Cada um no seu quadrado!

google.com

A verdade é que determinados homens são bem grudentos e acabam fazendo com que as mulheres fujam de sua presença. Esse por sua vez, adota como um estilo comportamental, ser como um sangue suga – depois que gruda não solta nunca mais. Dia após dia, ele está lá e não se manca. Tipo acaba de sair da casa dela e antes de chegar à esquina da rua, liga em seu celular dizendo já estar com saudade. Quando ela resolve não mais atender, ele entope o celular com vários torpedos – meu Deus ele não se manca! Quando ela entra no MSN já vai logo a chamando e até que ela responda, ele fica tremendo a tela do bate papo ao ficar chamando a sua atenção. Ao ver que um amigo deixou um recado em seu facebook, de sangue suga ele assume seu papel ciumento e resolve então chamá-la atenção – nossa como ele é sem noção!

Por essas e por outras, fica evidente o porquê dele não parar em nenhum relacionamento. Certamente se ele for fazer algumas sessões de análise, as teorias psicanalíticas de Freud explicaram o porquê dessa obsessão no que diz respeito ao grude e também ao ciúme. Mas a verdade precisa ser dita, e digo que para que uma mudança, transformação o aconteça é preciso ele querer mudar, e é aí que está o “xis” da questão. Mas se ele não estiver disposto a mudar, a atual será mais uma da lista que para ele irá falar: “Cara, o negócio é o seguinte, dezenove não é vinte e agora é cada um no seu quadrado!”.


“Entra por essa porta agora, e diga que me adora você tem meia hora pra mudar a minha vida…” Meu Deus! Quanta dependência por um homem que talvez – ou com certeza – não está nem aí para essa que assumidamente é a mulher machodependente. Além de ser totalmente para baixo, você ainda dá um prazo para ele, quando na verdade o seu já se esgotou há muito tempo! Volte no tempo e veja o quanto já errou em relacionamentos anteriores, avalie os fatos e cuidado para não cometer os mesmos erros, nesse relacionamento que é atual. A despeito de ser A mandona, dele você é totalmente submissa – ai que confusão!

Uma mulher disse assim:  “Entra por essa porta agora, e diga que me adora você tem meia hora pra mudar a minha vida…”

mda banner 2

Meu Deus! Quanta dependência por um homem que talvez – ou com certeza – não está nem aí para essa que assumidamente é a mulher machodependente. Além de ser totalmente para baixo, você ainda dá um prazo para ele, quando na verdade o seu já se esgotou há muito tempo! Volte no tempo e veja o quanto já errou em relacionamentos anteriores, avalie os fatos e cuidado para não cometer os mesmos erros, nesse relacionamento que é atual. A despeito de ser A mandona, dele você é totalmente submissa – ai que confusão!

“Entra por essa porta agora, e diga que me adora você tem meia hora pra mudar a minha vida…”
Meu Deus! Quanta dependência por um homem que talvez – ou com certeza – não está nem aí para essa que assumidamente é a mulher machodependente. Além de ser totalmente para baixo, você ainda dá um prazo para ele, quando na verdade o seu já se esgotou há muito tempo! Volte no tempo e veja o quanto já errou em relacionamentos anteriores, avalie os fatos e cuidado para não cometer os mesmos erros, nesse relacionamento que é atual. A despeito de ser A mandona, dele você é totalmente submissa – ai que confusão!

Thiago Torre Forte
[email protected]
@ttorreforte @cerebromasc
www.thiagotorreforte.blogspot.com

Thiago Torre Forte é carioca, escritor, palestrante, pedagogo; graduando em Psicologia e pós-graduando em Psicopedagogia. Diácono da Igreja Apostólica Unidade em Cristo (RJ), onde atuou como professor de classe de escola Bíblica, líder de célula, secretário executivo do CTPA (Centro de Treinamento Profético e Apostólico); secretário e tesoureiro do Departamento Unidade Jovem em Cristo; integrante da Coordenação pedagógica do Departamento Unidade Infantil e colaborador de estudos do projeto Amigos em Cristo (Obede Edom). Colunista do site Cérebro Masculino. Autor dos livros "Relacionamento é um Confronto; prepare-se para ele", “A Alegria vem pela manhã - começando bem o seu dia”, “Inimigos Interiores; vença-os e viva de forma plena, saudável e abundante” e “Marjorie, com o coração nas mãos”.

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.