MORRER DE AMOR

imagem retirada de rosefelliciano.com

 

             

Morrer de amor, naquela noite quando decidimos que não poderia mais estar juntos eu pensei que morreria de tanto amor, pensei que nunca mais conseguiria ser feliz se você não estivesse ao meu lado. Não acreditei que você fosse capaz de me abandonar a minha própria sorte.

Oh! Como morro por ti, quanta solidão senti desde então e quanta solidão você também sentiu e depois fomos incapazes de voltar atrás, fomos incapazes de perdoar um ao outro e cometemos erros. Erros que nos fizeram infelizes, pagamos o preço da falta de paciência, o preço que pagam aqueles que não agem com o coração.

E quão sublime esse sentimento, o sentimento de dor solitária, que autoriza o outro a continuar vivendo, que permite o outro se refazer, que aceita que seja feliz mesmo não estando onde deveria estar… Ao nosso lado.

Morrer de amor e continuar morrendo dia após dia, e depois ressuscitar bravamente em outro papel interpretado à sua própria sorte.

mda banner 2

É como viver eternamente uma velha história repetidamente, e se contentar com sonhos e pensar que a mudança virá num tempo em que a espera se torne insuportável.

É como respirar o ar que respiras e não distanciar-se nunca.

E se afogar em teus beijos, aqueles guardados na memória e repassado como um rosário nas noites que vivo sem ti.

Morrer de amor, ainda vive a idéia de que consegui sobreviver sem esse sentimento real em mim.

Morro os dias por ti já sabendo que no amanhã estarei esperando que me salve.

E que felicidade sentir o que sentes e estar ao teu lado, caminhar na mesma calçada, apreciar as mesmas vitrines e se lambuzar de rotina.

E me satisfaz sentir-te comigo, caminhando, correndo, dançando, e fazendo todas as coisas que sempre fiz sozinha.

E meu ser fica acariciado, e eu aprendo que era pequena, que era metade, que era parte tua perdida em mim.

Extasiado ao teu lado, trêmulo, inocente, fervente, simples e nada.

Oh! Que felicidade morrer por ti, e viver de novo depois do amor.

Morrer de amor é viver muito mais que a própria existência humana.

Significa viver a sublime arte de ser criatura amada, alma encontrada entre tantas que estão perdidas.

Viver a maravilha de te amar e desejar o que desejas,

Simplesmente sem pensar no depois.


Sara Mel

10/09/2011

[email protected]

http://twitter.com/Sarammel

http://www.facebook.com/profile.php?id=100001624131488

http://textosdasara.blogspot.com/

Os comentários podem ser feitos no final do post. Beijuss

DESCRIÇÃO DO VÍDEO: Pearl Jam – Black


O que achou do artigo?

comentários

Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]

13 comentários No MORRER DE AMOR

  • Bruna….então tá combinado Pearl que nos aguarde!!!
    Quanto aos arrepiosssssssss abafa o caso hehehehehe 😉
    beijuss da sara

  • Sara..ahhhh.. Deixa esse ‘doninho’ comigo viu…vc pode ir sim viu …
    quem sabe nao achamos um ‘velo’ pra vc tmb por la..heheh…um velao…pra te acompanhar….sabe…um menino do rio calor que provoca arrepios..!!!!!!!!!!!! que tal? 😉
    bjusss

  • Bruna…se o tal doninho te levar será que eu podia ir de vela hehehehehehe Faço isso pra ver o Pearl Jam…prometo ser uma vela bem discreta kkkkkk
    Nossa Bruna esses versos são supremos, essa parte a que mais me chamou a atenção
    “Conhecer o prazer e a desventura
    No mesmo tempo, e ser no mesmo ponto
    O ditoso, o misérrimo dos entes;
    Isso é amor, e desse amor se morre!”
    Descreve muito bem o que é realmente morrer de amor…fantastico
    beijuss da sara

  • Aiaiaiaia Sara..AMO Pearl Jam…tenho a discografia deles..A Banda estará em SP sabe.. ate um ‘doninho’ aí me convidou um tempinho atras pra irmos sabe..:) vamos ver se ele lembra neh!!!! heheheh

