Viva a Independência?

Siga o CM nas redes sociais: Clique AQUI!


Óbviamente não vivemos mais no século passado onde mulheres tinham que ficar em casa esperando a vida passar pelas janelas de uma casa.

Também não vivemos mais em um mundo em que era obrigação um homem sustentar exclusivamente a casa e os filhos, enquanto suas mulheres cuidavam da administração do lar e dos filhos.

Hoje as mulheres trabalham duro, ralam para valer. Sustentam filhos sozinhas, trabalham as vezes dois períodos, chegam tarde em casa e ainda tem que lavar, cozinhar , arrumar a casa. E cansa… como cansa.

Como é duro ter que ter tanta responsabilidade, sem ter um fôlego, ou até mesmo um gato para puxar pelo rabo…. As vezes, penso naquelas mulheres que queimaram Sutiãs e sinceramente me revolto um pouco. Elas não imaginavam que chegariam tão longe com essa igualdade exigida e quanto seríamos sacrificadas na árdua independência.

mda banner 2

Pois bem, estamos nos tornando mulheres “macho”. O progenitor, o protetor e o decisor hoje está em nossas mãos. A cada dia que passa nas mãos de mulheres que batalham.

Temos orgulho em bater no peito e humilhar o homem que for, eu tenho meu dinheiro, eu me sustento, tenho minha carreira e meus estudos, não preciso de você para nada, me viro sozinha.

Pode até ser bonito na teoria, mas no fundo dessa capa de Mulher Maravilha, só nós sabemos como as vezes sonhamos com um homem, com a figura do homem forte, protetor, que nos cuide, carinhoso, que pega o problema para si e resolve.

Como sentimos falta de homens que assumam responsabilidades, homens maduros, homens que se esforcem para manter o nosso bem estar acima de tudo.

Não estou falando aqui de mulher que se encosta no dinheiro do homem, e sim, mulheres que gostariam de ter um ombro para chorar, um homem romântico a ponto de fazê-la esquecer de todos os problemas do mundo.

Flores cheirosas para agradar o dia, brigar com o dono da loja que comprou algo de você e não pagou, amantes incondicionais.

Infelizmente por mais duronas que possamos ser, somos delicadas e frágeis. Precisamos ser cuidadas.

Que  saudades dos homens das antigas….

O que eu acredito é que eles ainda existam, mas estão escondidos, em carapuças duras de ferro com medo dessa mulher tão moderna e independente.

Não deixamos mais os homens fazer o seu papel, que é o de homem!!! Queremos sempre competir e mostrar que somos melhores. Deixamos de agradecê-los, deixamos de pedir, nem que seja de charminho, para ele abrir um vidro de azeitonas ou carregar uma pilha de coisas pesadas.

Queremos resolver tudo na unha. Isso não está certo.

 

Em primeiro lugar, o seu parceiro se sentirá um acomodado e incompetente, já que você faz tudo sozinha e não depende dele para absolutamente nada.

Em segundo, você deixa de usufruir do cuidado, da proteção, da não exigencia em ser forte e perfeita o tempo inteiro. Faça-o sentir importante, útil.

Não é questão de submissão e menos ainda de anulação. E sim um carinho, um afago. É seu parceiro ter a oportunidade de te amar, te cuida como uma mulher linda e desprotegida.

E convenhamos… é tão bom….

Beijos

Karen F.

[email protected]

Jornalista, pós-graduada em Comunicação pela FIA-USP. Morei em NYC por um ano e tenho uma tatuagem escrito Liberdade. Amo viajar e a independência, mas já chorei muito por ficar sozinha.

13 comentários No Viva a Independência?

  • Karen, inspirada na sua pagina fiz um blog e comentei da sua pagina.
    [email protected]
    Abs

  • Karen,
    Voce esta certissima! Me identifico com todas as atitudes citadas, mas digo que é muito dificil ser dama quando voce é uma pessoa “forte”, sair da sua postura é quase um atentado a si mesma. O que nao deveria ser, vim morar em Sao Paulo e aqui a cobranla das mulheres serem “damas” é maior, estou aprendendo agora a ceder e me permitir ser “paparicada”.
    Enfim, acho que o homem de hoje tem dificuldade de entender a nova mulher e ainda nao sabem lidar, eles tem medo….
    Abs, CZ

