Acostumar-se com a solidão

 

Fonte: sweetversos.blogspot.com

Faz mais de um ano que estou sozinha. Depois de relacionamentos que não deram certo, algumas desilusões e enganos resolvi resguardar-me e cuidar de mim. Gosto de dizer que namoro comigo mesma.Moro só, tenho o meu trabalho (onde me realizo), uma família sensacional que mora perto de da cidade onde estou, tenho pouco amigos, porém são amizades verdadeiras.

O que causa um estranhamento nas pessoa é o fato de eu ser feliz. Eu não sinto falta de um namorado, embora eu deseje ter um companheiro na minha vida. Pode parecer contraditório essa frase, um paradoxo… Na verdade, até hoje com 31 anos eu nunca amei ninguém. Tive paixões, algumas  avassaladoras, muitas platônicas, mas ainda não experimentei o AMOR. Vejo homens e mulheres que não conseguem ficar sozinhos, que se sujeitam a relacionamentos frios e superficiais. Eu vivo super feliz sozinha, sou bonita, inteligente, independente e criteriosa. Um homem que faça apaixonar precisa entrar em alguns critérios, caso contrário prefiro ficar só. O cara tem que ser trabalhador, competente, ter uma aparência física que me agrade, ser uma pessoa de bom coração e deve me tratar bem.

Tenho uma amiga que diz que sou muito autosuficiente. Mas eu sinto um medo de ficar sozinha. Por enquanto estou ótima, mas eu tenho de que o tempo passe, eu sinta vontade de ter alguém e esteja velha. Tenho medo de ficar sozinha no futuro. Sou uma solteira que aproveita a vida sem exageros, tudo na medida certa. Poxa, que confusão né? rsrsrs… Será que é bom gostar de ser sozinha?

C.

mda banner 2

 

Fonte: assuntonovo.wordpress.com

Olá C.,

Obrigado pelo envio da sua dúvida.

Não só é bom gostar de ficar sozinha como um pré-requisito para qualquer pessoa que deseje ter relacionamentos bem sucedidos. Seja com a família, amigos, namorado ou consigo mesma. Quando a pessoa curte a sua própria companhia, vira independente, autosuficiente, feliz. A história de “eu preciso de você pra viver, preciso de ser você pra ser feliz” é completamente errada.

Calma, ainda sou um romântico e a favor do amor, mas o que quero dizer é que cada parte do casal deve ser completa e feliz sozinha, ter seus hobbys, seus amigos, trabalho e vida própria. Não estou falando que é pra ficar saindo com amigos, ir pra balada e só encontrar o namorado quando der, mas para conseguir ser feliz com o outro e consigo mesma. Quando a pessoa não é desse modo, passa a depender do humor do outro para ter o seu, se o outro está irritado, fica irritada. Se está amoroso, fica amorosa. E não é bem assim que as coisas são. Eu discordo totalmente do jargão “o meu comportamento depende do seu”. Cada pessoa deve ser sempre feliz, calma, relaxada, independente das outras.

Se seu companheiro não está com um humor que te mantém feliz, desligue o telefone, saia do msn e leia um livro, acesse o CM, enfim, vá fazer algo que goste e te relaxe. Quando ele voltar a estar calmo, vocês se falam. Esse comportamento evita desgaste, brigas, e todo tipo de sentimentos ruins.

Ao precisar de outra pessoa para ser feliz, quando ela está ocupada ou precisa fazer uma viagem, ficamos solitárias, tristes, vazias. E não é assim que a vida deve ser. Além de que, ao depender do outro, começam as cobranças, as pessoas “grudentas”, que sufocam e as pressões. Faça a sua própria felicidade, sozinha. Se as duas pessoas forem assim, elas se complementarão e sempre serão felizes, juntas ou separadas.

Além de que você é um grande exemplo de uma seguidora de “antes só que mal acompanhada”. Eu concordo plenamente. Prefiro me relacionar com poucas pessoas (amigos ou mulheres) de qualidade que ter uma quantidade enorme que não me acrescenta a nada.

