Minha Sincera Acidez VIII

Eu sou secretária de uma empresa constituída por muitos diretores eu trabalho na parte executiva, ou seja, todas as áreas da empresa passam pelo meu setor.

Um dos tais diretores e casado, a algum tempo eu percebi que ele vinha dando mole, acabou rolando uns amassos, sei o que fiz mega errado, não gosto dele, mas tava muito carente já que tinha bastante tempo que eu não me relacionava com ninguém.

Nunca gostei de traições sempre fui contra, agora me vejo nessa situação, sempre pensei na minha integridade moral, penso o que ele deve esta pensando de mim agora?

Você não devia estar preocupada com o que ele está pensando de você ou qualquer outra pessoa pensa.

Devia estar preocupada com o seu emprego. Afinal, misturar trabalho com amassos é uma receita perigosa. Principalmente para a parte que se encontra na parte de baixo da pirâmide hierarquica empresarial.

Muito provavelmente ele não deve estar pensando nada, especificamente, da sua pessoa. Pois, você não fugiu a regra de todas as secretárias que ele já pegou. Em outras palavras, ele deve estar pensando que você é igual a todas as outras.

Por nunca ter namorado eu apenas fiquei com rapazes em baladas ou festas, e um dia achei que talvez eu encontrasse por sorte alguém nesse meio. Me acho bonita e sou muito romântica, até minhas amigas falam que me iludo por ser assim, mas aprendi a gostar de dançar e sair pra baladas porque vi que perdi muito tempo de minha adolescência em casa e depois acabei passando por problemas seríssimos de saúde que me barraram de seguir minha vida por um período de tempo. Mas mesmo assim, não gosto de ficar com qualquer um e é muito difícil eu gostar de beijar alguém com vontade, eu queria mesmo um namorado.

E numa dessas saídas fiquei com um rapaz do qual me apaixonei a “primeira vista”. Sempre achei essa minha situação ridícula, pois eu acho que nenhuma pessoa com um histórico de relacionamentos se apaixonaria por um cara assim na balada. Eu percebi logo de cara que ele era safado, mas perguntei se eu podia manter contato com ele. Adicionei-o no Orkut e dei meu msn para ele.Depois de uma semana ele me adicionou e quando o vi on-line puxei papo.Conversamos uma hora mais ou menos e ele foi bem legal comigo,rimos,tiramos onda,mas no fundo nunca acreditei que ele sairia comigo novamente,pelo simples fato de termos ficado numa boate e por ele ser safado.Como ele não tocou no assunto de nos vermos novamente saí da conversa desejando um bom final de ano caso não nos falássemos dalí pro fim do ano,era fim do mês de dezembro.Não consegui esquecê-lo e ele sumiu do meu msn por mais de um mês.Perto do carnaval vi ele on-line e puxei papo,mas ele foi simples e curto nas palavras,deixei pra lá e vi que não teria mais chance.Só que a lembrança dele não saiu da minha cabeça.Depois de uns oito meses o reencontrei numa festa de música eletrônica do qual fazia parte o mesmo Dj q tocou na boate de quando ficamos.Nos vimos exatamente no mesmo minuto que o Dj começou a tocar.Ele ficou parado me olhando e eu fui até ele cumprimentar.Falei bem rápido e saí logo em seguida.Na festa ele passava por mim,me olhava e baixava a cabeça.Dois meses depois o encontrei em outra festa com outro tipo de música.Ele estava bêbado e o vi ficando com duas garotas diferentes.Falei com ele no chat do facebook comentando q o tinha visto lá apenas e que nunca imaginei ele numa festa de pagode,pois sei que ele adora música eletrônica como eu.Ele falou somente que o que importa é a diversão e ficou na dele.Depois de uns dois meses exclui ele do meu Orkut,facebook e msn. Não queria ficar me iludindo achando que um dia ele viria falar comigo e querendo me encontrar,realmente nunca achei que isso um dia fosse acontecer.

Passaram-se uns três meses depois de tê-lo visto ficando com essas outras meninas na festa, e o vi novamente numa outra festa de música eletrônica antes do carnaval. Ele estava bem do meu lado na fila e minha irmã disse que provavelmente ele me viu e virou a cabeça quando percebeu que tínhamos notado a presença dele.Quinze dias depois dei de cara com ele novamente numa prévia de carnaval,dessa vez agi normalmente como se não o conhecesse e continuei andando.

