Não Entendo Meu “Pé na Bunda”

pe-na-bunda1
Estava namorando há um mês e meio. O Meu namorado chegou para mim e disse: “Gosto demais de você, por isso não quero a ver sofrer mais… tomei uma decisão e acho melhor separarmos”. Ok. Separamos…

Uma semana depois estava com outra, na discoteca, com a roupa que eu lhe dei. Como se deixa de gostar do dia pra noite? Será essa atitude dele para me humilhar? Deixar-me com ciúmes? Por que ele vem cumprimentar-me? Não falamos, mas onde estou ele me cumprimenta.

E eu estou completamente sem saber como reagir nessa situação, uma vez que isso nunca aconteceu comigo.


 Cara leitora;

O que o seu ex namorado quis dizer é que gostava de você como pessoa, como gente, que sabe das suas qualidades. Porém, isso não é suficiente para iniciar, manter ou preservar um namoro. É necessário estar sempre gerando e mantendo a atração. Fato que se consegue com atitude, postura, posicionamento, e, no caso das mulheres, mantendo ou melhorando a aparência, sem contar na tal da química que deve rolar. Como é muito difícil alguém conseguir embarangar em dois meses, muito provavelmente, você pecou em algum dos outros pontos.

mda banner 2

Em síntese, você tomou um pé na bunda e ambos ficaram solteiros. Pessoas solteiras estão livres para conhecer e se relacionar com outras. Se ele, realmente, gostasse de você, como você imagina, ele não teria te dado um pé no traseiro. Portanto, não há nada de anormal de encontrá-lo numa night com outra(s).

Pare de pensar que é o centro do universo, pois ele não está com outra para te fazer ciúmes, nem para te humilhar, mas sim porque está solteiro. O fato dele te cumprimentar revela que ele é uma pessoa educada, mas não fica de papinho porque não quer nada com você, além de querer te manter longe.

Portanto, deixe de se questionar, pare de pensar que o mundo gira em torno de você e faça sua história nesse universo. Com certeza existe alguém que gostará de compartilhá-la com você.

Pedro Ivo Genú

Empresário, administrador, jurista e escritor. Adora filosofia, psicologia, história e musculação. Crê que o "caminho da vida" é a busca da evolução perpétua. Escreve e responde dúvidas sobre os mais variados assuntos.

9 comentários No Não Entendo Meu “Pé na Bunda”

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.