O seu modo de vida deveria ser um exemplo para todos.

No entanto, ter 31 anos e nunca ter experimentado o amor, pode dizer que está sendo racional demais, que nunca se deixou levar nos relacionamentos ou que não teve sorte mesmo. Isso é uma coisa que deve ser trabalhada, pois o amor é o sentimento que mais te faz feliz. Ter alguém para compartilhar sua vida, estar apaixonado, fazer planos, estarem juntos são coisa que deixam qualquer pessoa radiante. Existem momentos que você não precisa de mais nada, apenas a companhia da outra pessoa, mesmo que em silêncio, sem fazer absolutamente coisa alguma.

Continue feliz, independente, autosuficiente, seletiva. No entanto, mantenha-se aberta para o amor, pois é a melhor coisa que existe.

Alexandre Chollet

 

Sigam o nosso twitter: @cerebromasc


Um amigo que fala a realidade na cara, sem mimimi ou enrolação. Conta a mais pura e simples verdade, doa a quem doer.

12 comentários No Acostumar-se com a solidão

  • Olá C. parabéns pela sua maneira de levar a vida,sendo feliz estando com alguém ou não.Muitas pessoas sempre tem essa ideia de ser feliz apenas se estiver amando ou namorando alguém.É claro que é muito bom compartilhar,se apaixonar,namorar … mas para isso como Alexandre falou precisamos estar bem conosco para termos bons relacionamentos.Tenho 27 anos e posso dizer que nunca amei ninguém,mas ultimamente procuro viver minha vida sem criar muitas expectativas em relação aos outros,pois vi que é algo que me atrapalha muito,pois não quero ficar só,quero encontrar alguém pra ter um relacionamento de verdade.Enfim boa sorte para nós e como disse a Pathy,não tenha tanta precaução para não perder oportunidades.
    PS.:Alexandre adoro seu blog,parabéns pelo trabalho!

  • Olá C, curtir a própria companhia é seu CHARME, e charme é uma arte…fazer o outro perceber que vc se sente bem perto dele sem esperar nada em troca.Associamos charme a carisma e a grandes líderes. Continue sendo assim, autoconfiante e segura, um homem se apaixona por uma mulher por causa de como ela o faz se sentir sobre ele mesmo, portanto elogiar é sempre bom, sem exageros, claro.Bjs

  • Então não sei se parabenizo a nossa cara colega C ou digo a ela pra procurar logo esse tal “amor”!eu acho que ninguém é 100% feliz sozinha,por mais que se tem independencia financeira etc..
    Bom ref a Sara..aii é tão lindo sentir isso ..:)

  • Sara entendi sim…
    Vou ”tentar”’ fazer isso sabe….difícil…faz parte da sabedoria feminina….neh…
    tenho que conseguir…vou tentar dosar.. mas ele tmb nao alivia… então me deixa pilhada tmb.. :S
    Obrigada!
    bjuss!

  • Presta atenção no ítem de número 6…Bruna tudo que transborda acabamos perdendo não é mesmo? Pensa numa pequena leiteira cheinha de leite, vc liga o fogo e começa a ver o leite ferver…esquenta…esquenta…vai subindo devagar …devagar ai vc se distrai por um minuto e o leite sobe de uma vez e plaft…viu a sujeira toda no seu fogão…vai ter que limpar e esse leite vc perdeu…mas sobrou um pouco no fundo da leiteira é desse leite que vc deve cuidar…acenda o fogo e fica olhando…se subir muito diminua e logo acenda de novo, entendeu??? 😉

  • SARA ..Meus Parabéns!!!!!!
    AHHHH isso mesmo..essa parte de ”’fica o tempo todo pensando nesse individuo…o tempo todo…tic tac…o tempo todo…Que ódio”’
    Ódio mesmo…Vc disse tudo tudo tudo…ah me vi no teu comentário…hehehhehe
    Tenho alguem longe de mim… falamos diarimente.. por msn ou mensagem cel…ja chegou absurdo de mais de 100 diarias.. sei que é exagero.. o dia que isso nao acontece fico P*** ..preciso será? Parece que o dia qe não tagarelamos o dia todo porq ele nao esta nem aí mais.?? :S :S :S :S
    uma opiniao please!!!ehhehe
    bjusss..

