O que fazer com esse Relacionamento?

Siga o CM nas redes sociais: Clique AQUI!


Sabe aquele dia que você tem que tomar certas decisões mas não tem coragem alguma?

Pois é. Uma dor no peito, gosto amargo da dúvida, com os olhos baixos e triste.

As vezes os relacionamentos esgotam. As vezes não  entendemos porque continuamos dentro dele.

Ler,  escrever, dizer não faça isso, faça aquilo, dar conselhos em geral é muito mais fácil, do que fazer, colocar em prática. Quase sempre é possível ver, que os melhores conselheiros são os que tem a vida mais bagunçada…. com menos razão.

mda banner 2

O amor não é racional, mas pra ser como deve ser, temos que ter atitudes reais, racionais. Amor não pode somente viver nos sonhos, pautados na falta de realidade.

As dúvidas, são sempre as mesmas…

Tão nova, com tanta vida pela frente, porque tenho que abrir mão de tantas coisas? Porque só eu tenho que movimentar para que algo aconteça e que ele saia de uma inércia tão cômoda?

Será que realmente toda o caráter, bondade, carinho, justifica crianssísses, imaturidade, egoísmo, exibição gratuitas para os amigos e disputas?

Será que se eu terminar ou deixar esse amor se esvairir aos poucos, vão fazer me arrepender no futuro? Existem mais homens no mundo?

Terminar uma relação as vezes dá preguiça… é verdade… Só de imaginar ter que começar tudo de novo, apresentar aos pais, ter de fazer joguinhos, seduções, impressionar e lálálá…. dá preguiça.

Até porque, arrumar outro namorado, depois de alguns anos, o tornaria igual ou bem parecido com o antigo namorado… ou com defeitos até piores…

Acho que relacionamentos são compostos por fases. Tem fases boas e ruins. As boas ninguém precisa fazer nada, agora as ruins, alguém tem que se mexer, se não, esse romance acaba. De vez em quando, só uma parte se mexe. A outra só espera, pois não tem medo de perder, está tudo muito confortável e confiante.

E quem se mexe, sofre, sofre, chora, se esgoela , tenta melhorar aqui, mudar acolá. Até que um dia… assim… se cansa… se rebela… se esgota.

A questão, como dizia meu amigo Shakspeare é : Ser ou não ser? Eis a questão.

Ser feliz, parar de preguiça e tentar o novo mais uma vez? Ou ser infeliz, tentando tentando tentando….até o amor acabar?

Você decide. A escolha é só sua.

Karen F.

[email protected]

Jornalista, pós-graduada em Comunicação pela FIA-USP. Morei em NYC por um ano e tenho uma tatuagem escrito Liberdade. Amo viajar e a independência, mas já chorei muito por ficar sozinha.

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.