Ciclo Menstrual e TPM – Parte 4

Espero que tenham sido de alguma utilidade as informações das primeiras partes.

Após a edição dos primeiros textos, continuei minhas pesquisas e acabei por encontrar várias definições e descrições que fui compilando.  Após uma edição para “arrumar” o conteúdo, apresento-lhes uma continuação que espero, crie o mesmo interesse que o causado pelo anterior.

Menacne – é a fase reprodutiva da mulher, dura cerca de 37 anos em média e termina com a última menstruação, conhecida como menopausa.

Fluxo Menstrual – quando maior que 80 mL é considerado anormal, o fluido menstrual é composto por: células autolisadas, exudato inflamatório, hemácias, enzimas proteolíticas e neurotransmissores.

mda banner 2

Dentre os neurotransmissores envolvidos no controle do eixo hipotalâmico-hipofisário, podem ser destacados: norepinefrina e o catecolestrogênio.  Estes neurotransmissores possuem efeito excitatório na liberação de GnRH.

A dopamina inibe a liberação de prolactina.  As endorfinas e a serotonina estimulam a síntese de prolactina.

Os ovários sintetizam todas as 3 classes de esteróides sexuais: estrogênio, androgênios e a progesterona.  Apesar dos ovários serem órgãos exclusivamente femininos, a importância dos androgênios por eles produzidos é considerável: Não só como precursores obrigatórios dos estrogênios, mas também como produtos secretórios com importância clínica bem definida na fisiologia feminina.

As células da teca e do estroma convertem o colesterol em androgênios (androstenediona e testosterona).  As células da granulosa são ricas em aromatase, sendo responsáveis pela síntese dos estrogênios, utilizando como substrato os androgênios (principalmente a androstenediona) sintetizados na teca adjacente.

Estrogênios – o principal e mais potente estrogênio produzido pelo ovário é o estradiol.  A estrona também é produzida no ovário, entretanto, o seu principal local de síntese é nos tecidos periféricos, principalmente no tecido adiposo, através da conversão extra-glandular da androstenediona.

Os estrogênios promovem:o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários da mulher, causam crescimento do útero, o espessamento da mucosa vaginal, tornam o muco cervical mais fino e promovem o desenvolvimento do sistema ductal mamário.

Progesterona – é o principal hormônio secretado pelo corpo lúteo.  É responsável pela indução da atividade secretória do endométrio na preparação do útero para a implantação, se houver fecundação.  Promove também uma reação decidual no endométrio.  Outros efeitos da progesterona incluem: aumento da viscosidade do muco cervical, desenvolvimento do sistema glandular mamário, aumento da temperatura corporal basal, de cerca de 0,30 °C, que permanece durante toda a segunda metade do ciclo

Androgênios – o principal androgênio produzido pelo ovário (células da teca e estroma) é a androstenediona.  Parte deste hormônio é secretado no plasma, uma outra fração é convertida em estrogênios nas células da granulosa e uma terceira porção em testosterona.  A androstenediona também pode ser convertida em testosterona e estrona nos tecidos periféricos.  Somente a testosterona e a dihidrotestosterona interagem com os receptores androgênicos, podendo causar em estados patológicos virilização


Ciclos dos órgãos genitais

Endométrio – constitui-se basicamente de três camadas: a camada compacta que se constitui de células do estroma, esta é urna camada fina e superficial, a camada esponjosa, mais espessa que contém glândulas tortuosas e dilatadas.  A camada basal, que não se destaca na menstruação, tem sua vascularização própria e contém as porções distais das glândulas

As camadas compacta e esponjosa se destacam durante a menstruação, sendo chamadas de camada funcional.

Fase proliferativa ou folicular

No término da menstruação, quando o endométrio se descamou, somente a camada basal permanece.  Na primeira parte do ciclo, quando grandes quantidades de estrogênio são produzidas.  Observa-se uma rápida proliferação das células epiteliais e do estroma.  Por volta de 4 a 7 dias o endométrio já se encontra totalmente reepitelizado, nas primeiras duas semanas do ciclo, isto é, até a ovulação, o endométrio aumenta progressivamente de espessura,  Há intensa atividade mitótica nas glândulas e no estroma endometrial.  O endométrio, que no início da fase folicular tem aproximadamente 2 mm de espessura, atinge 19 mm no período pré-ovulatório.  Na época da ovulação, observa-se uma produção de muco fino e adstringente que se dispõe por toda a extensão do canal cervical.

