Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Com o passar do tempo, a maioria dos relacionamentos caem na rotina. Não é à toa que esse é um dos temas mais discutidos no cérebro masculino. Não precisa ser um gênio em dinâmicas sociais, nem ser uma pessoa, extremamente, experiente para saber que para sair de uma rotina é necessário fazer coisas novas, diferentes daquelas que estão sendo feitas.

Ao contrário do que muita gente tem em mente, para sair da rotina, não é necessário fazer nada de outro mundo, nada extraordinário, nada dispendioso, nem tão pouco nada que guarde relação com gastos financeiros. Com gestos simples e uma atitude direcionada, qualquer rotina cai por água abaixo.


As pessoas falam muito, reclamam bastante, praguejam sobre a rotina dos relacionamentos, mas, efetivamente, não fazem nada a respeito, não possuem uma atitude transformadora. Esquecem, que intenção sem ação não gera resultados. O que mais vemos por aí são homens e mulheres dizendo para os amigos e amigas que poderiam fazer isso e aquilo para o relacionamento melhorar. Dão idéias mil, planejam e tudo mais. Conversam até com o parceiro. Porém, o que fazem efetivamente? Nada.

É responsabilidade tanto do homem, quanto da mulher direcionar suas atitudes no sentido de melhorar um relacionamento desgastado pelo tempo. Contudo, isto não impede que, apenas, um ou outro dê o primeiro passo. Não há porque se sentir diminuída, carente ou necessitada por começar a ter melhores atitudes com alguém que continua agindo da mesma forma. Afinal, se estará lutando para salvar algo importante para si. Algo que te machucará, te fará mal, caso acabe.

Agora, se, com o tempo, você perceber que suas reais mudanças não surtiram efeito nas atitudes do parceiro, pode abandonar o barco de cabeça erguida, certa de que fez o que estava ao seu alcance. Afinal, quando um não quer…

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Sim, eu li. Eu comentei, Alexandre… “Paixão só se deixar”. Discordo. Pode ser que isso funcione pra vc, mas não pra mim. Então provavelmente funciona pra algumas pessoas, mas não para a grande maioria (como deu pra ver pelo resultado da enquete).

    Eu não concordo muito com isso. Na minha opinião, você pode sentir atração por outras pessoas, mas paixão só se deixar. O meu último post fala disso, já deu uma olhada nele?

    Existem dois tipos de rotina: a boa e a ruim. A boa por exemplo, vocês planejarem toda 2a a noite assistir isso, toda terça jogarem algo, todo sábado fazerem jantar especial, todo domingo, cinema..Você espera ansiosamente por isso e quando enjoa, mudam-na. Já a ruim é quando fica tudo igual, automático, é chegar em casa, jantar, tv e dormir. Essa prejudica muito o relacionamento e os dois precisam mudar as coisas

    Eu adoro rotina. Só homem que não gosta de rotina. Então eles mesmos que façam algo diferente, oras. rsrsrs

    O que eu quero dizer é que acredito sim que amor pode existir num relacionamento — e isso é muito bom. Só que o que acontece é que paixão acaba, e quando acaba, as pessoas se tornam vulneráveis a ter novas paixões, e quando isso acontece, estando essa pessoa num relacionamento, ela tem que reprimir essa paixão para poder ser fiel ao namorado/marido, por quem sente amor, mas que não mais possui paixão. Agora, se a pessoa se sente feliz assim, estando com alguém que ama, mas por quem não tem mais paixão (a não ser em casos raros em que a paixão dura muitos e muitos anos), então tudo bem…

    Ah, então tá. Desculpa. Acho que foi automaticamente retirado porque continha um link. Bom, o trecho do link que eu tinha copiado era este: “Inúmeros elementos fazem parte do grande momento da paixão, tanto
    físicos, quanto psicológicos e ambientais. Mas o que a biologia tem nos
    mostrado é que a atração, o primeiro contato, passa basicamente pelos
    cinco sentidos. Isso significa que não temos controle voluntário e
    consciente sobre essa escolha. (Pela visão, tato, audição, olfato e
    paladar é possível saber, inconscientemente, a compatibilidade genética e
    do sistema imunológico, o parceiro mais fértil, entre outras
    informações fundamentais para a reprodução da espécie).”

    Nós NUNCA excluímos comentários, exceto quando eles contém ofensas. Nenhum seu foi excluído

    Poxa, eu fiz um texto legal. Excluiu mesmo, né… Pelo menos a 1a mensagem vc deixou, ou vai excluir também? Tá bom, exclui. O site é seu…

    A paixão acaba, mas fica o amor, que é muito maior e dura por quanto tempo o casal quiser (e fizer com que) que dure.
    Que visão mais triste essa sua hahaha.

    Saia da rotina. Ligue 23 kkkkk. Olha, eu sinceramente acho que, quando a paixão acaba (existem pesquisas que mostram que paixão tem prazo de validade; nem sou eu que afirmei isso), o relacionamento se transforma em uma simples amizade. E, quando acaba, as pessoas se tornam vulneráveis a se apaixonar por outras pessoas, mas, como a nossa sociedade impõe o costume de que um relacionamento só deve acabar se houver algum grave conflito, e não se a paixão tiver acabado, o que acontece é que os casais vão ficando juntos por anos e anos, sem que haja paixão; se apaixonam por outras pessoas, mas não podem ficar com elas por causa da fidelidade, que impõe relação monogâmica. Essa é a verdade. Vão se apaixonando por outras pessoas, mas não podem ficar com nenhuma delas, e continuam com seus respectivos parceiros, por quem não sentem mais paixão.

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.