ser a trabalho, sozinho é pegar muito pesado. Merece um pé na bunda sumário.

Alexandre Chollet: É como o Pedro falou, se seu namorado sente falta da época de pegação e fica lamentando carnaval “amarrado”, livre-se dele. Viajar sozinho para curtir e farrear é atitude de pessoas solteiras. Diferentemente de viagens de trabalho ou de hobbies como moto, trilha, rapel, caminhada, escalada, visitar parentes, etc.

Eu já tive relacionamentos muitos longos e só perdi a vontade de viajar com a namorada quando ela passou a ser uma reclamona insuportável, briguenta e ciumenta, em que não valeria a pena o dinheiro e o esforço da viagem para aguentar brigas o tempo todo.

Surpresa 0 Noivas_em_GuerraSe após o “sim” ele te deu uma aliança para firmar o compromisso de vocês, aposto que ele comprou uma caixinha no formato de ursinho para te presentear o anel. Depois de meses de namoro, ele não vai ter a mesma força de vontade para encontrar o presente mais surpreendente possível, até por motivos financeiros. E isso é totalmente compreensível. E quando falo em surpresa não me refiro só a presentes. A surpresa pode ser um dia que ele decida te encontrar no fim da aula de inglês sem te avisar; que ele alugue aquele filme de comédia romântica para assistir junto com você… Acontece que com o tempo ele pode perder a motivação e não acrescentar aquele elemento “ownnnn” para te surpreender.

Leonardo Mansur:  Se logo quando vocês começaram a namorar, ele já deu uma aliança para firmar compromisso, esse cara possui problemas. Não me levem a mal, mas não há motivos para aliança ou coisas desse peso nesse momento. Talvez por isso mesmo, fique difícil o rapaz continuar surpreendendo, porque ele começou a brincadeira de forma tão pesada, que pra manter esse ritmo… só casando, e nos próximos meses! Loucura? Pra mim, sim. Muito melhor são surpresas mais leves, mas que demonstrem carinho, e sem necessariamente estar numa data especifica para isso. Ganhar chocolates sem aviso, apenas para “brindar” o belo momento que o casal esta passando é bacana, não?

Pedro Ivo Genú: Surpresas são sempre bem vindas quando há merecimento e não com o intuito de “conquistar” alguém. Portanto, é mais provável que se comece a surpreender após um tempo de convivência, e não, no início. 

Alexandre Chollet: Certo, e você continua fazendo as surpresas? Ou então está merecendo-as? Quando ele fazia, você foi grata ou deixou de lado, sem dar valor?  Você o trata bem ou desconta seu mal humor nele? Ou até considerou-o grudento por aparecer sem ser chamado? Você deve analisar tudo isso para perceber o motivo. Uma pessoa só para de fazer surpresas para a outra por algum – ou diversos – motivos, geralmente relacionado às suas atitudes.

Parabéns pelo que mesmo? EncantadaNo calor da paixão, ou seja, nos primeiros meses, ele vai lembrar e te surpreender a cada dia que completar um mês de namoro. Você vai receber um convite para jantar em comemoração aos três meses de namoro, vai receber flores pelos quatro meses maravilhosos que vocês tem passado juntos; ao completar um ano você vai receber um presente especial pelos doze meses mais felizes da vida dele. Agora, vocês já viram alguém receber um presente por um ano e três meses de namoro? Ou dois anos, cinco meses e 13 dias de relacionamento? Por que não?

Leonardo Mansur:  Mesmo raciocínio do que disse anteriormente. Não há motivos para presentear cada mês de namoro, isso com o tempo se torna cansativo e no mês em que não acontecer a comemoração mensal, irá trazer para ambos a sensação de que o “amor” não é mais o mesmo. Melhor é fazer surpresas quando se tem vontade, sem regras. Será algo mais espontâneo e leve, para os dois.

Pedro Ivo Genú: Homem não é muito bom de datas e, desde o início, procuro deixar bem claro isso. Portanto, mantenho minha coerência e não vejo muito problema de lembrar a única data a ser comemorada, por mim, que é a de aniversário de namoro.

