Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Marquês de Sade

A coisa mais comum que ouço, que vejo no olhar alheio, é a crítica em relação a literatura erótica. Cada vez mais comum e mais lida, é um assunto que me interessa muito, a mim e a milhões de internautas, que passam a madrugada lendo sobre.


Por conta do liberalismo, tudo hoje é muito mais assumido. Não é que hoje não se tem mais Homens, hoje os casais homossexuais se assumem mais, porque esta preferência sempre existiu e é citada desde a História Antiga…

Assim acontece com o sexo: mesmo este ainda sendo tabu, uma grande maioria não se assume adepta, mas dá para imaginar que há 3 séculos já se escrevia a respeito?

Donatien Alphonse François de Sade, um renomado aristocrata francês filho de um conde diplomata e militar, pagou um preço alto por ser um pensador a frente do seu tempo: conhecido mais como Marquês de Sade, foi desprezado por escrever sobre pornografia, e consequentemente, foi ‘anulado’ pelos valores morais…

Não que ele fosse santo – ninguém precisa atirar a primeira pedra porque todos temos teto de vidros – mas considerá-lo insano, profano, por trair constantemente a esposa e ter uma vida amorosa apimentada?? Incomum e inaceitável para a época em que viveu… porque se tivessem olhos para ver e compreender, reconheceriam que o mesmo consegue tratar a sexualidade, até a orgia, com sutileza e beleza, afinal, porque o ato em si precisa ser encarado como sujo, errado e proibido???

Foi na prisão, lugar em que passou um terço da sua vida, que escreveu toda sua obra, e foi num sanatório, proibido de escrever, que deixou seus últimos manuscritos, escritos com suas fezes e sangue; ele sabia que seu legado não era para sua época, por isso não deixava de registrava sua herança para as gerações futuras.

Foi ele quem criou o termo sadismo, termo usado errado pelos leigos que rotulam os adeptos a produtos eróticos de sadomasoquista!

Sadomasoquismo refere-se a relações entre tendências diferentes entre pessoas buscando prazer sexual. O termo sadomasoquismo seria a relação entre tendências opostas, o sadismo e masoquismo.

O Sadismo é a tendência em uma pessoa que busca sentir prazer em impor o sofrimento físico e moral a outra pessoa, enquanto o masoquismo é a tendência oposta ao sadismo, onde a pessoa busca sentir prazer em receber o sofrimento físico e moral de outra pessoa.

Isto não quer dizer que o termo conjunto significa que a mesma pessoa possua as duas tendências, mas o contato entre pessoas com tendências opostas. Sadomasoquismo não é uma tendência e sim relações entre tendências, pois nem sempre rola o sexo com penetração, mas a masturbação mútua, às vezes com objetos estranhos, porém, em toda relação sadomasoquista, uma parte é sado e a outra masoquista.

Eiii, não se rotule nem se sinta como tal só porque gosta de levar umas palmadas ou chicotadas durante o ato sexual, ok?!rs

Voltando ao ilustre pensador, vale a pena conferir suas obras, refletir sobre seus pensamentos, que nos indica como lidar com nossas paixões mais cruéis, e como encontrar um ponto de superação e de civilização!

Para convidá-lo a este estilo de leitura (fico a imaginar o quanto isso foi ofensivo aos defensores da moral de sua época), fecho com o próprio convite de Sade, encontrado na introdução do seu livro “Os 120 dias de Sodoma”:

 

carta sade

 

 

 

 

O que achou do artigo?

comentários

Tati Daniel

Mulher bombril, mãetorista, consultora sensual e graduanda em psicologia

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

    Difícil dizer isso, mas… Não tenho gostado não… Só excentricidades..

    Sempre arrebentando nos post Tati … Muito bom…

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.