Rapidinhas

Estou casada há 3 anos e moramos longe dos nossos pais,estes moram na mesma cidade. Fui submetida a uma cirurgia e fiquei 10 dias na casa da minha mãe, longe do meu marido. Combinamos que no feriado ele ia pra lá e eu voltaria com ele, após esses dias distantes,quando ele chegou, ao invés de vir me ver preferiu ver sua mãe primeiro e nem me ligou para avisar que já havia chegado, fiquei muito chateada acha que exagerei???!!!!

Encanada leitora. Entenda uma coisa. Mãe é mãe, paca é paca, tatu é tatu. Você está casada com quem? Seu marido correto? Então não fique colocando a mãe dele no meio das coisas porque isso não será saudável pra ninguém. Ele casou com quem? Você? Pois bem, entenda que não é possível comparar o status filho com o status marido, são coisas distintas a não ser que haja algo muito absurdo como ele precisar ligar para a mãe pelo menos cinco vezes ao dia perguntando qual deverá ser o próximo passo dele. Entendo também que existe a saudade, a carência, mas são coisas que temos que dosar no relacionamento, não vejo nada demais você fazer um charminho e demonstrar pra ele que sente saudade. Não sei como ele é, mas já que foi alguém que você escolheu para a sua vida, devem haver bons motivos para isso. Então, não fique “caçando pelo em ovo” e curta o seu casamento.


Sou casada há quase 10 anos. Ultimamente, meu marido vem trabalhando até tarde todos os dias, além do horário, por vezes até “virando” a noite. Vive dizendo que é “só nesse projeto” mas já percebi que não é bem assim, que na verdade é postura da empresa mesmo achar que o funcionário tem que estar disponível o tempo todo. Ele até já manifestou insatisfação, no que acredito, claro, mas, não sei até que ponto, não sei se ele me diz isso só porque andei reclamando. Faz pouco tempo, resolvi parar de reclamar, dar um tempo, pois estava causando um certo estresse e não se resolvia nada. A consequência disso, para mim, é que desencanei de vez, mesmo nos finais de semana é assim, se der para conversar deu, se não, também não é um grande drama. Mas, não estou feliz, obviamente, pois acho que passar a não sentir falta é um mau sinal. No entanto, se eu começar a pensar sobre isso, começo também a remoer e ficar irritada e a querer cobrar esse tempo juntos. E cobrança já vi que não funciona mesmo. Fico pensando, se eu continuar com essa atitude, onde vamos parar? Ir levando um dia de cada vez, usando o pouco tempo que temos para tratar de assuntos práticos ou, nossa prioridade maior nosso filho, como fica o casamento? Será que para ele somente fica o alívio de não me ter mais reclamando e está tudo bem, quando ele puder ele muda de situação? Homem realmente pensa que se o trabalho exige, que assim seja, que é um mal necessário, ainda que a esposa não esteja feliz?

Desencanar não necessariamente significa que as coisas estão resolvidas. Prova disso é a sua infelicidade diante da situação descrita. Ir levando é algo muito conformista e que na verdade mascara uma panela de pressão que pode explodir com o tempo. Cobrança é algo que não importa de quem venha nem sempre é vista com bons olhos. Creio que existem várias maneiras de se falar a mesma coisa e a conversa é algo fundamental para que o relacinamento tenha fluência, e calar-se é ser omissa diante da própria relação e de você mesma. Não vou dizer necessariamente que homem pensa que se o trabalho exige ele vá fazer o que for, depende na verdade de como o indivíduo encara a questão do trabalho na sua vida. Você falou pouco dele, de como ele se expressa, comentou que ele demonstrou alguma insatisfação com o trabalho, mas não sabemos ao certo a real opinião a respeito disso e como ele se sente dentro do casamento de vocês. Não adianta eu apenas escrever sob a ótica de uma queixa apenas, há todo um contexto a ser compreendido e esse contexto você deve olhar como um todo, o seu realcionamento, sua posição como esposa, a dele como marido, vocês dois como casal e como família. Quais são as opções que ele teria? Qual a condição que vocês tem que permite que haja uma mudança na postura dele dentro do trabalho? Apesar de ficarem pouco tempo juntos isso acaba sendo prazeroso? Vocês se divertem? Existe algo que gostam que há tempos não fazem? Enfim, tem algumas coisas a serem pensadas.

Eu decidi mudar de cidade para casar com alguém, toda a minha vida mudei para estar com essa pessoa, eu quiz fazer isso por amor, mas às vezes fico triste por estar onde não gosto, sem trabalhar e ainda por cima a pessoa não deixa de fazer nada por minha causa, uma das coisas que me incomoda é quando ele chega em casa tarde da noite achando a coisa mais normal do mundo, quando dou uns ataques em não aceitar isso ele acha que estou errada, nos ambientes que frequentamos é como se eu não existesse no sentido de ver os talentos dos outros e os meus nem são mencionados, me sinto apenas uma figurante, ás vezes ninguém.

