Não quero mais sofrer


Olhar pro mar
E pensar no que passou
Sentir saudade
E sofrer por um lindo amor
Mas eu amei…
Muito você
Você pisou
Até me fez te esquecer.

Não quero mais sofrer
O que eu sofri por ti.

Veja bem
Eu não quero te odiar
Pois o sentido
Da palavra é amar
Mas não se iluda
Não fique assim
Pois na verdade
Quem amou demais fui eu.

mda banner 2

Tudo bem que nós mulheres quando amamos somos mesmo exageradas. É um tal de ficar pensando o tempo todo no outro que muitas vezes chegamos ao ponto de imaginar que temos o poder de saber exatamente onde e o que o nosso parceiro está fazendo ou pensando. Muitas vezes, sofremos porque simplesmente acreditamos que amamos mais que somos amadas, tudo porque desejamos que “ele” faça o que queremos e não pedimos. Explicando melhor seria algo como “desejamos algo” e pensamos que “ele” possui o super poder de adivinhar.
Não estou defendendo os homens, estou apenas dizendo que nós às vezes nos doamos tanto que desejamos que o outro fizesse o mesmo. É tipo a mão esquerda cobrar o que a direita deu. E nisso vem o decreto mais comum: Quem amou demais fui eu!
Encontrar um meio termo nesse impasse é a solução mais eficaz, dizer exatamente o que deseja do outro, o que espera desse relacionamento, e o que nós também podemos oferecer seria a melhor atitude. O erro é querer dizer isso no momento exato de uma discussão, erro porque nesse caso o outro receberá isso como cobrança.
O melhor momento é quando estamos bem, numa conversa casual, divertida e porque não num lugar especial. Pense nisso… Antes de decretar que só você sofreu só você amou e só você perdeu… E boa conversa!

O que achou do artigo?

comentários

Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]

2 comentários No Não quero mais sofrer

  • é realmente isso que acontece nos doamos de livre e espontanea vontade como se não ouvesse opção nenhuma alem destas em que a resposta e sim e sim mas depois nos vemos cobrando mudamente ao nosso parceiro como se ele fosse obrigado a retribuir da mesma maneira ou que ele devia saber ler nossos pensamentos e perdemos a magia de falar as vezes nos vemos vivendo no nosso mundo e queremos que o outro nos peça abrigo porque nesse mundo ele é rei e esquecemos que esse mundo deviria ser feito a dois onde ninguem precisa suplicar abrigo a ninguem porque os dois são donos.

    Mulher pense, fale, haja e claro viva a vida sem cobrar aquilo que demos de vontade propria.

  • É mulheres mulheres… sempre sentindo o extremo das emoções. O que nos mata será sempre a projeção que fazemos das coisas. Quantas vezes queremos que o parceiro supra as faltas que na realidade é própria de cada uma. Problemas de espaço pessoal nunca poderá ser resolvido ou camuflado pelo outro. Grande parte das nossas fantasias se formam a partir de assuntos mal resolvidos e com isso acabamos sufocando o parceiro. Fruto do amor próprio é reconhecimento de que cada um tem seu espaço e merece um grau de privacidade, isso terá sucesso quando a insegurança não estiver por perto. Melhor que dizer ao parceiro é se auto conhecer primeiramente o que tiver que fazer faça por você pois aí então conseguirá enxergar o outro e se comunicar com ele.

    http://juporondeandei.blogspot.com/

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.