    AHHHH morrer de amor…Como diria Mario Quintana …”tão bom morrer de amor e continuar vivendo”

    ou Gonçalves Dias – Se se morre de amor

    ‘Se se morre de amor! – Não, não se morre,
    Quando é fascinação que nos surpreende
    De ruidoso sarau entre os festejos;
    Quando luzes, calor, orquestra e flores
    Assomos de prazer nos raiam n’alma,
    Que embelezada e solta em tal ambiente
    No que ouve e no que vê prazer alcança!
    …….
    …D’amor igual ninguém sucumbe à perda.
    Amor é vida; é ter constantemente
    Alma, sentidos, coração – abertos
    Ao grande, ao belo, é ser capaz d’extremos,
    D’altas virtudes, té capaz de crimes!
    Compreender o infinito, a imensidade
    E a natureza e Deus; gostar dos campos,
    D’aves, flores,murmúrios solitários;
    Buscar tristeza, a soledade, o ermo,
    E ter o coração em riso e festa;
    E à branda festa, ao riso da nossa alma
    fontes de pranto intercalar sem custo;
    Conhecer o prazer e a desventura
    No mesmo tempo, e ser no mesmo ponto
    O ditoso, o misérrimo dos entes;
    Isso é amor, e desse amor se morre!”

    bjus

  • Quero fazer ninguém chorar não Thaily, é que sabe como é né…adoro um bom drama 😉
    Agora a música Black é covardia mesmo!!!
    Normalmente é assim mesmo, as mudanças ocorrem quando já cansadas de esperar o tempo nos brinda com um presente, sempre digo que o bom da vida, apesar de tudo é que nada dura para sempre (forever só nos contos de fadas!!!).
    Agora Mário Quintana!!!! Sem comentários esse tem alma feminina porque sabe transmitir o amor como ninguém. Outro autor que gosto muito é Gabriel García Marquez, na prosa nos versos retrata o amor de forma tão intensa que me apaixonei por seus escritos.
    beijuss da sara 🙂

  • Quer me fazer chorar neh?! rs…
    Ler esse texto e ainda por cima ouvindo essa música… “I know someday you’ll have a beautiful life, I know you’ll be a star in somebody else’s sky, but why, why, why can’t it be, can’t it be mine…”

    ” (…) e pensar que a mudança virá num tempo em que a espera se torne insuportável…”
    … é… quando vc nem sabe se deve esperar mais… parece q dói mais… mas aí a vida te vira do avesso e vc descobre que esse pode ser o seu lado certo…

    Como diria Mário Quintana… “Tão bom morrer de amor e continuar vivendo…”

  • … é que eu estava morrendo de amor Su….mas já ressuscitei amiga 😉
    Mas olha, viver um sentimento de forma constante, intensa e inesperada é tudo de bom, mesmo que depois acabe ou não seja exatamente como você gostaria que fosse né (forever)
    Pior é nunca ter provado o amor…ai é triste demais 🙁
    Amei seu comentário
    beijuss da sara 🙂

  • Lindo Sara…falar de amor nunca é demais…e explorar a sensação de se morrer de amor foi maravilhosamente bem ressaltado..eu nunca tive o privilégio de viver esse sentimento, mas foi muito bem demonstrado em suas palavras, através da sua essência romântica de ser.

    Morrer de amor é viver muito mais que a própria existência humana. (profundo …amei)

    Bjãooooooooo

  • é bom né Amanda, morrer de amor…tempo de tantas emoções a flor da pele. ai ai ai 😉

  • Genial a correlação entre o texto e a música!
    Ain, deu saudade dessa fase de morrer de amor! xD

  • Karen…eu gosto muito viu….;)
    Marcio…é minha música preferida, escuto, escuto e não canso.
    beijuss 🙂

  • Mandou bem no Pearl Jam!….no comments

  • Morrer de amor é tão bommmmmm…….

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.