Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Sou casada há seis meses. Desde o começo do namoro, ele nunca demonstrou muito amor. Já o vi inclusive, algumas vezes olhando, para mulheres de um jeito que até hoje nunca me olhou. Ele trabalhava com o pai. Assim que casamos, já foi logo saindo da empresa e inventou de abrir um negócio próprio, contando com meu dinheiro. Agora, estou há dois meses sustentando a casa, pagando as dividas do estabelecimento, com todo o meu salário, enquanto não conseguimos o lucro necessário.

Ele não me dá um elogio, trata mal meus pais que ajudaram muito mais que os dele e ainda não perde uma oportunidade de insinuar que sou burra ou chata. Isso me leva a pensar que está comigo desde o começo, apenas, por dinheiro. Será?


É natural que os casais, no início da relação, estejam apaixonados e, com o tempo, que é diferente para cada um, aquela paixão avassaladora se abranda. É normal, que o sentimento instável da paixão, transforme-se em um amor sereno, estável, confiante, calmo e respeitoso. O que é muito bom e não sei porque muitas pessoas reclamam da “monotonia”  que envolve esse tipo de relação, quando comparada a uma “paixonite”. Porém, muitas mulheres, com o tempo, vêem seu príncipe encantado se transformar no seu pior carrasco, no seu mais amedrontador pesadelo, no mais pesado fardo de sua vida.

Não obstante, seu caso se difere da maioria. Pois, uniu-se em matrimônio com alguém, que, desde o início da relação, nunca te demonstrou amor. Se estavas carente, com baixa autoestima, ou, apenas, queria brincar de casamento, isso não vem ao caso. O fato é que, se com os apaixonados as coisas decaem com o tempo, imagina o que acontece com aqueles que nunca sentiram aquela chama ardente dentro do peito. Em outras palavras, definitivamente, sua aposta em prever chuva no deserto não foi certeira.

Como se não bastasse tudo isso, ele deixou de trabalhar para o pai, para abrir um negócio com o seu dinheiro. É ótimo deixar de ser subordinado e passar a ser chefe. Principalmente, quando o dinheiro não sai do nosso bolso. Existe uma lista imensa de pessoas que pensam assim, tipo: aproveitadores, golpistas, gigolôs, etc, etc, etc… Sem contar que, alguns, ainda, compartilham da sua preferência sexual.

No mais, sempre é tempo para recomeçar. Nunca é tarde para assumir que cometeu um erro e iniciar uma nova vida. Pois, você não precisa de um homem para ser feliz. Muito menos de um que não lhe ama, não lhe trata bem e, ainda, leva seu dinheiro.

O que achou do artigo?

comentários

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

Receba DICAS EXCLUSIVAS por e-mail

Digite seu e-mail acima e receba na hora dicas para entender mais sobre os homens

Deixe seu comentário

Este artigo não possui comentários

PEGUE-O NA MENTIRA

Descubra quando um homem está mentindo pra você! Digite seu e-mail abaixo e receba um VÍDEO GRÁTIS te contando todos os segredos.