Alexandre Chollet: Como o Leonardo falou, não há motivo algum para presentes todos os meses de namoro. Lembrar e enviar uma sms bonita, fazer uma ligação, tudo bem. Namoro é para ser comemorado anualmente, além do dia dos namorados. Eu conheço mulheres que anotam dia que se conheceram, que começaram a namorar, noivaram e casaram. Puts, homem nenhum vai lembrar de todas essas datas.

Presente é para ser dado quando o outro merece, quando faz atitudes boas, quando é uma boa namorada, quando conquista algo, ou simplesmente por alguém te fazer feliz. Ao invés de dar presente de 2 anos, 5 meses e 13 dias de namoro, é melhor dar presente para celebrar a felicidade dos dois, sem obrigações mensais.

 

Antes só? Como_perder_um_homem_em_dez_diasPara qualquer batuque que você fosse, ele se convidava para ir junto. Depois ele vai dar todo tipo de desculpa pra não te acompanhar (a não ser que o cara seja muito ciumento). Ele vai botar defeito no lugar, na comida, na música, no clima, na Fulana ou Fulano que estará presente…

Leonardo Mansur: Tanto o excesso, como a falta, são negativos. O comportamento citado demonstra desequilíbrio, nas duas situações. Ter alguém se convidando onde quer que você vá é chato, tira a individualidade (que deve existir e ser preservada). Em contrapartida, não querer participar nunca demonstra falta de interesse na vida da parceira. Se nunca acompanha, possivelmente tem algo errado.

Pedro Ivo Genú: Se convidar para ir junto? Estamos falando de homens mesmo?

Alexandre Chollet: É como falei anteriormente, no começo tudo é novidade, ele quer conhecer a sua vida, suas amizades e família. Depois que ele já conhece, ele sabe o que gosta e o que não gosta e ninguém é obrigado a fazer o que não gosta, nem você.

Amigos amigos. Namoro à parte! Se_beber_nao_caseNo início do relacionamento, o cara vai fazer de tudo para ficar a sós com você. Depois de um tempo ele vai achar que abandonou os amigos, e para ficar super feliz na companhia de todos que ele ama, ele pode fazer duas coisas: carregar você para os encontros com os amigos, ou simplesmente ir sozinho. Opa, opa! Ninguém aqui tá dizendo que está errado deixar o rapaz sair com os amigos dele. Mas a raiva que dá é quando você passa a semana inteira sem ver o bendito, e quando chega o sábado, aquele dia que você queria ficar só com ele, você vai ser obrigada a compartilhar a companhia dele com um bando de homem que só vai falar sobre futebol. E eles ainda vão ficar com a língua coçando pra falar sobre mulher e só não farão isso em respeito a você (e olhe lá).

Leonardo Mansur: Bom senso é imprescindível. Todos nós sabemos da importância que as amizades exercem em nossas vidas. Assim, sempre existirão os momentos para os amigos. Ponto. Em relação à situação descrita, nada impede de se reservar um espaço no fim de semana para passarem juntos, haja vista o pouco contato. Fora isso, se os dois se vêem numa frequência aceitável, saiba respeitar e aceitar o espaço dele, que por vezes, você não estará incluída.

Pedro Ivo Genú:  Amigos e namorada devem conviver harmoniosamente na vida de um homem. Dependendo do local, não deve haver problema em sair com a namorada e os amigos, ou só com os amigos. Da mesma forma, há locais que é preferível ir, apenas, com namorada. É necessário bom senso de ambos.

Alexandre Chollet: Do mesmo modo que você sente falta dos programas femininos com as amigas, ele sente de programas masculinos com os amigos. Claro que, depois de um tempo sem vê-los, ele vai sentir vontade de encontrá-los, assim como você de encontrar suas amigas. No entanto, é só saber dosar, separar espaço para os amigos e para a namorada. Se ele está preferindo constantemente sair com os amigos e te deixar de lado, seu namoro está indo por água abaixo.

 

“Aceita essa mulher em casamento”? Cri-cri-cri… Procura_se_uma_noivaNo começo tudo é tão maravilhoso que ele sempre vai falar em morar junto, ou até casamento. Incrível que com o passar dos meses esse plano vai sendo adiado, desconversado e até abolido. Comece a desconfiar quando ele colocar um obstáculo qualquer para os seus planos matrimoniais (só use o bom senso, ok?).

