VENTO… VENTANIA

clo-carpediem.blogspot.com

Tantas mulheres  esquecem a  ausência do amor e se abandonam em inúmeras tarefas diárias com receio de viverem o que a própria sorte reservou.

E ficamos assim…

Mulheres fortes, voluntariosas, conscientes dos  deveres, independentes, sóbrias. Tempestade nas sombras e arco Iris nos dias.

Mas, despimos nosso eu quando nos olhamos. Quando deitamos e as luzes se apagam. É nessa hora que podemos parar de representar, é nesse momento que choramos baixinho, que somos lavadas com nossas lágrimas e que nos alimentamos para enfrentarmos outro dia. Outro amor que não é o nosso.

mda banner 2

Às vezes são vento fresco, balançam seu corpo por caminhos conhecidos, se sentem seguras, confiam e fazem parte desse cenário rotineiro que se modifica vagarosamente sem ferir, sem produzir danos.

Outras vezes são ventania, arriscam, servem-se dos movimentos que tem para conquistar, subjugar, modificar os cenários que pensavam imutáveis. São fortes, indomáveis. Nesse momento são apenas mulheres que poucos conhecem.

Se são vento ou ventania não sei.

São apenas  mulheres buscando a si mesma.

 

Sara Mel

20/08/2011

[email protected]

http://twitter.com/Sarammel

http://www.facebook.com/profile.php?id=100001624131488

  DESCRIÇÃO DO VÍDEO: Vento Ventania, música da banda Biquini Cavadão, CD Sucessos Regravados 1985/ 2007


Jussara de Melo, escrevo nas categorias crônicas e poesia e espero utilizar esse espaço como forma de recuperar o romantismo, a sensibilidade e a formosura feminina que nós mulheres todas temos dentro de nós. Nos meus textos você encontrará: amor, desejo, emoção, fantasia, esperança e muita paixão. Frase preferida: Antes de falar, escute. Antes de ler, pense. Antes de criticar, espere. Antes de orar, perdoe. Antes de desistir, tente. E-mail: [email protected]

20 comentários No VENTO… VENTANIA

  • Mas sou sim Aline…maior que eu …sou baixinha perto dele kkkk

  • De cozinhar não sinto falta não Aline…sou muito prática hehehehe…mas quando estou feliz vou para o fogão hehehehe….

  • Aline Xavier

    Sara, com esse rostinho de bebe você não parece mãe de adolescente…

  • Aline Xavier

    e caracas Sara, estamos no mesmo barco então, e minha casa vive cheia de gente, amigos, crianças… eu mando no controle remoto. Mas sinto falta de dormir agarradinho de cozinhar pra alguém, de ter alguém pra envelhecer ado lado…

  • Aline…eu também tenho um filhão de 17 anos, sei como é cuidar da casa sozinha, mas algumas coisas gosto na vida de solteira…nossa as vezes meu filho diz: Mãe, pede lá algo pra gente comer! Eu pego o telefone e em 30 minutos estamos jantando, já com marido né…não tinha essa mordomia não. Porém, as vezes vejo minha mana saindo com a familia e me da vontade de ter um “doido” ao meu lado…mas passa logo hehehehe 🙂

  • Lindo, me identifiquei demais, sustento uma casa desde os 18 anos, hoje tenho 28 e uma filha de 9 anos que vivo por ela, são dez anos trabalhando, cuidando dela, (Barbara), pagando conta, nos vestindo e nos calçando, eu não ganho lá essas coisas, mas minha filha conhece teatro, cinema, é leitora como eu, só tira nota boa e somos muitos felizes, ela é minha companheira, falta uma peça nesse quebra-cabeça, mas a gente leva nossa vidinha simples e tranquilinha e felicidade e amor tem de sobra na minha casa.

  • Falei a verdade…ficou muitooooooooooooooo legal 😉

  • Ahh Sara obrigada mesmo….
    Acho que estava inspirada….
    hehehhe
    bjus!