Fase secretória ou progestacional

Corresponde à segunda fase do ciclo menstrual.  Neste período, o corpo lúteo começa a produzir estrogênio e principalmente progesterona, em grandes quantidades.  O estrogênio proporciona proliferação celular adicional e a progesterona torna-se responsável pelo edema do estroma e aumento da secreção das glândulas endometriais.  Aproximadamente dois dias antes da menstruação há um aumento dramático do número de polimorfonucleares.  Essa infiltração leucocitária anuncia o colapso do estroma endometrial e o início do fluxo menstrual.

Menstruação

Cerca de dois dias antes do término do ciclo mensal, ocorre involução do corpo lúteo ovariano, com isso há uma queda abrupta nos níveis de estrogênio e progesterona. O primeiro efeito se traduz por: término na estimulação do endométrio, que reduz sua espessura; espasmo dos vasos e isquemia; as prostaglandinas, em especial a PGF alfa, que tem potente efeito vasoconstrictor.  Como resultado, o sangue começa a brotar da camada vascular do endométrio.  Áreas hemorrágicas se formam num período de 24 a 36 horas. Gradualmente as superfícies necróticas começam a se separar do útero nos sítios de hemorragia, determinando a menstruação

Cérvix uterina

Imediatamente antes e durante a ovulação, sob estímulo máximo dos estrogênios, o muco cervical se torna mais abundante e fluido, adquire a capacidade de formar fios quando sofre distensão (fenômeno de spinnbarkeit).  Sob estímulo do estrogênio o muco cervical sofre a chamada cristalização arboriforme, quando posto para secar em uma lâmina

Na segunda fase do ciclo (lútea), assim como na gravidez, o muco toma-se:escasso e espesso e não sofre cristalização arboriforme.

Vagina

O esfregaço vaginal na primeira metade do ciclo – tipo estrogênico – é constituído de células eosinófilas isoladas.  O esfregaço é dito “limpo” – os leucócitos estão praticamente ausentes.  Pela presença de células basófilas que se dispõem em grupos.  O esfregaço é dito “sujo” – grande número de leucócitos.

Mamas

Os estrogênios atuam durante todo o ciclo, promovendo fenômenos proliferativos no epitélio dos ductos, crescimento do sistema canalicular.  O estroma (extra e intralobular) é acrescido de células jovens.  Na segunda metade do ciclo, sob influência da progesterona, observa-se: crescimento dos componentes alveolares; acúmulo de secreção nos lóbulos, que se manifestam, de forma marcante, alguns dias antes da menstruação com aumento do volume e turgescência das mamas: Mastodínia (sensação dolorosa).  Durante a gestação, a placenta sintetiza níveis elevados de estrogênio e progesterona, hormônios responsáveis pelo crescimento excessivo do epitélio e da atividade secretória dos ácinos.  Este “crescimento da mama” prepara o órgão de forma adequada para responder à prolactina.

Alterações no ciclo menstrual

Alterações na duração do ciclo:

a)    Hipermenorréia – quando a menstruação dura mais de 5 dias

b)    Hipomenorréia – quando dura menos de 2 dias

Alterações na quantidade:

a)    Menorragia – perda grande de sangue (com coágulos) em cada período menstrual, que não apresenta alteração em sua duração

b)    Oligomenorréia – quando o volume de sangue perdido na menstruação é escasso

Alterações no intervalo:

a)    Proiomenorréia – quando a menstruação ocorre a cada 21 a 25 dias

b)    Polimenorréia – presença de ciclos menstruais menores que 21 dias

c)    Opsomenorréia – quando o período entre as menstruações é de 35 a 40 dias

d)    Espandiomenorréia – quando este tempo gira em tomo de dois a três meses

Outras desordens

a)    Amenorréia – significa ausência de menstruação no intervalo compreendido entre a menarca e a menopausa.  Na amenorréia primária a mulher nunca menstruou.  No fenômeno secundário, a amenorréia surge em mulheres que menstruavam normalmente.  É necessário que a menstruação falte por, no mínimo, 2 períodos consecutivos.

b)    Menóstase – a suspensão brusca da menstruação (geralmente por fatores emocionais)

c)    Dismenorréia – a dor que ocorre durante cada período menstrual

d)    Metrorragia – significa perda sangüínea genital atípica, que surgem em qualquer período de tempo entre um ciclo menstrual e outro

Enfatizamos que nossa função, no Cérebro Masculino, não é substituir os conselhos de seu médico. Ele deve ser consultado, para que você possa elucidar suas dúvidas e ter uma avaliação profissional correta sobre seu estado de saúde.

Não utilize a automedicação como solução para seus problemas, pois podem se agravar.

Nossa obrigação é a de informar, mas nunca substituir a consulta que deve ser efetuada com um profissional de sua confiança.

