Infidelidade feminina – Uma visão realista

De acordo com a premiação à nossa leitora do mês de setembro  Zenilde Xavier de Menezes, escrevi um texto sobre infidelidade feminina. Mais uma vez, o CM parabeniza nossa leitora do mês: Parabéns Zenilde.

Desde que, na pré-história, o homem descobriu a relação entre o ato sexual e a  procriação, surgiu a necessidade de se certificar de que o filho carregado no ventre materno é seu descendente, ou seja, de não dever existir dúvida acerca da transmissão do patrimônio genético do macho ao filho que ele irá criar. E, por conseguinte, nasceu a preocupação, a obsessão com a fidelidade feminina. Esta consolidada ao longo de séculos, milênios por motivos morais e culturais das sociedades que se sucederam.

Como, com o decorrer dos anos, o ato sexual deixou de ter, primordialmente, uma importância, meramente, reprodutiva.

Passando a ter uma maior relevância relacional (estreitamento de relações) e recreativa (busca do prazer).

mda banner 2

Principalmente, nas sociedades patriarcais e machistas, o temor de criar um filho que não carrega sua carga genética se aglutina a perda de um “status social” e da virilidade masculina.

É fato que a infidelidade masculina tem sido a regra e, em grande parte das vezes, é  moralmente aceitável.

Desde a instituição da monogamia feminina, a infidelidade das mulheres tem sido condenada e vista como moralmente inaceitável.

Porém, homens e mulheres traem desde sempre, só que elas num percentual menor e mais em surdina.

É fato, que não podemos desconsiderar, que tanto o surgimento da pílula anticoncepcional quanto a emancipação da mulher potencializou não só seu autocontrole de natalidade como o livre trânsito na sociedade que desencadeou em maiores oportunidades para cometer seus atos de infidelidade sem que tenham conseqüências procriatórias.

Não mais, algumas crenças machistas, acerca do universo feminino e da sociedade, vêem iniciando seu declínio. São elas:

-Ambos gostam de acreditar que o parceiro (homem) é safado por natureza e a parceira (mulher) é santa por dedicação;

-Homem trai por sexo e mulher trai por amor ou desamor, insatisfação, vingança ou seja, por razões “sublimes” de coração e sentimento;

-Não é da natureza feminina manter um relacionamento de amor e cumplicidade em paralelo a atividades sexuais clandestinas;

Enquanto, se consolida a idéia de que elas traem pelo mesmo motivo que os homens: por desejo, por vontade. A diferença é que elas costumam culpar o marido, o namorado. “Ele não me dava atenção”. “Não me elogiava”. “Não era mais romântico”. “Não me procurava mais”.

Pois, se tudo isso fosse verdade o homem seria culpado quando traísse, pois, raramente coloca a culpa na mulher e quando fosse traído, pois na maioria das vezes a mulher utiliza desse artifício, ratificado pelo próprio machismo, para se justificar.

Ao invés de assumirem o desejo, as mulheres preferem se fazer de vítimas. Sentimentalizam a infidelidade e colocam a culpa no marido, namorado. Esse, por sua vez, sente-se culpado para não ratificar a idéia  que sua parceira “santa por dedicação” é capaz de trair, meramente, por impulsos sexuais, ou seja, unicamente, pela vontade do gozo.

Diante disso, surge a conclusão mais simplista de todas:

A fidelidade, tanto feminina, quanto masculina, é uma opção que só faz sentido quando voluntária. Não adiantando viver sendo, diariamente, violentado, quando não mais se deseja aquela pessoa, ou, somente aquela pessoa.

Tenho visto inúmeros casos e acredito que um relacionamento não sobrevive a uma traição, principalmente, feminina. Quem diz que sim, falta com a verdade. Pois, é impossível viver uma relação sem confiança mútua.

Pode-se até tentar continuar, mas não será salutar para ambos.

Pode-se até perdoar, mas esquecer é impossível.

Bom fim de semana

Beijos

Mr. P

[email protected]omasculino.com

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano VIP.

Perfil do orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6153601257327704676

Siga o Cérebro Masculino no twitter: http://twitter.com/CerebroMasc e
saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.


Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

17 comentários No Infidelidade feminina – Uma visão realista

  • Por mais incrível que pareça o pior de tudo não é a traição propriamente dita e sim as coisas feitas para manter a traição; mentiras, falsidades dentre outras coisas. Quem trai para mim é porque é FRACO emocionalmente. Fui casado 10 anos e descobri um relacionamento paralelo de minha ex-esposa. E quebrando tabus não é difícil de descobrir nada , pois a pessoa sempre muda de comportamento, quem não verifica isso é pq o casamento já não existe mais mesmo. Sempre viajei mto a trabalho oportunidades tive milhares, mas jamais cai na tentação, pois não sou a favor. Bonzinho morre coitadinho, mas não me arrependo de forma alguma, pois ando de cabeça erguida. Fere o orgulho com toda certeza ainda mais quando vc analisa o “amante” que não presta por já ter uma família e filhos. Infelizmente a ex caiu no conto de fadas se aventurou e se ferrou. Sinto-me bem pois fiz o meu papel de marido e até na hora de separar fui coinciente e sem brigas apesar de muit conflito interno. É mta dor, mas conseguimos superar, basta querer. Tem que desapegar isso só tempo ensina. Mas pelo o que vivi verifico que a traição nunca é a melhor saida. Colocar culpa no parceiro(a) da sua incompetência de ser feliz não é nem um pouco correto. Está infeliz separa e pronto.

  • hahahahah aiai…imagino!!!

  • É, jane, essas eu conheço bastante….

    hauhuahuaahuahuahuahuahuahuahuahuhauahuhua

  • Disso eu já sabia Mr. P! Independe de nós mulheres, se vocês precisarem trair, traem de qualquer maneira.. Horrivel saber disso, mas é a verdade..
    O que têm muitas mulheres assim tmb! Podem ter o marido mais querido e amoroso, e são safadas que precisam de outro macho para satisfaze-las, sentem vontade de outro corpo masculino, outro beijo e por ai vai…

  • Mr P.
    Agora sim…
    Entendi…Tem a ver com escolhas…Mesmo que seja a mais linda…perfeita.. inteligente.. não faz diferença..se o homem não escolher ser fiel…
    Não depende só de nós…Sabemos… 🙁
    Bjus

  • Bruna;
    Com a minha resposta quis dizer que a mulher pode ter mil qualidades, que, se o homem não fizaer a escolha por ser fiel, será traída. Em outras palavras, não tem nada a ver com vocês.

  • Sim Mr P. Questão de escolha… quis dizer que concordo contigo onde diz que a mulher trai tmb.. não apenas o homem..hj em dia ainda mais..Ou mais abertamente como preferir…Mas pra sociedade machista que ainda reina..isso fica ”disfarçado”.. sabe como.. dae o velho argumento que foi por um motivo ou outro.. quando na verdade..trai pelos mesmos motivos do homem.. o INSTINTO..mas eu SOU CONTRA! rs
    Eu ainda sou da opinião .. que fique sozinha e faça o que quiser com a sua liberdade!
    bjus

  • Bruna;
    Fidelidade é uma questão de escolha e não tem nada a ver com o parceiro.

  • …..Vc foi direto ao ponto….
    É bem isso..A sociedade é machista desde os primórdios… se ”ele” ”caçava” mulheres era instinto, se ela o traisse…sem era a vergonha…hj ainda é assim..Pra sociedade..o homem que têm muitas mulheres é garanhão..
    Macho Alfa…. A mulher é Vag****mesmo.. Então pra disfarçar a traição feminina ”inventamos” as tais palavinhas
    por vc muto bem colocadas aqui ””Homem trai por sexo e mulher trai por amor ou desamor, insatisfação, vingança
    ou seja, por razões “sublimes” de coração e sentimento”””””…
    Pra maquiar que a mulher também sente Tesao por outro homem..trai também.. mas a sociedade à vê como ”sem valor.”.
    E com estes argumentos conseguimos trair e jogar a culpa ainda em cima de vcs…Somo brilhantes nao???!!!!! hehe
    Na verdade foi uma forma de nos protegermos..
    Traimos e saimos por coitadinhas… abandonadas…carentes…
    Mas realidade mesmo.. trai porq quer trair… claro que se tem um homem de verdade que ”supre” todos seus desejos .. será mais
    difícil desta mulher trair..Assim como o homem..que tem na cama uma mulher que meu Deus deixa ele de 4 … talvez..eu disse ”’talvez”fique só com ela…!!!! Será ilusao?
    bjus Mr P.

    PS.:o post é do ano passado.. mas como conheci a pouco o Cérebro deixo um coments aki tmb!

  • Alex;

    Existem, tanto livros que justificam, por questões biológicas, a infidelidade feminina, quanto a masculina. Neste em sua maioria.
    Melhor dizendo, qualquer gênero do mamífero homo sapiens sapiens não tem predisposição biológica para relacionamentos monogámicos.