  • Olá C… vc ainda não conhece o amor? Quando ele aparecer você logo o identificará:
    1. seu coração para por um segundo ao vê-lo e vc pensa nossa morri e ainda estou feliz.
    2. quando ele chega perto de vc o cheiro dele te deixa zonza…zonza e vc nem precisou beber nem um golinhuuu de nada hehehehe
    3. fica o tempo todo pensando nesse individuo…o tempo todo…tic tac…o tempo todo…Que ódio! hehehehe
    4. se ele não liga vc fica pensando…caramba liga vai …liga vai….hehehehe
    5. os beijos dele te levam ao como vou dizer…não te levam a nenhum lugar porque a presença dele é tão forte que vc quer é ficar beijando mesmo…kkkkkk
    6. e não para por ai…qdo o amor te pega, beijar não é suficiente, vc quer ficar junto o tempo todo e é ai que vc tem que parar um pouquinhuuuu sabe…respirar fundo e não sufocar o cidadão…pq senão ele foge de vc hehehehe
    7. quando o amor te pegar vc saberá, pq vai olhar nos olhos dele e verá o brilho dos seus próprios olhos nele.
    Espero que vc o encontre rapidinhuuuu.
    Ah…só sei disso pq eu já encontrei uma vez esse tal de amor 😉

  • “…a liberdade é demasiado amarga, porque está demasiado próxima da solidão…” – Manuel J.Gomes

  • Nossa que mulher forte e decidida vc! Parabéns! bem eume separei pouco mais de 1 ano… depois de mais de 10 juntos, digo que no começo estrenhei.. mas depois eu adorei .. tenho mais tempo pra mim.. fazer o que eu gosto..sem ninguém torcer o nariz pra vc apenas por abrir um livro pra ler.. e dizer ter menos importância que aquelas folhas..te convence a assistir um filme..20 min depois vc olha pro lado a criatuara domimindo! …kkkk .. então ser só tem esse lado..mas a solidão a noite… complicadinho.. mas tmb a cama grande e livre pra se esticar supera.. hehe….
    adorei a resposta DR.
    Bjus

  • Eu tmb demorei para amar um homem, foi com 29 anos e com esse resolvi me casar, mesmo tendo pedidos de casamento antes.
    Mas admiro a vida dessa moça, ainda bem que ela é feliz sozinha, isso é tão importante. Não depender de ninguém pra ser feliz.
    Isso, o q o Doc falou é verdade mesmo, já fiz isso varias vezes, ver o outro irritado e me irritar, ver mal humorado e ficar de mal humor. Errado mesmo. Vc parece q vive em função do outro, faz mal.

  • se ajudar: o amor só vai acontecer se você criar um espaço para isso… se uma relação não cabe na sua vida, ela não chega… a gente tem que estar disposta a ver o outro… se o seu foco é você e assim está bem, relaxa e segue… se você parar para pensar, tudo é relacionamento e relacionar-se bem é o que realmente importa
    Bjs p vcs… gostei muito da resposta, Alexandre… Obrigada

  • Olá C.! Muito interessante o modo como vives. Essa sua independência, sua capacidade de seletividade de amigos e de parceiros afetivos é muito raro de se ver, pois o que impera é a carência afetiva e a impulsividade de se relacionar com o primeiro que aparece. Te parabenizo por viveres assim, por gostares da sua compania. Mas atente para não agir sempre na precaução, te limitando a conhecer pessoas que queiram te conhecer melhor. Com disse o Dr., o amor é a melhor coisa que existe e eu acredito que você saberá perceber quando ele chegar! Beijos

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.