  • O casamento não tira a independencia pessoal ou melhor, o casamento não cria dependencia. O que tira a independencia é a falta de confiança, o ciume, o egoismo. Casamento é uma parceria nas conquistas e na falta de conquistas e o comprometimento a dois. Qualquer união onde a desconfiança ocupe o 1º lugar, até mesmo a união comercial (sociedade), o resultado é a falencia ou a divisão que no casamento chamamos de separação e divorcio. O casamento onde há envolvimento e comprometimento como conquista do amor, até a dependencia é prazerosa porque nela o homem e a mulher se completam onde ambos vivem independentemente e dependentemente ao mesmo tempo, isso é casamento.

  • O casamento não tira a independencia pessoal ou melhor, o casamento não cria dependencia. O que tira a dependencia é a falta de confiança, o ciume, o egoismo. Casamento é uma parceria nas conquistas e na falta de conquistas e o comprometimento a dois. Qualquer união onde a desconfiança ocupe o 1º lugar, até mesmo a união comercial (sociedade), o resultado é a falencia ou a divisão que no casamento chamamos de separação e divorcio. O casamento onde há envolvimento e comprometimento como conquista do amor, até a dependencia é prazerosa porque nela o homem e a mulher se completam onde ambos vivem independentemente e dependentemente ao mesmo tempo, isso é casamento.

  • UAU Amei os comentários que li aqui.
    Meninas acho que cada uma tem uma visão sobre a mulher em si. Isso é muito bom, pois podemos partilhar, ler e pensar sobre o que a outra diz.
    Na minha opinião, como o texto traduz bem… ando bem cansada de ser um “hominho” talvez por isso a revolta dos sutiãs queimados.
    Mas sem dúvida essas mulheres nos ajudaram a ter conquista gigantescas, como o simples direito ao voto.
    A questão é que na maioria das vezes esquecemos de nos deixar ser cuidadas, achamos que somos maiores do que qualquer coisa… e em um relacionamento, o que é o ponto aqui, nem sempre isso funciona…

    Obrigada Pelos comentários,

    Vamos fazer esse CM pegar fogo, com opiniões diversas e trocas de experiências!!!

    Beijos

    Karen

  • Ser ‘’super mulher’’ ate pode ser uma escolha minha..sou independente sim, isso é uma conquista e minha.. fui casada 11 longos anos e hj depois de 2,5 separada bato no peito sim e me orgulho e muito de cada coisa que conquisto e sozinha.. isso tmb é conquista da mulher moderna…e não reclamo não.. eu adoro ser assim.. sempre fui alias.. apenas antes tinha com quem dividir as despesas e tarefas e por escolha mesmo prefiro como estou… isso não quer dizer que será sempre assim… mas eu não me preocupo com isso..
    Nossa realidade é essa… trabalho..carreira..filhos..e quem sabe alguém pra te apoiar e não se apoiar em alguém….. bora correr atrás das nossas conquistas sim miga… porém, com doçura e feminilidade e que merecemos como vc disse companheiros e não ‘’filhos’’ pra fazer parte de uma vida de somas! E não de divisões.. afinal a vida tem que ser somada pra termos resultados positivos. bjo

  • Pois é.. que tal aprender a dividir as tarefas? a parar de querer ser a super mulher só pra reclamar depois que ninguem ajuda em nada? que tal escolher companheiros que estejam dispostos a ser companheiros e não filhos? 🙂 tudo isso é possível, embora perfeição em relacionamento, só em conto-de-fadas mesmo. Mantenho tudo o q escrevi: não acho certo culpar conquista nenhuma, temos é que aprender a lidar com a nossa realidade. Abs.