Leonardo Mansur: Sinceramente, eu não sei com quem as amigas da Lilian tem saído, mas não é normal se pensar em casamento nos primeiros meses. O processo natural desse assunto acontece naturalmente de forma oposta! Ele começa com o status de assunto “abolido”, e então com o passar do tempo (esse tempo não são dias ou poucos meses) passa a ser considerado discutível até que, por estar comprovado na prática, na vivência, que os dois realmente se gostam, é posto em prática, na forma de noivado.

Pedro Ivo Genú: Só cafajestes, carentes ou perturbados mentalmente falam em morar junto ou casamento no início de um relacionamento. Se eu fosse mulher, fugiria desses.

Alexandre Chollet:  O cara pode continuar tendo os planos, mas como a paixão acabou e ele percebeu que é uma pessoa separada de você, agora não sente sua falta 100% do tempo (assim como você não sente a dele), preferirá casar quando estiverem preparados psicológica e financeiramente. 

Não é porque ele está pensando melhor no período que ele deixou de te amar. No entanto, seu namorado pode não querer casar pelos seguintes motivos: ele não acredita que vai dar certo, ele é um cafajeste e quer viver na putaria, ele não te ama o suficiente, não acredita que você será uma boa esposa (pois já é uma namorada chata, imagina esposa) ou pensam muito diferente em algo sério como filhos, dinheiro ou modo de administrar a casa. Converse com ele e descubra qual.

E o pior de tudo é que quando você reclama do comportamento dele, ele ainda vai te chamar de reclamona, carente e infantil! Ou seja, a culpa ainda é sua!

Então jogo a pergunta: eles se desinteressaram ou nós que ficamos desinteressantes?

E nem adianta lembrá-lo a maravilha que foi o início do relacionamento de vocês, porque ele nem vai se sensibilizar. Faz parte da “natureza masculina” ser muito mais racional do que emotivo.

Agora pergunto aos autores do CM. Por quê?

Leonardo Mansur:  Não existe uma fórmula para responder isso. As causas podem variar: você pode não estar fazendo ele feliz; pode existir uma cobrança demasiada sobre a relação; ou até mesmo, o que falei logo no início… O rapaz agiu antes de uma forma, no qual não correspondia quem ele era de verdade. Cabe a você, que está dentro da situação, ter sensibilidade, perceber o que está acontecendo, e por fim, tomar a decisão mais acertada.

Pedro Ivo Genú: Nem uma coisa, nem outra (não nos desinteressamos nem vocês ficam desinteressantes). No início do relacionamento, muitos homens, por falta de confiança e conhecimento, no intuito de “negociar aceitação”, tratam as mulheres de uma maneira anormal. Ao se sentir aceito, tudo que foi exagerado, que é o que vocês adoram, é deixado de lado. E, com certeza, vocês sentirão falta disso e começarão a se chatear, a cobrar, até se darem conta que não era do carinha que vocês gostavam, mas sim, dos excessos que ele cometia. O resultado disso é um pé na bunda sumário. Pois, você avalia que não vale a pena ficar com alguém que desperta sentimentos na proporção do seu poder de agradar e não por aquilo que, realmente, é.

Alexandre Chollet: Pode ser uma coisa, outra ou nenhuma. Se tudo isso vem acontecendo, entre outras coisas com certeza ele está perdendo o interesse. Isso pode ocorrer porque você virou uma namorada ruim, que desconta suas frustrações nele, que não dava valor às coisas que ele fazia, virou muito ciumenta, brigando por tudo. Porque exige que ele faça coisas que você não faz, e por aí vai. Um relacionamento geralmente acaba por culpa dos dois. Uma pessoa que se sente amada, respeitada, valorizada e é feliz, não tem porque te tratar de um modo frio, a não ser que seja alguém ruim mesmo.

No entanto, se são todas coisas normais, se ocorridas pelo motivo de que a euforia da paixão acabou e agora o relacionamento está estável. O que faz parte da euforia, de agir sem pensar, geralmente dá errado. Quando a pessoa passa a agir mais racionalmente, a vida estabiliza e cada coisa tem o seu tempo. Trabalho, estudos, família, namorada e amigos tem cada um o seu espaço e tempo na vida de uma pessoa.

Cada caso é um caso e vocês devem analisar qual o atual nas suas vidas.

