Esse homem quer casar?

Olá, tenho 30 anos e namoro a 4 anos e 3 meses. Meu namorado tem 24 anos. De um tempo pra cá, comecei a questionar se ele queria algo a mais comigo, tipo noivado. Afinal temos apartamento, só falta reformar. Ele chegou a prometer que, se passasse em um concurso público me daria o anel. Ele passou num concurso estadual, que eu também fui aprovada e ele me disse que não poderia cumprir a promessa, pois o salário é baixo e ele disse que não teria condições de noivar comigo, dizendo que não quer me frustrar.

Agora ele fala que se passar em outro concurso que pague melhor, ele me pedirá em noivado. Só que quando eu questiono o fato de que noivar não é casar, ele desconversa. Eu cheguei a falar que ele deve estar pressionado por namorar uma mulher mais velha, e sugeri terminar tudo. Ele fica furioso, pois diz que me ama mais que tudo e que tudo tem seu tempo. Porém é que se eu for ter filhos, precisaria estar mais encaminhada, afinal não queria ter filho somente namorando.

Não sei o que pensar. Por favor, me dê uma dica do que ele deve estar pensando. Eu acho que ele não quer casar, visto que ele não segue nenhuma religião. E fala que só faria isso por minha causa. Desculpe se fui desconexa no
texto, mas não sei mesmo o que pensar. Obrigada pela atenção.


Olá D.,

mda banner 2

Eu sinceramente, às vezes, não entendo a mania que as pessoas tem de achar que a possibilidade de estar “encaminhada” na vida seria através do fato de conseguir seguir piamente o protocolo:

Nascer –> crescer –> namorar –> noivar  –> casar –> viver sobre o mesmo teto –> ter filhos –> envelhecer –> morrer

O problema acontece quando as pessoas pensam em tudo isso de uma maneira tão forte, como quem vive uma convicção cega, uma visão da “verdade” absoluta tão marcada que não encontra brecha para inserir, mesmo que discretamente, um espaço para a felicidade. Bom, essa palavra não está no escopo acima.

E ela não se encontra porque na sociedade existem convencionalismos, inúmeras tentativas de formatação da felicidade para colocá-la em um documento Default. E eu questiono, mas e o encontro? E a imprevisibilidade dos acontecimentos? E os sentimentos, e o amor? Cade? Onde ficam? Parece que vai se criando um mal estar entre as pessoas e a naturalidade do que antes era fogueira, do que antes era falta de ar, vai se perdendo na ideia de que no futuro tem que se ter o que a maioria faz, o protocolo.

Eu careço de novas formas de amor, de ver histórias de gente que suspendeu sua maneira de ser porque percebeu que algo estava errado, que viver tão igual assim cotidianamente é declarar-se merecedor da cor cinza e fria das cidades. E a sensação que fica é que algo se perdeu.

Eu lhe pergunto, por onde anda aquela emoção que vocês sentem ou sentiam um pelo outro? Porque nesse texto existem apenas dúvidas, tristeza, e uma distancia do que você acha que seria o ideal e do real vivenciado.

 

Você sugeriu o término do relacionamento porque não há uma perspectiva de um casamento concreto a curto prazo? E o amor entra aonde nisso? Não que eu esteja querendo isentá-lo de alguma responsabilidade, apesar que em um namoro subentende-se a existência de responsabilidade sobre algo. Ele te respeita? Ele te ama? Você sente isso de verdade? (pense nisso como relacionamento, independente de casar ou não porque não é isso que vai lhe dar felicidade suprema e eterna). Vocês se identificam? Se dão bem na cama?

Se as respostas forem sim, então o que falta? Por que na verdade sempre faltará algo, uma inquietude, uma coisinha lá dentro lhe dirá isso. Se estão casados, falta melhorar de vida, se estão melhores de vida, falta atenção, se tem atenção, pode não ter individualidade, e por ai vai, entende? É claro que você poderia dizer que com você não seria assim, mas essa afirmação nunca será plenamente certeza.

Ele demonstra claramente que essa ideia de casar seria algo fora de contexto pra ele, mas se pra você isso é algo acima de qualquer outra coisa, cabe pensar que a pergunta não é se ele quer casar, mas se vocês dois são felizes juntos.

Até mais!!

Márcio Oliveira

[email protected]
Meu Blog: As Palavras

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano VIP.

Siga o Cérebro Masculino nas redes sociais clicando AQUI e saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.

Psicólogo, consultor de relacionamentos e quase Mestre pela USP-SP. Meio NERD, completo romântico, mas não abre mão de um intenso beijo na boca e um alinhamento entre coração, corpo e mente.