  • Diana.. não eh mal dizer a conquista feminina.. eu não saberia viver em casa..prendada ..costurando.. limpando enquanto o homem traz o sustento..isso nunca! Eu sou o homem e a mulher da minha casa hj, com muita batalha corro atrás de tudo sempre.. nunca fiquei e não fico esperando por ninguém não. O que eu acho que nos mulheres tomamos sempre a frente..como Karen disse.. queremos sempre provar que ‘’podemos’’ isso faz o homem mais preguiçoso sim… acomodado.. não sei se vc eh ou já foi casada, saberá bem que eu estou querendo dizer… se vc costuma a fazer tudo e sempre diz ao marido (EX!!) não precisa, deixa que eu faço, na prox vez que vc pedir algo a ele, será como uma tapa.. ele vai bufar e reclamar sim. Então precisamos do meio termo sim! Ficarmos no topo e sobrecarregadas e sempre stafadas e envelhecendo, porque o homem se preserva sempre, a mulher com essa de conquista, não abre Mao de nada nunca, estamos sempre irritadas e cansadas, e eles relax, resultado? Somos as loucas e descontroladas..Cadê a feminilidade e doçura? Haha.. mandamos logo pra PQP e aí o encanto dessa mulher aos olhos do seu homem já era…

  • É isso ai Diana.
    Seu comentário foi excelente!

    “Que tal tentar esse exercício ao invés de maldizer as conquistas femininas? Deixemos as ideias chichês e machistas pros homens”

  • As mulheres queimaram sutiãs não pra serem superiores a ninguem, mas pra garantir o direito de ser tão cidadã quanto o homem. Se hoje a mulher consegue ser respeitada num cargo de chefia, pode sair pra tomar um chope com as amigas sem ser vista como uma “vadia”, pode se divorciar sem sofrer a pecha de “desquitada” e “a perigo”, foi por causa da coragem dessas “queimadoras de sutiãs”. Saudade dos homens das antigas? Que tal ser uma “mulher das antigas”? E viver pra ser dona de casa ou professora primária enquanto o home pode ser e fazer o que quiser? Ter que manter a virgindade até o casamento pra não ser tida como uma p…? Minha gente! Não confundam as conquistas com a dificuldade de lidar com elas. Dá pra ser forte e independente ser sem arrogante. Dá pra dividir as tarefas sem puxar tudo para si. Há que se tentar amar o outro sem competir com ele. Que tal tentar esse exercício ao invés de maldizer as conquistas femininas? Deixemos as ideias chichês e machistas pros homens, porque mulher reprimida e fragilzinha só interessa a eles, kkk .Abraços.

  • Queria pegar as ''donas'' que queimaram sutiã em praça pública e faze-las correr..batalhar e se equiparar ao homem de hj..A guerra dos sexos esta demais…deviam ter ficado lavando um tanque de roupa suja..kkkk…
    brincadeirinha…
    Eu ñ gosto de depender e ''pedir''..odeio na verdade.. certo dia alguém me disse… ''vc ñ precisa ser assim''…''vc pode pedir''..mas eu gosto mesmo de ir lá e fazer.. tomar as decisões..corro em busca do eu quero.. por tempos eu acho que me anulei um tanto e hj tenho horror disso…mas que é ótimo ter alguém com quer somar neh… porque nossa vida tem que ser de soma e ñ divisão..romantismo é ótimo e delicioso.. o carinho de quem esta ao lado é tudo!! Eu quero tmb..Homem tem que ser carinhoso..atencioso …até meloso..adoro!

  • Não sei de quem foi a ‘brilhante’ ideia de achar que poderíamos viver sem os homens. E eu não falo só pela falta de carinho, proteção e companhia não, falo também pelas tarefas domésticas. Há trabalhos braçais dentro de casa que foram destinados aos homens, digo isso pq moro com mais duas meninas, e se não fosse o vizinho ou o namorado de uma delas, estaríamos perdidas, pq vira e mexe aparece um problema dentro de casa que não sabemos resolver, e eis que surge aquele que nasceu para ajudar e defender as mulheres em apuros: o HOMEM!

  • Encontrar o equilibrio seria o ideal…concordo que esse “medo” da nova mulher exista sim, tanto que são justamente essas mulheres que estão quase sempre só.
    E sabe aquele tipo de comentário…nossa ela é tão bonita, inteligente, tem bom emprego, decente, etc….mas está só.
    Parece que por mais que a mulher faça nunca será o suficiente…
    Porque o homem vive querendo algo que você não é capaz de dar, por exemplo, eu sou independente, mas tímida, romântica…a tá…não combina né…mulher moderna e sonhadora….vixi mas sou viu Karen!
    E lembrando o ultimo post do doc…tô vendo que os gatos estão em alto né! hehehe
    Ótimo post flor
    beijuss da sara 🙂

Deixe uma resposta:

Your email address will not be published.