Por todo esse tempo eu fuçava a vida dele nas redes sociais, não gosto de fazer isso, pois não me faz bem, mas era uma forma de saber se ele ainda estaria solteiro e se eu teria alguma chance. Sabia também quem eram suas amizades e descobri que sua amiga de infância era amiga em comum com um muito amigo meu. Por comentários de facebook (com meu amigo) acabei interagindo com essa amiga de infância dele. Pouco tempo depois marcamos de nos encontrar eu, meu amigo, essa amiga de infância e uma amiga minha na praia. Instantes depois ela quis encontrar com os amigos dela e ele estaria nesse grupo.Quando fomos apresentados ele ficou um pouco constrangido,pelo que percebi.Seguimos pra outro local e sentamos num bar.Como esse meu amigo sabia da história quis me dar um “apoio” e fingiu estar me paquerando,ou seja, não deixou que minha atenção ficasse voltada para ele.Ficamos andando de braços dados nas ruas.Na conversa em grupo(depois chegaram mais pessoas),o cara que fiquei não olhou pra mim uma vez sequer,nem de lado,nada. Hoje em dia mantenho contato com essa amiga de infância dele e às vezes marcamos de sair, ele não o vi mais.Essa amiga sabe que ficamos,pois ele contou pra ela,mas nunca falei pra ela o meu interesse nele.Já faz quase dois anos de quando ficamos essa única vez,e nunca esqueci do sorriso dele, o mais lindo que já vi, e o beijo que fez meu momento com ele entrar em slow. Tenho consciência de que é muito improvável que voltemos a ficar novamente, mas agora temos uma amiga em comum e fica mais fácil que o encontre mais vezes,gostaria muito que ele soubesse que o acho especial,apesar de tê-lo conhecido numa balada,mas não quero me iludir,quero algo real pra mim.O que devo fazer sobre essa situação,meu coração dispara quando sei que posso encontrá-lo ou quando essa nossa amiga me fala dele.Ou tudo isso é coisa da minha cabeça e por nunca ter namorado quis me apegar a uma ilusão?

Isto não é uma ilusão. É uma neurose obsessiva. O cara se tornou uma preocupação constante na sua vida, uma idéia fixa na sua cabeça.

mda banner 2

Sei que os “cafajestes” são o sonho de consumo da maioria das mulheres. Contudo, é necessário que, pelo menos, ele deseje ser consumido. E, este, pelo visto, não quer ser nem “o lanche da tarde”. Em outras palavras, nem “finalizar o serviço” ele quer.

Acorda e parte para outra. Pois, já está ficando constrangedor para ambas as partes.

 

Mr. P


 

[email protected]

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano Premium.

Siga o CM nas redes sociais

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

9 comentários No Minha Sincera Acidez VIII

  • Meu Deus!!! Coitado desse moço…imagine só se ele tivesse finalizado o serviço! O pobre moço teria que mudar de planeta, onde não tivesse comunicação nem com a NASA. Querida, qual a sua idade? dez?

  • Pandora, me manda e-mail, [email protected]

  • Aiii Aline X… a gente precisa conversar!
    🙂

    Beijo

  • ee por favor, com tanto homem por ai.. logo com o chefe? ainda mais se foi só um “lance” a corda sempre arrebenta do lado mais fraco e nesse caso, meu amor, o lado mais fraco é o seu. Dane-se o que ele pensa agora já foi, mas tome cuidado com isso.. como já diz o ditado “Onde se ganha o pão; não se come a carne”.
    No segundo caso: Ela gosta dele, porque não deu certo.
    Ela nunca se apegou e quando se apega o rapaz não tá nem ai? éeh deve ser meio frustrante.. indo ao encontro, desse tipo de “obseção” tenho até o meu caso, conheci um cara (“B”) ficamos um tempo mas terminei com ele pra voltar pro meu ex, quando terminei com o “B” ví que era apaixonada por ele (do tipo que sai fuçando em tudo quanto é lugar pra saber oque passava na vida dele), mas tinha terminado e já havia tomado a minha decisão.. passou um tempo terminei meu namoro e voltei com o “B”.. Não durou 2 meses. e percebi que nem gostava tanto assim dele. Talvez ela também não goste dele e sim do desafio que ele representa, conheço vários casos assim. Mas acredite nesse caso é melhor partir pra outra mesmo amiga (:

  • Nossa homem casado e galinha eu fujo igual vampiro do alho!!!!
    É encrenca na CERTA!!!!

  • Homem Casado é pepino! Eu sei disso na pele, essa semana eu servi de psicologa da mulher dele, ve se pode… fiquei com uma mistura de pena com sei lá o que… Só sei que não dormi essa noite, me senti a maior FDP do universo….
    Ela me contando dos 14 anos de casados, de quanto sofreram pra ficar juntos, que não tem estudo, nunca trabalhou, que põe pasta na escova dele, por que nem isso ele faz, e ela é de uma igreja que usa aquele roupão… muita pena… Eu acho bom mesmo ele não se separar por que outra igual a ela ele não arruma nunca mais. Não sei mesmo o que fazer da minha vida.

  • Nos dois casos não vejo futuro.
    Homem casado abrace só virtualmente (e se errou uma vez se perdoe e não erre mais) e cafajeste que não quer…bom melhor mesmo esquecer pq esse já era.
    Nossa…esse negócio de acidez pega 😉

  • Mister P…
    Muito Bom….
    Tem mulher que aposto que nem assim vai acordar!
    bju

  • Medo dessa sincera acidez kkkkk

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.