7 comentários No Esse homem quer casar?

  • Solange Barbosa

    Legal sua atitude, tenho que fazer isto também.

  • andreiadjc

    Vivia esse mesmo caso, porém como a Salete disse, não se trata de simplesmete seguir um padrão “imposto” pela sociedade. E sim trata-se de querer ter algo mais solido, contruir uma família com a pessoa que se ama. Entretanto se esta pessoa que se diz te amar não sabe o que quer da vida, não se pode ficar a mercê dela esperando ela se decidir, enquanto os anos vão passando.
    Pensando nisso, eu tomei uma decisão e conversei com o meu namorado que virou noivo. Fui bem cincera, e argumentei que ninguém sabe plenamente o que fazer com sua vida, ou se estão no caminho certo, porém não se pode ficar em cima do muro vendo os anos passarem, deve-se tomar uma decisão mesmo com diversas incertezas e seguir em frente.
    Se ele estava incerto de casamento, era porque não tinha certeza se de fato me queria ao lado dele para toda vida, e provavelmente não estava disposta a arriscar, então dei a opção dele ir curtir a vida dele, com as baladas, mulher, bebidas amigos, ou sei lá mais o que que ele tinha vontade de faser, e eu seguiria a minha vida, proucurando algo firme para mim, mesmo sabendo que sofreria muito(afinal 5 anos não são 5 dias, mas se em 5 anos a pessoa não decidiu se quer vc, podem se passar 10 anos e ela continuará na mesma, enrolando e dando desculpas) disse que seriamos amigos distantes.
    Ficamos 2 dias sem se falar, eu ja tinha dado como encerrado, mas ele me ligou e conversamos, fui bem firme na minha decisão, e estamos noivos, e estamos vendo o melhor dia para marcar a data do casamento, vendo apartamentos.
    Não temos muito dinheiro mas isso não pode ser usado com desculpa para não se casar…
    Basta faser um planejamento, e ir comprando os moveis e demais utilidades domesticas aos poucos.
    Minha mão sempre falou um ditado popular para mim que é bem verdade:
    Quem quer, FAZ que não quer DÁ DESCULPAS.

  • Gente , quando li esse texto, me encaixei nele…. O
    comentário da salette matou a pau….
    O Problema é começar tudo de novo, todo o investimento ladeira a baixo….
    Ai gente como é duro!!!
    Tailly, viva a solteirisse…. Infelizmente rsrsrsrrsrs

  • Uhhh… assunto polêmico hein… (hum, amado, agora entendi a pergunta daquele dia… rs)

    Alguém citou aí que sempre perguntam: “E aí quando vai casar?” …
    O fato é que os “outros” parecem estar sempre nos “cobrando”… depois que você casa a pergunta muda para: “E aí quando vão ter filhos?” … e aí vai…
    Eu ainda estou naquela: “E aí? E o namorado?”
    As respostas variam com meu humor … “Ah, acho que ele se perdeu pelo caminho”, “Não to pensando nisso, to concentrada na minha vida profissional”, “Os homens não querem nada sério”, “iiiihhh tá difícil, o mundo é dos gays agora” .. rsrs, enfim… mas as vezes eu me seguro pra não soltar um “Cuida da sua vida” rsrsrsrs….
    Parece que a gente sempre tem que “dar satisfação” pras pessoas neh? Mas será que temos mesmo?
    Tem mulher que não sonha em casar, ter filho, ter casa…
    Eu sempre sonhei…. Sempre quis morar junto, ter uma família, mas ter também o meu trabalho, a minha individualidade, os meus projetos…. Acho importante a gente não viver na sombra do outro… Não dá pra sugar, tem que acrescentar….
    Mas enquanto o “cara” não aparece, eu prefiro estar sozinha, mas bem comigo mesma do que estar com alguém só pra fazer “pose” … pra postar foto no facebook como cara de “somos felizes” … Somos mesmo?
    Então… antes de tudo, pergunte a si mesmo… se você ta pronto pra tudo isso…
    Um casal precisa estar em sintonia… ter os mesmos objetivos pra tudo isso poder dar certo… e eu não to falando da papelada não gente…
    To falando de AMOR… o amor não é só alegria e oba oba. Ele também sofre de TPM… o dia a dia, a rotina, o bafo matinal, o cabelo bagunçado, o humor azedo, o valor da conta de luz… dividir a vida com alguém é dividir tudo… é expor nossos defeitos, mesquinharias e loucuras e ainda assim não deixar de amar…

