Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Rapidinhas 10

Pergunte Alexandre Chollet
imagem: divulgação

Hoje temos mais uma edição do Rapidinhas. Dessa vez, quem responde é o Sr. V., possível próximo autor daqui do blog.

Olá,

Namorei 1 ano e meio e foi bem intenso, mas ao mesmo tempo conturbado, pois meus pais eram contra o relacionamento porque eu tinha 15 anos. Decidi terminar e falei que não o amava mais. Ele correu atrás de mim por 4 meses, mas nunca dei o braço a torcer.Um belo dia, ele começou a namorar e passei a sofrer com aquilo, pois acreditava que ele nunca arrumaria alguém tão cedo.Do início do namoro ao casamento foram 6 meses, mas na semana do noivado conversamos e ele falou que estava se casando, mas que ainda me amava.Depois do casamento, passe ia sofrer mais ainda. Hoje faz 1 ano que ele é casado e queria muito tê-lo de volta. Daria tudo para tê-lo comigo, até a minha vida. Descobri tarde, mas sei que ele sempre foi a razão do meu viver. Ajude-me, pois preciso dele.

Prós e contras sempre irão existir, seja em um namoro ou em qualquer outra coisa, o que você fez a meu ver foi pesar o que valia a pena e acabou cedendo por sua família não ser a favor.

Dizer uma coisa quando sentimos outra, não é tão absurdo assim, pois às vezes essa é a única maneira de fazer o que achamos ser o certo.

Você pode não concordar com a atitude dele em arrumar alguém tão cedo, mas tente se colocar no lugar dele por um momento. Vamos lá:

“Ela terminou comigo, disse que não me ama mais, mesmo assim ainda tentei reconquista-la durante 4 meses e ela não me quis”.

Será que o seu coração não esta sofrendo mais por não esperar que ele achasse alguém? Se ele não tivesse encontrado outra pessoa, você iria estar sentido tudo isso e iria querer ele de volta?

As mulheres não gostam quando os homens brincam com seus sentimentos, os homens são iguais, também não gostamos.

Se você quer mesmo reconquistá-lo (sim, terá que fazer isso), terá que primeiro admitir que “tomou” uma atitude precipitada e ter uma conversa franca com ele, tente se reaproximar dele, sem exigir muito da relação de vocês, veja se ele ainda sente algo por você.

Existe outra opção mais difícil que vai te trazer muita dor, mas que futuramente pode lhe render muitas coisas boas. Apenas siga em frente e admita que ele esta feliz (é o que importa), e que você também irá encontrar alguém que te faça feliz, e ponha um ponto final em tudo isso. Seja qual for sua decisão pense muito e seja firme no que escolher.


Olá!
Eu tenho 16 anos e há 7 meses terminei meu namoro de 8 meses com um garoto de 16. Fui a primeira namorada dele e venho tentando esquecê-lo, mas tudo conspira pra que isso não aconteça. Ele fala comigo, mas só me chama para transar e depois some e, sempre que conversamos, acabamos brigando. E como se já não bastasse ter que aturá-lo, a mãe dele me ama e ele fica com muita raiva quando saímos juntas ou quando ela comenta meu nome.
Todos falam que quando conversam com ele, sempre comenta o meu nome e até o chamam de apaixonado, e que quando está bêbado sempre fala de mim, principalmente quando está com raiva. Teve até um episódio de que ele estava de cueca na frente do meu prédio. Ele não gosta que frequentemos os mesmos lugares e fala que estou forçando a barra.
Perguntaram-no se ele gosta de mim e ele disse que não, mas nas redes sociais, se ele posta um trecho romântico os amigos dele (que nem conheço nem me conhecem) já citam meu nome. Apesar de ainda amá-lo, não corro atrás porque sei que ele não vai dar muita atenção e não vai perder a pose de garanhão. O que o você acha sobre isso?
Muito obrigada!

Olá Srta.

Creio que esteja faltando um pouco de maturidade das duas partes. Se você esta tentando esquece-lo creio que manter uma relação, justo com a mãe do garoto é uma péssima ideia não acha? Não importa o que os outros digam, o que as redes sociais dizem e blá. blá..blá. Se ele gostasse de você ele iria te dizer com todas as letras dispensando meios intermediários e iria querer dividir os mesmos lugares com você (e não o contrario). Meu conselho é o seguinte:

Você é nova, irão aparecer várias outras pessoas interessantes na sua vida, por que ficar dando bola (perdendo tempo) para um cara que aparece de cueca na frente do seu prédio? E que te evita? E que só quer transar? Vá viver sua vida, procure coisas legais para fazer, ocupe a cabeça se distraia , faça as coisas que você gosta. Quando você perceber,  já terá esquecido.