Obs.: Os fatos apresentados neste post não foram baseados na minha vida pessoal, tampouco na vida de uma mulher em particular. Todos os exemplos foram sugeridos por outras pessoas apenas para a produção deste post. Quer mandar a sua sugestão? Então envie para [email protected]

As imagens são cenas dos filmes: “Ele não está tão a fim de você”; “Comer, Rezar e Amar”; “Noivas em Guerra”; “Encantada”, “Como Perder um Homem em 10 dias”; “Se Beber, Não Case” e “Procura-se uma Noiva”.

O que achou do artigo?

comentários

Lilian Nascimento

Relações Públicas, pós-graduada em moda e logo logo uma maquiadora profissional. Sua missão no CM será desvendar a opinião masculina para tentar esclarecer dilemas femininos. Também é autora do blog Atitude Hot Pink, outro canal onde também fala sobre comportamento, além de moda, beleza e variedades.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Olá! Ficamos muito felizes por gostar. É só enviar via formulário de contato =)

    Nossa muuuuito bom mesmo esse site. Deixei varias neuras para trás depois que comecei a “frequentar” aqui rs’
    Queria saber como faço para enviar a minha pergunta tambeem !!

    Uauuuuuuuuuuu….comparação maravilhosamente perfeita!

    Acredito que a grande dificuldade das pessoas, mulheres e homens, ao encarar um relacionamento sério nos dias de hoje, é a “falta de investimento”. Ninguém investe mais em nada… na primeira dificuldade, cai fora…. e não é assim que as coisas funcionam, ou não é, pelo menos, como deveriam ser.

    Lendo esse texto não pude deixar de discordar no ponto principal: ninguém muda. Se o cara não liga mais, se ele não é romântico e blábláblá é porque ele sempre foi assim… foi você que não enxergou isso.

    A comparação que eu vou fazer pode ser muito esdrúxula mas namorar é que nem ir no mercado… você não pode pegar o primeiro que ta na sua frente, simplesmente porque é o mais acessível… muitas vezes aquele que está lá na última prateleira é muito melhor e vale o esforço; não pode levar nada vencido, pois pode ter uma indigestão; não pode escolher o produto só pela aparência ou pelo gosto, pois aquilo que é gostoso, nem sempre é nutritivo e claro não pode pegar o produto mais barato, porque muitas vezes o barato pode sair muito caro;

    Resumindo… o produto ta lá… veio da fábrica daquele jeito… cabe a você decidir se aquelas características te agradam e se vai “levar pra casa” ou não.

    eu preciso d uma ajuda…eu to afim d um cara..agente ficou uma vez.dai depois acabamoss ficando so amigos..e ele diz q gosta d ficar perto d mim e sei la..ele é mto confuso p o meu gosto…mas, msmo assim sente ciúmes de mim..dai fica brabo s eu falo d outro cara..e o negócio foi que ele quis so ser meu amigo(tipo fechou a porta)…dai eu sei la o que se passa na cabeça dele..eu tava tão certa que qeria ficar com ele..mas agora comecei a ficar confusa…por que conheci outro, que também acho que vai acabar não dando em nada..mais por carência mesmo..ele me dá a atenção que eu perdi daqele q eu amo..

    Duda, ótimas perguntas. As usaremos na nova coluna que será lançada em breve.

    Estou com uma pessoa ha mais de 03 anos, moramos juntos. Tem como começar a namorar que nem antes

    Outra pergunta rápida: por que tem caras que JAMAIS falam “eu te amo”?? Tem homem que prefere capar o saco a ter que pronunciar essas tres palavras!!! Por que, hein?!
    Beijuus a todos e todas
    Duda

    Excelente texto! Eu tenho uma pergunta pros meninos aqui do Cérebro Masculino: por que existem caras que jamais assumem pros amigos que está namorando? O sujeito está “ficando” com a menina há meses. Saem juntos e pá e tal mas na hora de apresentá-la pros “manu” apenas diz: “esta é a Fulana de tal. A gente trabalha/ou/ estuda juntos lá nao-sei-aonde (…)”. Daí muito depois é que a rodinha de amigos percebe que na verdade ELES SAO UM CASAL!! A coitada (ou a tonta) da namorada aceita ficar cozinhando nesse “banho-maria” por tempo indeterminado…! Se ele nao gosta mesmo dela, por que nao termina logo???
    Beijos a todos e todas da Duda.

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.