1,2,3 olha a pegadinha outra vez!

Não sei mais o que está acontecendo no meu relacionamento, são 9 meses de namoro, ele já me magoou várias vezes,só que eu não consigo ficar sem ele,e quando eu consigo coragem pra terminar,ele não quer,me segura,se ajoelha pedindo por favor na frente de quem tiver e diz que é pra eu ter paciência que tudo vai mudar.Mais to cansada de esperar,gosto muito dele,mais ultimamente a única coisa que consigo pensar é terminar,mais eu não quero isso.Será que ainda rola amor?Ou é melhor acabar com tudo?


Olá T.

Sabe o que eu acho que seja um dos maiores problemas da mulher? É achar que ela precisa de um homem. Precisar cria relação de dependência, e com o tempo ou a mulher acaba se sujeitando a várias situações sendo submissa e se anulando ou ela vai ficando indignada ao ponto de explodir e o relacionamento acaba trazendo mais estresse e dor do que alegria e gozo.

Sabe quando a sua situação irá mudar? Se continuar com ele talvez demore décadas (estou dizendo isso só para não dizer que não vai mudar, mas um pouco de esperança não faz mal a ninguém não é?). Ou se você se separar dele, talvez no dia seguinte ele acabe caindo em si (se for inteligente emocionalmente o suficiente) e perceba que em um relacionamento, magoar alguém várias vezes não é legal, mas ai talvez seja tarde demais, porque você já estará linda, maravilhosa e no salto, pronta para ser cortejada por aqueles que a rodeiam e que estavam esperando o momento sublime da sua solteirice. Ou então poderá acontecer algumas boas experiências em saidinhas a noite, um barzinho quem sabe, alguns flertes e você seja presenteada com uma companhia que pensará em lhe fazer sorrir ao invés de magoar. Além é claro, de poder ser  alguém mais bonito, inteligente, elegante, educado…Quantas possibilidades hein?!

mda banner 2

Mas tudo bem, eu entendo que você goste dele, MAS que tal gostar mais de você e parar de acreditar nessas previsões sem fundamento e que ainda por cima pedem para você ter paciência porque tudo vai mudar….Ahhhhh eu hein, pra mim isso é pegadinha e das piores, ficar de joelho, na frente de outras pessoas, passar vergonha e pedir para voltar? Onde que ele aprendeu isso? Querida, pense bem porque até padre sabe ajoelhar e olha que tem muito padre por ai que não tem nadinha de católico.

Até mais!!

Márcio Oliveira

[email protected]
Meu
Blog: As Palavras

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja
atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano VIP.

Perfil do orkut (recém criado): http://w
ww.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6153601257327704676

Siga o Cérebro Masculino no twitter: http://twitter.com/CerebroMasc e
saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.

Psicólogo, consultor de relacionamentos e quase Mestre pela USP-SP. Meio NERD, completo romântico, mas não abre mão de um intenso beijo na boca e um alinhamento entre coração, corpo e mente.

4 comentários No 1,2,3 olha a pegadinha outra vez!

  • É verdade Márcio!mulher não depende de homem pra viver..asvezes não entendo o motivo que elas tentam levar um relacionamento conturbado por muito tempo..
    Não estou falando pravc encontrar um homem ‘perfeito” até porque não existe.Mas acho que você tem que partir pra outra,deu muitas chances pra ele e não soube aproveitar!
    bjos

  • Estamos todos…no mesmo barquinho!
    Só tomo cuidado agora para não fazer o tal “barquinho” de papel, porque afinal de contas ainda não aprendi a nadar.
    Sempre achei você muito sensível… vejo isso nas palavras que escreve… e saber que os homens também passam um tempo pensando e que é possível sim até que chorem, faz uma diferença grande, pena que alguns tenham tanto medo de mostrar o que sentem.
    beijuss da sara 😉

  • Ahhh Sara, eu nunca disse que é fácil, por isso temos dúvidas, medos, angústias e por isso temos amigos, reflexão, terapia e, em alguns casos, o anseio por mudança e crescimento. Sei que em muitos casos é difícil escolher. Eu mesmo já tive grandes dificuldades em terminar um relacionamento e dificuldades em iniciar outro com medo de que não desse certo. Já chorei ‘n’ vezes ao travesseiro, dirigindo, na escola, ou simplesmente em um canto qualquer, mas estou aqui, e tentando. 😉

  • Ah….Marcio…você dizendo parece tão fácil hehehehe 😉

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.