Descobri o site e adorei!!!!
Na realidade resolvi escrever porque estou ficando maluca! Já não sei mais o que fazer.
Sou casada há 04 anos. Na realidade não sei posso chamar essa relação de casamento, porque casamento não é apenas um papel assinado, mas um conjunto de coisas: como companheirismo, cumplicidade, amor, atenção, etc.
Durante estes 04 anos tive muitos problemas sérios na relação. Meu marido desde os primórdios do casamento começou a me tratar mal, saía com amigos, ia embora de casa e voltava, agrediu-me fisicamente e na alma. E assim permanecemos até hoje numa relação doentia. Não conseguimos nos separar e não vivemos felizes. Tenho uma filha de 07 anos de um antigo relacionamento e um filho de 01 ano com meu marido. O que torna a separação ainda mais difícil.
Mas esse não é o meu problema. Até porque acostumei a viver assim ( o que é uma pena!).
Há 3 meses decidimos nos separar de fato e há 2,conheci um rapaz.
Tudo aconteceu de forma inusitada. Estava no metrô e de repente percebi que um rapaz muito bonito me olhava. Ele se aproximou e puxou conversa. Não tenho hábito de conversar com pessoas estranhas, porém, esse rapaz por ser muito bonito me chamou atenção.
Começamos a conversar e ele pediu para que descêssemos na próxima estação para conversarmos um pouco mais. Assim o fiz. Dei meu telefone para ele e o mesmo me ligou no dia seguinte.
Começamos a nos conhecer melhor: almoçar e nos encontrar depois do horário do trabalho. Aos poucos fui me envolvendo. Ele era um príncipe: meigo, atencioso, cavalheiro…
No entanto, dizia algumas coisas estranhas. Falava e se mostrava muito interessado. Queria me ver constantemente: todos os dias na hora do almoço (trabalhamos muito próximo) e ainda na hora da saída do trabalho, que era separado e que a separação o deixou com sequelas. Falava que era muito religioso e que segundo a bíblia apenas poderia casar-se uma vez e como já havia o feito não poderia assumir um relacionamento comigo até que conseguisse superar esses traumas.
Dizia ainda que tinha transtorno bipolar e que portanto apresentava algumas oscilações de humor/comportamento. Durante esses quase dois meses o vi apaixonado no período da manhã e não querendo comigo nada comigo a tarde. Ia de oito a oitenta.
Eu sempre tentei ajudá-lo. Estava e continuo apaixonada, então queria muito vê-lo “curado” para que pudéssemos assumir um relacionamento.
Ele também dizia não ter celular por traumas de brigas com a ex esposa.  Fazia planos comigo: de me levar para conhecer a mãe dele, conhecer minha família, mas nos finais de semana, sumia. Enfim, comecei a desconfiar de tudo!
Até que no início de agosto, estávamos num momento íntimo e de repente ele novamente terminou tudo. Fui atrás dele e ele me maltratou pedindo pra que eu o deixasse em paz até que ele decidisse a vida dele e os transtornos decorrentes da separação.
No dia seguinte, uma amiga minha me vendo sofrer resolveu fuçar a vida dele e descobri que ele é CASADO!  E detalhe, casado há 5 meses, ou seja quando nos conhecemos ele era casado há 3.
Quando fui cobrar uma explicação ele negou, porém como tinha provas, ele me respondeu para deixá-lo em paz.
Encontram-nos um dia depois porque forcei a barra. Ele não fez questão de me dar nenhuma explicação. Apenas disse para continuarmos saindo e que com o tempo arrumaríamos nossa situação.
No dia seguinte ele me mandou um e-mail pedindo para que eu o deixasse sozinho , pois havia acontecido um problema e que não poderíamos nos ver naquele dia. Disse que estava sufocado e que se eu continuasse insistindo em vê-lo, tudo acabaria.
Pediu para que eu deixasse passar algumas coisas (não sei o que era) e que nos veríamos na próxima semana.
Pediu que eu continuasse enviando e-mail porque ele gosta de receber, porém, não pressionasse para vê-lo.
Estou apaixonada…o que faço?
Decidi não mandar mais e-mail….será que ele me procura?

Obrigadaaaaaa!!!!

Olha o seu relato é extenso, mas muito simples, sinto lhe informar mais você caiu no conto do vigário, falarei disso daqui a pouco. Quanto ao seu casamento, isso prova que você é uma mulher FORTE, pois o que me descreveu realmente é muito difícil de passar, por tanto, meus PARABÉNS por conseguir. Agora voltemos ao seu problema, pelo termino do seu casamento sinto que você ficou muito vulnerável sentimentalmente, quando apareceu um bonitão querendo te dar toda a atenção e suposto carinho que você desejava, se iludiu e sem perceber acabou se envolvendo muito. Não foi errado sair ou querer achar outra pessoa, muito pelo contrario, você merece isso, Só que tome muito cuidado em se envolver de mais, principalmente agora, trate de aproveitar a vida, tenho certeza que você não vai ter problemas para esquecer esse cara por quem se apaixonou. Pense na sua separação como uma nova chance que a vida esta te dando de ser uma mulher totalmente independente, e livre sentimentalmente. Não se prenda, Ame apenas os seus filhos, se divirta, na hora certa irá aparecer um homem de verdade, e você saberá identifica-lo se souber esperar.

Abraços Sr. V

Envie também sua dúvida na aba Contato

O que achou do artigo?

comentários

Alexandre Chollet

Consultor de relacionamentos. Escreve sobre relacionamentos e comportamento humano e dá treinamentos para pessoas que desejam melhorar sua vida, seja no aspecto pessoal, profissional ou de relacionamentos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Muito bom, cara!

    A leitora A errar, ainda relevemos: novinha, inexperiente…fazemos tanta coisa errada nesta fase! Mas jogo a pergunta para você, Leitora B, afinal, eu também já fui casada 2 vezes: o que faz você se deixar envolver por mais um relacionamento conturbado? Carência? Não basta dois casamentos não darem certo? Aliás, você nem resolveu o problema do segundo e já está criando um terceiro… Uma coisa de cada vez, não acha? É coisa demais para um coração só. Resolva sua separação, se ame primeiro, em seguida, reflita se vale a pena sofrer pela terceira vez, e por alguém que está lhe tratando como segunda opção!!!

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.