  • Eu acredito que o que pesa nesse caso não é ela ter mais idade que ele e sim ele ter pouca idade. As pessoas não são iguais, eu por exemplo só me casei com 29 anos e isso sendo mulher, ai fico imaginando um homem que nem bem acabou de atingir a maioridade (21 anos) e já pensando em casamento. O tal enlace é algo muito sério, é preciso estar seguro do passo a ser tomado. Claro que conheço vários homens que já fizeram isso até com menos idade, porém se a decisão não é bem aceita pelos dois, é porque o momento não é o ideal. beijuss da sara 🙂

  • Salette Kelly

    Marcio,
    Tenho que te confessar que o seu post mexeu comigo. Tanto que não consegui dormir antes de enviar este comentário.
    Gostaria muito de dar uma visão feminina sobre o assunto.
    Você está certo em todas as suas argumentações, principalmente no seu desfecho. Foi lindo!
    Mas eu gostaria de acrescentar mais algumas coisas.

    É verdade que a mulher pensa que o mundo perfeito é nascer > namorar > casar > ter filhos > morrer ao lado da pessoa amada. Mas isso, como você mesmo disse, é um padrão que a própria sociedade nos impõe.

    Namoro há dois anos e não aguento mais as pessoas me perguntarem: “e o casório, quando é que sai”? Como o meu caso é semelhante ao da nossa amiga, meu namorado NUNCA comentou sobre casamento comigo. E ele já me confessou que NUNCA pensou sobre isso. Não frustrante ouvir isso de uma pessoa que diz que te ama?

    Já deixei de engatar vários namoros com caras eu já tinha a previsão de que no fim não ia dar em nada. Porque relacionamento é um investimento a longo prazo: você vai comprar roupas e acessórios pra ficar bonita pra ele, vai comprar presentes, vai bancar viagens, vai se envolver com a família dele… isso tudo pra depois de algum tempo você terminar pra começar tudo de novo?

    Tanto eu como a nossa amiga já estamos numa idade de tomar um rumo na vida. Creio que assim como eu, ela também está se esforçando para alcançar o sucesso profissional, sonhamos em ter a nossa própria casa, com a decoração que nos agrada… mas não queremos morar ali sozinha. Queremos ter ao nosso lado a pessoa que amamos.

    Que graça teria conquistar uma vida independente pra viver sozinha? Pode ter gente que prefere assim, mas o meu sonho é morar com ele para nunca mais eu ter pressa para ir embora, porque já é tarde da noite; para nunca mais eu ficar na vontade de ter mais um tempinho agarradinha com ele assistindo a um filme; para nunca mais eu ter que cortar aquela conversa gostosa porque o meu ônibus chegou.

    Amiga do post, a primeira regra do manual da mulher bem resolvida é: “se interessou, ele corre atrás. Sinceramente, se ele tivesse vontade de casar com você, ele a pediria em casamento independente do emprego pagar bem ou não. Se amanhã ele passar no outro concurso que paga melhor, ainda assim ele vai dizer que o salário é insuficiente para casar. Quando o homem realmente está interessado em casar, ele nem pensa nos meios para que isso aconteça. Mas o problema é que muitos acham que casar significa perder a liberdade que ele tinha quando solteiro. E o seu namorado tem 24 anos. É uma idade bem crítica, porque ele ainda deve achar que tem muita coisa pra curtir pela frente.
    O meu tem 30 anos e ainda pensa assim.

    Estou no mesmo barco que você, amiga.
    É nesse momento, Marcio, que nós ficamos frustradas (ou pelo menos eu). Várias perguntas rondam a minha cabeça: “será que ele me acha tão insuportável para viver ao lado dele”?

    Porque no nosso caso existe o amor sim, mas só não existe a vontade deles ficarem conosco até enquanto o nosso amor dure.

  • autoramajj

    Vivo o mesmo caso, mas do lado inverso. Exatamente do mesmo jeito, com alguma diferença nos números (idade).

    Como homem, posso dizer que casar é uma decisão difícil e que precisa ser construída com o tempo. Como já foi dito em um post anterior. O homem vê o casamento como uma festa grande e nada de mágica sobre isto.

    Pergunte pra ele, que tipo de comemoração ele gosta. Deixe ele decidir alguma coisa sobre o tipo de festa, a data, a decoração. Conversem muito sobre o orçamento da cerimônia. Mostre vantaqens de se estar casado. E assim por diante. A cabeça de um homem é muito matemática, ele só vai aceitar se casar se a conta fechar na cabeça dele, e isso é com você.

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.