  • Uau…Karen…
    Uma mulher furacão arrebenta né 😉
    Um caso para se pensar 🙂

  • Adorei Sara, realmente essas ventanias, ultimamente estou uma leve brisa, mas prontinha para virar um furacão!
    rsrsrsr

  • Bruna!
    Esse seu comentário ficou show!!!!
    Olha estou passando por um momento vento em minha vida, sou nesse momento brisa suave quase imperceptível hehehehe
    Depois de passar por uma breve ventania o melhor é acalmar o vento e voltar ao normal hehehehe
    beijuss da sara 😉

  • Mulheres de fibra..ora vento ora ventania…
    Sou Forte e Frágil… duas em uma..;)
    forte pra buscar meus ideias.. minha luta diária.. meu espaço… meus objetivos.. minhas idéias que eu brigo pra tirar do papel ….Brigo e luto… uma luta constante… brigo por tudo que acredito que seja possível..
    luto e viro VENTANIA quando algo me incomoda.. brigo .. esperneio…viro gigante..
    até pra lutar por aquele homem que esta longe .. mas que sabe que a presença dele é
    fundamental pra que tudo se hamonize dentro de mim…
    Sou frágil diante da incerteza.. da dúvida…
    as vezes caio diante da vida.. me ajoelho e peço ..reflito .. me sinto ”pequenininha(eu tmb) diante das peças da vida… dos encontros e desencontros… de um futuro de luta e busca…
    caio as vezes nesse espaço… me jogo aos pés da vida.. eu nao gosto de me sentir frágil.. aí realmente é a hora de chorar…quietinha… baixinho.. embaixo das cobertas… sozinha… chorar uma falta… de aconchego no peito…de apenas deixar meu corpo repousar quietinho na costas dele… quieta… com verdade…me pego chorando..
    mas tenho que me erguer,.. pra um novo amanhecer.. uma nova batalha que a vida certamente me jogará.. nesse novo dia que nasce..pois a vida nos da batalhas diárias
    tenho que vence-las uma a uma…pra me sentir forte e virar ventania!
    Mas o vento tmb é a brisa que vai e bate no rosto ..nos traz a nostalgia… a brisa que bja teu rosto esse ventinho suave.. num dia de correria…se apenas por um segundo sentir essa brisa… é meu xero em ti… meu bjo pra vc.. pra te dizer..estou aqui…
    viro vento!!!!
    Difícil escolher… quero ser o VENTO mais doce e delicioso.. mas quero ser a VENTANIA que te levante.. te impulsione te de âmino que te empurre pra frente… e vamos juntos… a favor de todos os ventos… levados a mais perfeita sintonia… de idéias… pensamentos… e corpos…
    seja o vento e ventania….
    seja a brisa e vendaval…
    seja forte e terno…
    sou tudo isso…

    bjussss

  • GOSTEI MUITO DO SEU TEXTO MUITO INTERESSANTE TEM MUITAS MULHERES QUE SAO VENTOS E OUTRAS QUE SAO VENTANIAS BJSSSS.

  • Me inspirei em mulheres fortes como você Ly…
    beijuss 😉

  • Obrigada Janaína…beijuss da sara 😉

  • é verdade! Puxa vida quantas vezes já fugi de me envolver me enfiando em trabalhos,achando que fazendo isso posso ser uma mulher forte ..ledo engano..
    Amei o Post Sara
    bjos

  • Adoreiiiiiiiiiiii….

  • Thaily…é exatamente isso, somos sim um pouco vento e um pouco ventania… E nos transformamos nessa mulher que vemos, geralmente não aceitam nossas fraquezas e por vezes muitas de nós temos que enfrentar tudo sozinha mesmo. A mulher moderna paga esse preço e cobra também né… 😉

  • Lindo, lindo, lindo Sara!!!

    “Mas, despimos nosso eu (…) quando deitamos e as luzes se apagam. É nessa hora que podemos parar de representar, é nesse momento que choramos baixinho, que somos lavadas com nossas lágrimas e que nos alimentamos para enfrentarmos outro dia…”

    Vivo fazendo isso também… a mulher forte do dia-a-dia, só deixa transparecer sua ‘fragilidade’ a noite, só desabafa e compartilha seu medos com o travesseiro…….

    bjs 😉

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.