Avalie (…)!

google.com

O achismo é um grande problema, pois muitas vezes ao acharmos isso ou aquilo, acabamos abortando sonhos e quem sabe uma oportunidade de ter uma pessoa legal ao nosso lado; cuidado! Uma palavra que está na moda atualmente é a tal da inclusão, mas veja bem: será que ela existe? Nós incluímos um indivíduo em nosso meio social, ou o excluímos de nossa vida por conta disso ou daquilo? Olha o achismo tá? Cuidado com ele! Nossa como é preconceituosa algumas atitudes que temos!

Um teórico que gosto muito, Vygotsky (1934) trabalhou através da mediação onde em um determinado momento saltou uma frase que dizia que “é na relação com o outro que nos construímos quanto indivíduos” e que “através dos outros, nos tornamos nós mesmos” – amo essa frase!


Bom, vamos ao que interessa. Certa vez eu li que o passado está afogado na profundeza de um mar, e a verdade é que ele não lhe pertence mais! Imagina você ser discriminada por algo que fez lá atrás… Pensou nisso? E agora, o que fazer? Bom, a forte dica é: não faça com o outro, o que você não gostaria que fizessem com você, esse é um princípio básico para que possamos ter uma melhor qualidade de vida, inclusive nos relacionamentos concorda?

Se você conheceu uma pessoa legal, o que vale a pena mesmo é ambos se conhecerem, e olha só, o que passou: passou! Foi como um rio que passou e levou.

mda banner 2

Não podemos e nem devemos rotular as pessoas, pois caso lá atrás você tivesse cometido algo e hoje não estando mais nessa vibe, certamente não gostaria de ser julgada por uma situação que não lhe pertence mais concorda? Não faça com o outro, o que você não gostaria que fizessem com você lembra-se disso? Podemos fazer um juízo errado de um alguém, mas esse alguém pode ter mudado, e aí? Vale a pena ter o tal do pré-conceito e julgar essa pessoa antes mesmo de conhecê-la? Minha opinião é não, sabe por quê? Essa pessoa pode ter mudado!

Afinal de contas, você quer viver pela razão ou pela emoção? Para as duas opções se deve ter uma dose de equilíbrio, pois esse fará toda uma diferença em duas decisões. Não use de uma sentimentalóide, mas avalie os fatos, pois o fato é que essa pessoa pode ter sido o que for lá atrás, e o passado já foi afogado afinal de contas podemos mudar a tempo e fora de tempo e hoje sermos uma nova pessoa. Não o julgue pelo que já passou e não voltará mais tá? Apenas busque conhece-lo e se for o caso: viva feliz ao lado de quem está amando, sem pré ou preconceitos tá? A vida não pode ser baseada neles…

#RELACIONAMENTOSJÁ!

Thiago Torre Forte
[email protected]
@ttorreforte @cerebromasc
www.thiagotorreforte.blogspot.com

Thiago Torre Forte é carioca, escritor, palestrante, pedagogo; graduando em Psicologia e pós-graduando em Psicopedagogia. Diácono da Igreja Apostólica Unidade em Cristo (RJ), onde atuou como professor de classe de escola Bíblica, líder de célula, secretário executivo do CTPA (Centro de Treinamento Profético e Apostólico); secretário e tesoureiro do Departamento Unidade Jovem em Cristo; integrante da Coordenação pedagógica do Departamento Unidade Infantil e colaborador de estudos do projeto Amigos em Cristo (Obede Edom). Colunista do site Cérebro Masculino. Autor dos livros "Relacionamento é um Confronto; prepare-se para ele", “A Alegria vem pela manhã - começando bem o seu dia”, “Inimigos Interiores; vença-os e viva de forma plena, saudável e abundante” e “Marjorie, com o coração nas mãos”.

1 comentários No Avalie (…)!

  • Viver com o fantasma do passado deve trazer a qualquer ser humano muita tristeza.
    Gostei muito do seu texto Thiago.
    beijuss da Sara 🙂

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.