Consulte seu médico!

Aguardo seus comentários e dúvidas,

Alex Paranhos

Carioca, 62 anos, corpinho de 60 e cabeça de 50. Feliz e disposto a descobrir novas felicidades em cada momento da vida. Há algum tempo, com minha experiência e vivência, resolvi me dedicar a observar as coisas, pessoas e acontecimentos, ao meu redor, utilizando este conhecimento para melhorar minha qualidade de vida, junto às mulheres, amigos, parentes, colegas de trabalho e às vezes até com pessoas que pouco conheço, usando apenas informações. E acreditem se quiserem, não é que começou a dar certo. Acertava quase sempre, quando emitia uma opinião. No meu casamento então, funcionou que foi uma beleza. Aprendi a ouvir minha mulher em assuntos que antes considerava como exclusivamente meus. Não que não erre ou não me machuque. Sou normal, tenho qualidades e defeitos, mas consegui ter um índice grande de acertos, conseguindo assim evitar cenas em que a DR (discussão de relacionamento) iria para o buraco, senão definitivamente, pelo menos temporariamente. Minha mulher aprendeu a não só respeitar o que digo, como a observar como eu, tudo o que se encontra a sua volta. Casado há dois anos, depois de seduzido e sequestrado por uma baiana. Um metro e meio de pura sedução e gostosura. Vou repetir, estou feliz. Muito feliz. Três casamentos, quatro filhas e um casal de enteados dão-me a vivência necessária e suficiente para me associar ao Doutor Neurônio e participar deste blog. Afinal, graças às nove mulheres de minha vida (quatro mulheres - esposas -, quatro filhas e uma enteada), sem contar minha mãe e irmãs, posso garantir que ninguém conhece mais bolsas e sapatos que eu. Sei exatamente quase tudo o que elas querem, seus desejos de consumo, seus sonhos e até mesmo o tipo de surpresa causada por cada presente. Se chegarmos à parte de roupas íntimas, desde que conheci algumas marcas famosas (só dou as marcas se patrocinarem o blog), acho que sou quase imbatível. Maduro e consciente das necessidades delas vejo hoje a felicidade de minha mulher, quando saio com ela para as compras, seja para comprar uma maquilagem ou um biquini. Defendo a teoria que não vou deixar de olhar uma mulher bonita, mas que prefiro a honra de estar ao lado de uma igual ou melhor. Sei, também, que poder dar presentes é uma situação a que nem todos os homens estão dispostos ou disponíveis, indo desde a falta de dinheiro, fácil de entender, até a falta de interesse, que não é e nunca será aceita por ninguém, muito menos pela pessoa com quem ele se relaciona. O que custa levar uma bijuteria de R$ 2,00, para quem você ama? Sabe o que ela vai pensar? Que você não parou de pensar nela, e isto é bom para vocês dois. Com base no livro do terapeuta americano, John Gray, “Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus”, estou escrevendo “Eu Falo Venusiano”, onde procuro mostrar aos homens que depende deles, ou melhor, de nós, dar a quem amamos o máximo de felicidade que pudermos. As críticas ao comportamento masculino em alguns trechos são profundas e simples, como a lembrança da gentileza ao abrir a porta de um carro. Não importa se o controle remoto de seu carro é o mais moderno do mundo, quem deve abrir a porta do carro para ela entra, é você. Outro assunto abordado é por que mentir para conquistar alguém e quando consegue seu objetivo, mostrar que tudo não passou de uma mentira... Por quê? Se você lembrar que suas mentiras o levaram a atingir seu objetivo, nada como investir em fazer crescer o relacionamento que você fez de tudo para começar. Se entregar ou não no primeiro encontro levantou a maior polêmica entre as pessoas consultadas e entrevistadas. Este item me tomou muito tempo, pois foram quase 1.500 depoimentos. Uma população que me dava a base necessária para apoiar minhas teorias sobre o assunto. Quer saber? Compre e leia o livro. Em breve nas livrarias. Alex Paranhos

1 comentários No Ciclo Menstrual e TPM – Parte 4

  • Vc existe? Venusiano, FELICIDADES! um homem que Ama as mulheres. feminista eu sou. cri em vc. Homem c H maiusculo. Feliz familia e casal. tímida ñ frequento redes sociais, mas me expus pq vc é um sonho feminino, c todo respeito à sua baianinha linda. homofobia?? sei lá o q é isso? vai ver q é errado gostar só de homens. IMPRESSIONADISSIMA, afinal vc existe de verdade? Vida longa e tudo de melhor!!

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.