Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

roda

Em rodas de mulheres é comum se enumerar as qualidades do marido, noivo, namorado, ficante, amante ou mesmo do preterido… Entre inúmeras, muitas das quais irrelevantes para a maioria, ou, outras proibidas pela censura, existem as mais comuns, que elencarei, sem ordem de importância, e comentarei abaixo:

-Personalidade: Um alto fator de atração que fascina gregos e troianos, em outras palavras, um indivíduo de personalidade marcante chama atenção, principalmente por respeito, até daquelas pessoas que não compartilham com suas crenças, ideias ou ideáis.

-Caráter: Uma das principais características de um indivíduo. É algo que, apesar de extenso e subjetivo, deveria fazer parte do senso comum. Porém, a cada dia está mais rarefeito. Por isso, torna-se tão importante citar, quando o ideal seria que o mesmo já estivesse implícito na palavra ser humano.


-Bom humor: Um ótimo fator de atração que permite uma convivência diária mais saudável. A capacidade de viver a vida com alegria, jogando pitadas de humor no decorrer do dia, rir, fazer rir e, principalmente, rir de si faz com que grande parte das pessoas queira estar junto de você.

-Beleza e boa aparência: Para as mulheres não há uma relevância desse aspecto como há para os homens. Contudo, não quer dizer que não seja importante para elas. Sem hipocrisia: É sim. É verdade que mulheres tem a capacidade de estímulo que vai muito além do visual. Contudo, quando o visual, também, é estimulado…

-Química: É algo que é mais fácil sentir do que entender ou explicar… É quando “tudo se encaixa”, ou porque, realmente, encaixou, ou porque você insiste em querer que encaixe… Em ambas as opções você está correta, pois, de tanto pensar que deu certo, uma hora acaba dando.

-Riqueza: A mulher que enumera essa como uma qualidade do parceiro e como fator de exclusão de outro, na verdade não quer um companheiro, mas sim um empresário, um novo pai ou um “cliente vitalício”. Pois, além de se auto retratar como mercadoria deixa expressa sua incapacidade de evolução acadêmica e/ou laboral. Restando a perpétua dependência de alguém, que culmina de um jeito ou de outro com a submissão e a infelicidade

Pedro Ivo Genú

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.