Marjorie em “tratando um vício”


 


Um… Dois… Três… toques e Marjorie pensou se deveria ou não atender àquela chamada, pensou rapidamente em tudo que poderia voltar a ouvir, pensou se era necessário passar por tudo outra vez, pensou se a cura desse vicio deveria ser assim…em silêncio.
Quatro toques e o nome escrito no visor do seu celular era o dele “Enrique”, o que será que seria dessa vez, o que estaria ele fazendo nesse exato momento ao ponto de insistir tanto.
Cinco… Seis… Toques. Marjorie estava decidida a não ceder mais àqueles apelos auditivos, sua voz a perturbaria, ela tinha certeza que o que ele tinha a dizer não lhe faria bem, precisava vencer aquela vontade de voltar a ouvi-lo, precisava vencer dessa vez.
Sétimo toque e ela fora vencida.
Enrique tinha a voz trêmula, confusa, uma voz que ela se arrependeu de ouvir no momento que ele balbuciou a primeira palavra. Naquele momento ela percebeu que interrompeu seu tratamento, longos meses de abstinência se foram em segundos.
Marjorie nem conseguia falar, Enrique era como uma metralhadora a disparar todo tipo de acusações, tudo era culpa dela: a separação, sua angustia, sua tristeza, sua solidão, sua falta de amor, sua dor e a saudade que ele sentia. A voz que antes era sedutora e equilibrada, agora era estridente e incompreensível, uma mistura de gemidos de dor e angustia profunda.
O arrependimento começou a tomar conta de Marjorie, ele simplesmente não podia culpá-la por todos seus pesares, ela não queria se sentir a bruxa má, a mulher sem coração, sem amor, sem compaixão que ele acabara de descrever. Ela simplesmente não queria mais continuar ouvindo aquelas palavras duras e distorcidas.
Ela então silenciou, pensou em tudo que poderia dizer e não disse, sentiu tudo que poderia sentir e se fechou, não choraria mais para que ele pudesse ouvir, não cobraria mais nada.
Simplesmente desligou o telefone.

Sara Mel
14/07/2012
[email protected]
http://twitter.com/Sarammel
http://www.facebook.com/profile.php?id=100001624131488
http://textosdasara.blogspot.com/

Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]romasculino.com

1 comentários No Marjorie em “tratando um vício”

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.