Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

20110322legytrend10 (Custom)

Primeiro, precisamos definir o que é uma roupa curta. Aquela que cobre a bunda e mais um pouco? Que fica no meio da coxa? Ou então a que mostra o final da bunda? Entre todas essas hipóteses, a única que eu considero curta é a última, a que mostra um pedaço da bunda. De resto, não me importo muito – desde que a garoata não se abaixe e mostre toda a bunda, não vejo problema.

Roupas curtas e/ou justas, valorizam o corpo da mulher e quem não gosta de se sentir bonita ou gostosa? E sem dúvidas, uma roupa pode mudar totalmente o corpo das mulheres, deixando-as esbeltas e bonitas como também gordas e feias. Por isso, usar vestimentas que valorizam os atributos físicos e escondem os defeitos é essencial não só para as mulheres, mas para todos.


Todavia, é preciso ter um mínimo de bom senso. Se você estiver um pouco acima do peso, não use roupas muito justas. Fica feio. Muito feio. E, mesmo sendo magra, nunca use vestimentas que mostrem o seu útero. Infelizmente, a sociedade associa roupas extremamente curtas à prostituição. Por isso, se você estiver com uma roupa desse tipo, certamente poderá ser confundida, e não é isso que você quer certo?

Entretanto, não há nenhum problema em usar roupas curtas e justas, desde que respeitando o aceitável para um mulher “comum”. Um decote um pouco mais cavado ou aqueles vestidos tubinhos, eu até acho bonito e acredito que todas devam usá-los. Não teria nenhum problema se uma namorada se vestisse desse modo, pelo contrário, muitas vezes incentivei minhas ex porque realmente gosto. Afinal, se eu sempre me arrumo bem, não quero uma mulher mal vestida ao meu lado.

Porém, seria hipocrisia minha dizer que todos os homens pensam como eu. Ainda existem homens que parecem viver no século XIX e acham que as mulheres devem se vestir como freiras, o que é uma pena, pois se você inibir sua namorada a se vestir e agir como ela quiser, provavelmente vai passar a fazer isso com outro.

Então, saí à procura de outras opiniões. Perguntei a vários amigos o que acham sobre o tema e eis o resultado:

Recebi como resposta que gostam sim quando a namorada ou alguma mulher que eles vão sair usam roupas curtas e justas ao corpo. Porém, existe um limite. Algo que não transpareça vulgaridade. Tem que levar em conta a ocasião. Em um lugar que você vai sentar, sabemos que o vestido sobe um pouco e, por isso, deve ser um pouco maior. Em lugares como baladas que você vai ficar em pé, um modelo um pouco menor não deve ser problema. Mas em comum acordo com eles e até com alguma mulheres, o tamanho na foto abaixo seria o ideal (levando em conta o corpo da modelo). Tirando a parte de renda já ficaria muito curto, segundo eles.

 

Vestido-Acinturado-Colado-Curto

 

E vocês? O que acham do tamanho desse vestido?

Então, o que vale é a lei do bom senso. Não ficando extremamente vulgar, não há problema em usar uma roupa um pouco mais justa ou mais decotada. Mas vale salientar que se mostrar demais na perna, é bom esconder um pouco no peito, afinal, você não irá mostrar todos os trunfos logo de cara, certo?  O mais importante, é se vestir como se sente bem. Suas vontades devem estar acima de qualquer imposição da sociedade.

O que achou do artigo?

comentários

Bruno Melo

Estudante de economia por profissão e de comportamento social por hobbie. Gosto de entender e estudar as relações humanas. Apaixonado por musculação e leitura. Minha função é responder dúvidas das leitoras segundo o ponto de vista masculino.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Ótimo post! Concordo com tudo. O vestido acima da modelo, sem a renda, ficaria ideal pra maioria das ocasiões. Aí sim, não teria o problema dela ser confundida com uma garota de programa 🙂

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.