    Contudo,a nossa complexidade física, psíquica e social faz com que possamos, perfeitamente, dominar e manipular nossas predisposições biológicas através de nossas escolhas.

    Portanto, após estar ciente das justificativas biológicas para traições femininas, sugiro tomar conhecimento das técnicas psíquico-sociais para manter um mulher interessada e aprender, um pouco, sobre o que você chamou de “Macho Alfa”, a fim de traduzí-lo corretamente.

    Boa leitura

    Abração

  • Caro Mr. P.:

    Você já leu a o livro de Michelle Langley – Infidelidade Feminina, Traições”? Acho que toda mulher deveria lê-lo para auto-conhecimento. Mulheres traem sim, mas não por absurdos por falta de amor, carinho e companherismo… e sim, por razões biológicas.
    O homem moderno hoje vive um dilema, que é mascarado pela sua criação machista e a onda feminista. Ou seja, fomos inserido em uma “Matrix” em que se prega que você tem que ser carinhoso, honesto, trabalhador para se ter uma boa esposa. Segundo Langley, 70-75% dos divórcios são iniciados pelas esposas… E pelas leis vigentes; é o homem é que é destruído financeiramente e psicologicamente em favor de não se deixar a mulher sofrer após um divórcio… Pode perguntar; pois eu perguntei tanto para homens e mulheres o que eles sentiam que estavam perdendo com divórcio… Os homens disseram que tinham medo de perder a familia; e as mulheres, que estavam apenas perdendo um marido… Mulheres sentem atração e desejo por inividuos que foram rotulados de “Machos Alfa”, (traduzindo: Cafajeses e bombadões)… Um individuo considerados “Beta” que são a maioria, podem atender por um tempo as necessidades delas por algum tempo, mas depois ela começam a perder o interesse por estes tipos… Eu passei por isso.
    Nunca fui ou serei machista, mas estou lendo o livro… é como seu eu tomasse a “pilula vermelha” e fosse espirrado para fora da “Matrix”

  • Mg bom falar neste assunto delicado, minha modesta opinião é de que a mulher viciada em cantadas e aventuras são traidoras em potencial, não descartando as que casaram virgens, mas com menos predominância, o efeito comparativo é descomunal, pois, o casamento invariavelmente segue o caminho da responsabilidade, chateação e os amantes são leves, alegres, encantadores… não dá pra competir.

  • É né Mr P. uma ordem vigente que não aprecio muito por sinal ahahaha
    Você heim!!!!

  • Obrigado Zenilde, Sara e Márcio.

    Sara:
    A apresentação, por autores populares, da infidelidade feminina sem sentimentalismos é, extremamente, subversiva a ordem vigente.
    Por isso, me furtei de colocar percentuais pessoais no post para não pertubar a ordem….uahuahuahua

    Márcio:
    O ponto de reflexão que você levantou é, bastante, pertinente. Tanto é que seria necessário um post para adentrar nessa questão de forma contudente.
    Porém, vou procurar sintetizar minha opinião numa só frase:

    “Somos auto-afetados, direta ou indiretamente, por nossas ações”

  • Suscinto, objetivo e preciso, muito bom o POST Mr. P. mas é importante refletir também que se há fidelidade, ela seria à quem? Fidelidade ao seu próprio sentimento, ao que realmente se quer ou então caimos naquela situação em que fidelidade seria somente com relação a quem esta do nosso lado? Porque quando traimos, traimos a quem exatamente?

    Abraçoss

  • Gostei muito do post Mr P.
    Realmente falar sobre a infidelidade feminina é muito delicado, acho até um tema muito evitado pelos autores em geral.
    A pessoa que traí seja homem ou mulher rompe um vínculo de confiança que jamais será restituido na minha opinião. E perdoar não significa que você tenha que permanecer junto, pois o esquecimento é algo que não virá nem com o tempo.
    Beijuss 😛

  • Obrigado Mr.P. Adorei o post!
    “Pode-se até perdoar, mas esquecer é impossível”, concordo plenamente, essa traição sempre será jogada na ‘cara’ em um
    momento de discórdias entre o casal, será um fantasma sempre.
    E no caso de um homem traído, tudo terá proporções maiores, pois
    envolve todo aquele ego masculino. Tem uma frase que eu acho muito realista: “O Cristal da confiança quando se quebra é impossível unir os pedaços”. Sem confiança definitivamente não há relacionamento, não importa de quem partiu a traição.

    BjinhOss

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.