Cara E.,

Então,  tem algumas coisas importantes que poderíamos pensar. Primeiro é que cabeça vazia oficina do Diabo, ja ouviu isso? Pois é, tão antigo, demodê e clássico quanto pontual. Você diz ser figurante, mas figurante na vida de quem? Na dele? E na sua? Porque me parece que está faltando aí você ocupar-se, no sentido de colocar-se no mundo, acordar pela manhã, vestir-se bem, arrumar o cabelo, as unhas, botar um salto, saia e por que não você não pode chegar tarde? Experimente fazer coisas que lhe dão prazer e não deposite isso apenas no fato de ter a presença do seu marido. Não que você não faça isso, mas valorize porque com certeza ele passará a te notar mais. Você tem talentos? Não espere que os outros os vejam, crie, formule, elabore, concretize, porque a partir daí será fato as pessoas ao redor perceberem, além do fato que você se sentirá mais realizada. Com isso você até irá perceber que seu marido começará a sentir ciúmes e até chegar mais cedo em casa achando que você o estará esperando, rs.

Até mais!!

Márcio Oliveira

mda banner 2

[email protected]
Meu Blog: As Palavras

Tem pressa para receber sua resposta? Deseja atendimento personalizado e ao vivo? Assine um Plano VIP.

Siga o Cérebro Masculino nas redes sociais clicando AQUI e saiba instantaneamente quando o blog é atualizado.

Psicólogo, consultor de relacionamentos e quase Mestre pela USP-SP. Meio NERD, completo romântico, mas não abre mão de um intenso beijo na boca e um alinhamento entre coração, corpo e mente.

3 comentários No Rapidinhas

  • Caramba, vou comentar mais o caso da que é casada a dez anos, eu trabalho numa empresa de grande porte de refrigeração, então são muitos homens, a gente trabalha muito também, são reuniões imensas, cursos, palestras, a gente não tem hora, e pra distrair entre uma coisa e outra o chpinho pra relaxar…Eu converso muito com eles, juro que a maioria não mija fora do penico mesmo… de 50 homens que eu trabalho 48 morre de medo da mulher e de perde-la, e dois estão num casamento deixa como está pra ver como fica. As mulheres deles reclamam muito comigo da falta de tempo, e dos chopinhos também, a maioria dos meninos se entitulam galinha, mas só pelo simples fato de verem uma mulher passando e eles mexerem, no estilo:ve com os olhos e lambe com a testa rsrsrs Morro de rir

  • kkkkk ”’Encanada leitora. Entenda uma coisa. Mãe é mãe, paca é paca, tatu é tatu…”’
    ( nao me atrevo a completar a frase dessa música..mas é inevitável ! )
    Brigas pela atençao do marido com a mãe dele é RIDICULO!!!! Se o cara nao liga pra propria mae..que é quem o pariu..alimentou….educou…. e fez dele o homem que é hj….Vc deveria é agradecer a sogra.. Isso sim! Se ele fosse um cafajeste que abandona a mae..o que faria com simples mulher?

    Casada ha 10 anos.. e vive na solidão à dois.. horrível isso..eu já passei por isso e dói muito.. por isso me internava no trabalho, na net, nos livros e exercícios físicos.. Isso te ajudará a não se sentir tão só.. e converse neh! por favor… antes que vá tudo por água baixo..

    Vc está perdida em meio à sentimentos de tristeza, abandono e frustração por ter feito uma escolha e talvez essa pessoa não saiba te dar o valor merecido…
    De a volta por cima.. nao fique chorosa.. descabelada..feia..
    fique mesmo.. bem linda.. e cheirosa.. linda se ele nao esta pra ver… Fod*-** saia… badale…. viva a vida e seja feliz.. seja com ele ou quem sabe um outro caminho por aí….que seja um bem lindo e feliz…. Acorda!!! antes que o tempo passe e vc fique vivendo uma vida de lamúrias e choro.

  • Encanada leitora…pense assim ele foi visitar a mãe primeiro para depois ter mais tempo para ficar com você… Não foi isso que aconteceu? hehehehe
    Casada há 10 anos…hummm, você deve conversar com ele sobre isso, dizer que o trabalho é sim importante, mas que a familia também é, veja o que ele diz, veja o que é prioritario para ele…beijuss
    E…ser mulher as vezes cansa né…vc tem um grande trabalho pela frente para poder conquistar “esse homem” não é mesmo? espero sinceramente que valha a pena.
    beijuss da sara

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.