Cuide-se…

 

Fonte: Banco de Imagens

Uma linha da Psicologia vai trabalhar a projeção, ou seja, eu posso projetar em minha esposa, a figura da minha mãe. Isso é um tanto perigoso, pois uma pessoa é uma pessoa e a outra: a mesma coisa!

Algumas pessoas encontram tamanha dificuldade em se relacionar com Deus, por exemplo, pois transferem para Ele, a figura de um pai – terreno – que tenha sido cruel etc. etc. etc.


Em uma ligação para um amigo que mora fora do Rio, tive a oportunidade de conhecer sua irmã. Ele estava ocupado e troquei um papo com aquela doce menina de 17 anos. Conversa vai conversa vem, ela abriu um segredo e disse ter feridas bem dentro dela, que ainda não foram cicatrizadas. E essas feridas, lhe impedem de se relacionar.

Seu pai é falecido há 02 anos, e aí é que está o “xis” da questão. Pois esse pai era presente mais ausente e um belo dia ao se separar de sua mãe, tudo mudou completamente. E um vácuo se criou entre ambos.

mda banner 2

Hoje essa menina de está interessada em um rapazinho que já demonstrou um determinado interesse por sua pessoa. Mas as feridas dentro dela, impedem que ela se relacione com esse rapaz.

Freud, o pai da Psicanálise trabalhou o “recalc” que consiste em levar o sujeito á uma viagem – vamos assim dizer – até sua infância á fim de resolver traumas que hoje o boicotam em sua vida adulta.

Essa menina inconscientemente está projetando à figura do pai que deu um “Adeus” a relação familiar para um futuro relacionamento que tem tudo para dar certo, pois o rapaz é de família, trabalhador, é universitário – segundo ela é bonito, romântico, educado etc. etc. etc.

Meu conselho foi que procurasse sim a ajuda de um profissional, á fim de zerar essa situação que ainda está bem presente em sua vida e só lhe causa prejuízos.

Pios do que ir á um profissional da área, é permanecer dentro do problema e nada fazer. Pior maluco, é aquele que não quer se tratar gente; concorda?

Thiago Torre Forte
[email protected]
@ttorreforte @cerebromasc
www.thiagotorreforte.blogspot.com

Thiago Torre Forte é carioca, escritor, palestrante, pedagogo; graduando em Psicologia e pós-graduando em Psicopedagogia. Diácono da Igreja Apostólica Unidade em Cristo (RJ), onde atuou como professor de classe de escola Bíblica, líder de célula, secretário executivo do CTPA (Centro de Treinamento Profético e Apostólico); secretário e tesoureiro do Departamento Unidade Jovem em Cristo; integrante da Coordenação pedagógica do Departamento Unidade Infantil e colaborador de estudos do projeto Amigos em Cristo (Obede Edom). Colunista do site Cérebro Masculino. Autor dos livros "Relacionamento é um Confronto; prepare-se para ele", “A Alegria vem pela manhã - começando bem o seu dia”, “Inimigos Interiores; vença-os e viva de forma plena, saudável e abundante” e “Marjorie, com o coração nas mãos”.

2 comentários No Cuide-se…

  • Eu sou bem resolvida… CM também é terapia!

  • E hoje em dia…vamos combinar….uma boa terapia resolve bastante alguns grilos que ficam na nossa cabeça…vale a pena tentar!
    beijuss

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.